Home / Plantas / Composição do Farelo de Trigo Para Animais: Tabela Nutricional

Composição do Farelo de Trigo Para Animais: Tabela Nutricional

O farelo de trigo é uma fonte barata e abundante de fibra alimentar que tem sido associada à melhoria da saúde intestinal e à possível prevenção de algumas doenças, como o câncer de cólon. Também contém minerais, vitaminas e compostos bioativos, como ácidos fenólicos, arabinoxilanos, alquilresorcinol e fitoesteróis. Estes compostos têm sido sugeridos como uma ajuda na prevenção de doenças não transmissíveis, como doenças cardiovasculares.

Tabela Nutricional do Farelo de Trigo:

Quantidade por 100 gr.

Calorias – 216

Gorduras Totais – 4,3 g

Gorduras Saturadas – 0,6 g

Gorduras Poliinsaturadas – 2,2 g

Gorduras Monoinsaturadas – 0,6 g

Colesterol – 0 mg

Sódio – 2 mg

Potássio – 1.182 mg

Carboidratos – 65 g

Fibra Alimentar – 43 g

Açúcar – 0,4 g

Proteínas – 16 g

Vitamina A – 9 IU             Vitamina C – 0 mg

Cálcio – 73 mg                   Ferro – 10,6 mg

Vitamina D – 0 IU             Vitamina B6 – 1,3 mg

Cobalamina        0 µg       Magnésio           611 mg

Composição do Farelo de Trigo Para Animais:

Descrição

O farelo de trigo é um subproduto da moagem a seco do trigo comum ( Triticum aestivum  L.) em farinha, é um dos principais subprodutos agroindustriais usados ​​na alimentação animal. Consiste nas camadas externas (cutícula, pericarpo e capa) combinadas com pequenas quantidades de endosperma amido do grão de trigo.

Outras indústrias de processamento de trigo que incluem uma etapa de remoção de farelo também podem produzir farelo de trigo como subproduto separado: produção de macarrão e sêmola a partir do trigo duro ( Triticum durum Desf.), Produção de amido e produção de etanol.

Composição do Farelo de Trigo Para Animais:

Estas misturas são concebidas como um suplemento que pode ser acrescentado como parte de uma dieta equilibrada para uma gama de diferentes animais. O farelo de trigo é muito saboroso e pode ser usado em suínos, ovídeos, aves, gado, ovelhas e cavalos, é um alimento para animais de múltiplos propósitos em termos de versatilidade e aplicação universal e até mesmo para a indústria da aquicultura, sendo aplicável a todos os tipos de peixes do mercado. como tilápia e bangus (peixe de leite).

Composição do Farelo de Trigo Para Animais:

Quais os benefícios dos produtos de grãos na saúde do gado?

Benefícios nutricionais do farelo de trigo:

-alta em fibras dietéticas;

-tem propriedades antioxidantes;

-tem uma propriedade que ajuda a reparar e construir músculos em animais.

O farelo de trigo, como alimento  para o gado, proporciona muitos benefícios para sua saúde geral. Consistindo de importantes fibras alimentares e “fitonutrientes” como oryzanols, tocoferóis, tocotrienóis e fitoesteróis, farelo de trigo promove muitos benefícios para o bem estar físico de um animal.

Farelo de trigo ajuda na digestão dos alimentos. Essas fibras alimentares contidas no produto, ajudam o animal a absorver nutrientes de forma mais rápida e eficiente, adicionando muito à sua saúde e aparência física. Mas o farelo de arroz não é apenas para ajudar o seu gado a comer melhor – estudos mostraram que o farelo de trigo proporciona benefícios adicionais para os animais – desde melhorar o sistema imunológico até reduzir o risco de contrair doenças – como resfriados simples e febre aftosa  e auxiliar no combate ao câncer e prevenir ataques cardíacos.

Composição do Farelo de Trigo Para Animais:

Utilização

O farelo de trigo tem um efeito laxante devido em parte à fibra ser apenas parcialmente digerida.Devido aos altos níveis de fibra e ao efeito laxante, o farelo de trigo não deve ser fornecido a animais jovens.

Assim como o  farelo de arroz, o farelo de milho também tem uma tendência a ficar rançoso depois de um tempo, então você deve guardar em um refrigerador ou algum tipo de vasilha selada a vácuo se você planeja mantê-lo em sua despensa por um tempo.

Gado Bovino

A alimentação do trigo com ruminantes requer algum cuidado, pois o trigo tende a ser mais apto do que outros grãos de cereais a causar indigestão aguda em animais que não são adaptados a ele. O principal problema parece ser o alto teor de glúten do trigo, que no rúmen pode resultar em uma consistência “pastosa” para o conteúdo ruminal e redução da motilidade ruminal.

O farelo de trigo pode ser eficientemente usado pelo gado, mas seu valor nutritivo é melhorado por alguma forma de processamento. É geralmente admitido que seu valor de alimentação é otimizado por laminação a seco, moagem grossa ou laminação a vapor para produzir um floco grosso.  Moagem fina de trigo geralmente reduz o consumo de ração e é provável que cause acidose e / ou inchaço.

Ovinos

O farelo de trigo  destinado a ovinos adultos não precisa ser triturado ou processado antes de ser incorporado em rações, uma vez que estas espécies se mastigam mais completamente. No caso de cordeiros desmamados precocemente e criados artificialmente, a palatabilidade do trigo integral é melhorada pela peletização.

Produção de Ração Animal

A natureza glúten do trigo o torna um excelente auxiliar de peletização. 10% de trigo em uma fórmula, muitas vezes, aumentam a durabilidade do pellet, particularmente em rações com pouco outro ligante natural. Subprodutos como gluten feed e grãos de destilaria são pobres em carboidratos que podem se ligar a pelotas. Para esta função, o trigo duro é necessário.

Triticale

Triticale é um cereal relativamente novo, e tem mostrado alguma promessa em alimentos para suínos e aves. Triticale é um cruzamento entre trigo ( Triticum duriem ) e centeio ( Secale cereale ). Seu valor alimentar como fonte de energia é comparável ao do milho e outros cereais. A digestibilidade do triticale é semelhante ou superior à digestibilidade do trigo para os nutrientes medidos. O teor total de proteína tende a ser maior que o milho e semelhante ao do trigo. Em níveis mais altos, problemas de palatabilidade (associados ao centeio) podem ocorrer.

Composição do Farelo de Trigo Para Animais:

Importância Econômica

A inclusão de subprodutos da agroindústria em dietas para suínos, ovídeos,aves, gado, ovelhas e cavalos e vacas leiteiras, visa baixar os custos de alimentação, mantendo os níveis de produção do setor agropecuário. Outro benefício da inclusão de subprodutos pode ser a redução no teor de amido das dietas, com concomitante aumento nos teores de fibra digestível, contribuindo para melhoria do ambiente ruminal.

Veja também

Alamanda Laranja: Nome Científico, Cuidados com a Flor e Fotos

O número de espécies de plantas existente no mundo é praticamente infinito, principalmente porque a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *