Home / Plantas / Como Transferir Uma Planta De Um Vaso Para Outro?

Como Transferir Uma Planta De Um Vaso Para Outro?

Quem cuida de plantas, sabe como, às vezes, é difícil fazer uma “vingar”. E, uma das medidas mais eficazes para “salvar” uma planta (ou simplesmente fazer com que ela cresça e se desenvolva mais) é colocá-la em outro vaso. No entanto, é preciso que esse processo seja feito da melhor forma. Vamos saber como?

Como Saber Quando Mudar Uma Planta De Vaso?

Se a intenção é preservar a beleza da planta, fazendo com que ela continue a se desenvolver por muito tempo, é extremamente importante que se saiba identificar quando é necessário fazer a transferência dela de um vaso para o outro. Um dos primeiros sinais de que a sua planta pode estar precisando mudar de “casa” é se as suas raízes começarem começarem a aparecer na superfície, ou através dos furos da drenagem. É muito comum acontecer isso com orquídeas, por exemplo.

Outro indicativo de que uma planta precisa mudar de local é se o vaso em si estiver rachado ou trincado. Porém, o sinal mais comum é quando ela simplesmente está grande demais para aquele determinado recipiente, e isso irá ser fácil de perceber pois se a planta tomar o vaso inteiro, é porque já é hora de mudança.

Bom destacar que o melhor momento para fazer essa transferência é bem no início da primavera. Isso se deve ao fato de que é nessa estação que a maior parte das plantas estão numa espécie de estado de inatividade, o que facilita a mudança, não deixando o processo tão traumático.

Processo De Troca Do Vaso

A partir do momento em que identificou que a sua planta precisa de um vaso novo, é necessário fazer uma preparação antes do procedimento em si. Por exemplo, alguns dias antes da transferência, é importante fazer uma rega constante, pois o solo úmido facilitará o processo.

Já para fazer a remoção propriamente dita, você terá que segurar o caule com delicadeza e bastante cuidado. Logo em seguida, é retirar a planta caso ela deslize com facilidade pelo vaso. Contudo, se ficar difícil removê-la dali, o mais recomendável é virar o recipiente de ponta cabeça, e dar leves batidas no fundo do vaso. Bata em locais rígidos, e vá retirando a planta com calma.

No entanto, se mesmo após essas tentativas todas, a planta “teimar” em não sair, o que você deve fazer é desgrudá-la dali com a ajuda de uma faca, ou outro objeto similar. E, se mesmo assim, não der certo, a última alternativa será quebrar o vaso. Inclusive, não há problema se nesse processo algumas raízes quebrarem, pois isso não prejudicará a planta de maneira alguma.

Preparando a Nova Moradia Da Planta

No novo vaso em que a planta irá ficar, você deverá colocar alguns centímetros com a ajuda de uma pá, ou mesmo outro instrumento de jardinagem. Por sinal, com relação à circunferência, o mais recomendável é que o novo recipiente seja, no mínimo, 2,5 cm maior do que o antigo. O nível do solo também é outro ponto que precisa ser observado, e este precisa ficar uns 2,5 cm abaixo da boca do vaso.

Trocando a Planta de Vaso
Trocando a Planta de Vaso

Após colocar a planta, com raiz e tudo, é preencher os espaços vazios ao redor dela com terra. Pressione a terra com as pontas dos dedos ou com uma espátula. Isso irá evitar bolsas de ar entre as raízes. Depois, bate suavemente o vaso num local sólido para ajustar o solo. Isso vai auxiliar, entre outras coisas, em um melhor desenvolvimento das raízes.

Logo em seguida, regue a planta até que a água escorra pelo vaso novo.

O Melhor Vaso Para Determinada Planta

Como regra geral, é preciso ficar atento entre a necessidade da planta, e o que o vaso oferece, para que ela possa crescer de maneira harmônica e saudável. Cada espécie exige um recipiente diferente, e um dos fatores que determina isso á a umidade que o vaso pode ou não reter. Se a planta necessita de pouca umidade, por exemplo, vasos de barro são excelentes, mas, se precisarem de muita umidade, recipiente de vidro são os mais adequados.

Ainda sobre essa questão da umidade, de fato, existem vegetais que apreciam umidade no solo, porém, até eles podem ter suas raízes sufocadas, casa a terra esteja muito encharcada. Nesse caso, o mais recomendável é sempre comprar vasos que tenham orifícios (ou nas laterias, ou então, principalmente, no fundo).

Vasos Com Plantas
Vasos Com Plantas

Evidentemente que o tamanho médio das raízes também precisa ser observado, pois não adianta colocar uma planta cujas raízes crescem bastante em recipientes muito pequenos.  Por essa razão, é bom pesquisar até que tamanho a planta adquirida pode ficar para que se consiga um vaso apropriado.

O próprio material do recipiente precisa ser bem definido, principalmente se ficar exposto a certas condições climáticas. Alguns materiais se deterioram com bem mais facilidade do que outros, , especialmente se ficarem no sol ou na chuva por muito tempo, como é o caso da madeira ou do plástico. Ao mesmo tempo, vasos de concreto e de cerâmica apresentam maior durabilidade.

Tipos De Vasos E Suas Características

Cada recipiente apresenta uma particularidade que pode ser usada à favor do cultivo de sua planta. Vasos plásticos, por exemplo, geralmente, proporcionam melhor saúde para a planta, além de dificultar mais o surgimento de pragas. Ao mesmo tempo, vasos de cerâmica possui uma grande capacidade de retenção de água.

Já vasos de cimento são ideais para vegetais que sejam bem grandes e que sejam plantados no exterior das residências, já que são mais fortes, e podem aguentar sol e chuva. Por sua vez, vasos de fibra de coco possuem uma excelente capacidade de drenagem, apesar de não oferecer nenhum nutriente em si para a planta.

Por fim, temos os vasos de vidros, que não são recomendados para vegetais cultivados em solos, sendo, portanto, mais indicados para aquelas plantas que vivem na água. Como exemplo, podemos citar o bambu da sorte.

Esperamos que essas dicas de como transferir uma planta de um vaso para o outro, além de escolher qual o melhor recipiente a ser usado, tenham sido úteis.

Veja também

Quais os Males que a Chia Pode Causar?

A chia (nome científico Salvia hispanica L.) é uma semente que vem se tornando bastante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *