Home / Plantas / Espaçamento E Adubação Cajueiro Anão Precoce

Espaçamento E Adubação Cajueiro Anão Precoce

O cajueiro anão precoce é uma das frutas mais conhecidas, produzidas e comerciadas em escala global. Chamada de “rainha tropical”, o caju é uma fruta com forte presença em regiões com climas tropicais.

Do caju, são tirados diversos benefícios, que vão desde a movimentação da economia onde ele se encontra, até benefícios para a saúde, ou como forma de alimentação.

É possível fazer do caju diversos tipos de alimentos, como, por exemplo: a castanha de caju, suco de caju, aguardente de caju, polpa de caju, doces de caju, entre outros.

Por ser uma fruta tão famosa, e com forte presença no nordeste brasileiro, em estados como Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, é de extrema importância que se conheça as principais formas para poder se plantar da forma correta e indicada.

As recomendações descritas aqui são mais voltadas ao público de produtores que de forma comercial explora o cajueiro anão precoce, não se limitando a eles, claro, já que começar a cultivar o caju pode ser feito por qualquer pessoa.

Hoje, iremos aprender qual o espaçamento deve ser feito na plantação cajueiro anão precoce, bem como quais os tipos de adubação que devem ser utilizadas.

Características Do Cajueiro Anão Precoce

De nome científico Anarcadium occidentale L., ele é pertencente ao gênero Anarcadium, sendo que da família Anacardiacea, e esta espécie tem como foco principal sua comercialização.

Através do plantio de sementes, o cajueiro-anão é a planta que produz cajus. Sua altura pode chegar a cerca de 5,4 metros. As folhas terão uma forma simples, de forma alternadas,  sendo elas inteiras e com um aspecto subcoriáceo.

Com flores que também são consideradas pequenas, e até mesmo com um pouco de aspecto pálidas, terá uma cor avermelhada ou púrpura. Cum um sistema reprodutivo alogâmico, a forma preferencial será a de fecundação cruzada.

Sendo dividida em três partes conhecidas, podemos dizer que a fruta propriamente dita, no caso, a castanha, como a pessoas conhecem, possui três separações, são elas: epicarpo, mesocarpo, o endocarpo e a amêndoa.

Seu peso costuma variar entre 3 g, podendo chegar até 12 g. Quando falamos sobre melhoramentos da espécie, um dos objetivos é aumentar este limite de 12 g, abrindo a possibilidade de frutos ainda maiores.

Clima, Solo E Preparo Do Terreno

Quando falamos sobre o clima ideal para se plantar o cajueiro anão, é importante começarmos a falar sobre o clima.

Apesar de a planta do caju ser bastante tolerante aos climas, ou seja, suportar um clima maior ou menor que o recomendado, o ideal é que a região escolhida tenha um regime pluviométrico de 800 até 1.500 mm por ano, e a chuva sendo distribuída de cinco até sete meses.

A umidade do ar também precisa ser levada em conta. O ideal é que o local possua um média entre 70% até 80% da faixa de umidade.

Muda de Cajueiro Anão
Muda de Cajueiro Anão

Como citado, o cajueiro é uma planta de clima tropical. Desta forma, a recomendação é que a temperatura do local escolhido tenha uma média de 27°C.

O solo pode ser bem variado, o cajueiro anão precoce não tem muita exigência quanto a isso. No entanto, uma recomendação muito dada são solos que possuem uma textura franco-arenosa ou apenas arenosa, sendo que o relevo deve ser plano ou com ondulação suave, que não tenha perigo que encharcar, com a ausência de camadas impermeáveis a profundidade nunca deve ser abaixo de 1,5 cm, sempre sendo isso ou mais profundo.

Ao começar a preparar o terreno, o mesmo deve estar totalmente desmatado, sem raízes e destocado, principalmente próximo do local onde vai ser feita a cova. Desta forma, é assegurado um local sem a concorrência com plantas daninhas.

Para ter certeza se o terreno é o mais recomendável, a coleta de uma amostra do solo pode ser feita e entregue para uma análise química, para garantir que o terreno seja fértil e indicado.

Espaçamento

Os espaçamentos recomendados dependerão do sistema de distribuição adotado, bem como da numeração de plantas a serem cultivadas.

As principais recomendações, são:

Sistema quadrado: 7,0 metros x 7,0 metros, dispostos em formas quadradas, com 204 plantas.

Sistema retangular: 8,0 metros x 6,0 metros, dispostos em formas retangulares, com 208 plantas.

Sistema triangular: 7,0 metros x 7,0 metros x 7,0 metros, dispostos em triângulos pelo terreno, com 236 plantas.

Em plantios que houver irrigação, é aconselhado que o espaçamento adotado seja um pouco maior, de pelo menos 8 metros x 7 metros, com os clones CCP76 e o CCP 06.

Adubação Do Cajueiro Anão Precoce

Adubação Do Cajueiro Anão Precoce
Adubação Do Cajueiro Anão Precoce

A adubação para o cajueiro anão precoce pode ser separada em três tipos, são eles: de fundação, de formação e de produção.

Iremos aprender um pouco sobre cada um deles.

Adubação de fundação: 100 gramas de calcário dolomítico serão necessários para se colocar na cova, bem lá no fundo, e a pode-se misturar com a terra que foi removida do local. Após isso, poderá ser utilizado uma mistura de terra superficial junto com superfosfato simples, isso é de acordo com a análise obtida do solo, e colocar 100 gramas de FTE BR 12, juntamente com 10 litros de esterco. Durante 30 dias, a cova pode ficar sendo preparada, pois é o período anterior ao transplante da muda, e o período chuvoso irá iniciar.

Adubação de formação: no primeiro ano deverá ser feita uma adubação de acordo com a análise do solo obtida, e deverá ser feita depois de 60 dias do transplante da muda. Quando se trata de cultivo de sequeiro, os fertilizantes podem ser aplicados ao redor das plantas, sendo divido em três partes, no início, no meio e no final da estação de chuva. Em cultivos que são irrigados, essa divisão pode ser feita mensalmente, com os fertilizantes sendo inseridos através da irrigação da água. Durante o segundo, terceiro e quarto ano, a adubação pode ser feita igual a do primeiro ano, com a diferença que desta vez será aplicado também o fósforo.

Adubação de produção: em cultivos sob sequeiro, é esperada uma produtividade de cerca de 1,200 kg/ha de castanhas. Assim, os adubos podem ser colocados em uma faixa circular de 40 até 50 metros de largura ao lado de cada uma das plantas. Em locais maiores, a faixa de fertilizantes e adubos podem ser colocar em uma faixa contínua. Em cultivos irrigados, o adubo pode ser aplicado junto com a água que fará a irrigação, pois isto aumenta a uniformidade da distribuição e também reduz os valores com mão-de-obra.

Pronto, agora você já sabe tudo sobre o espaçamento e adubação cajueiro anão precoce. Deixe nos comentários a sua experiência com esta planta tão famosa.

Veja também

Flor da Romã ou Româzeira: Caracteristicas Botanicas e Fotos

Romã é um fruta abundante no Brasil, principalmente na região Sul do nosso país nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *