Home / Plantas / Como Chama A Cultura Do Arroz? Morfologia Do Arroz

Como Chama A Cultura Do Arroz? Morfologia Do Arroz

Você sabe quais são os três grãos mais cultivados no mundo? Isso mesmo, arroz, milho e trigo. São três alimentos muito importantes para a humanidade.

De fácil manejo e com fácil adaptação de clima, o arroz, o trigo e o milho são responsáveis por fazer parte da nossa alimentação há milhares de anos.

Não apenas in natura, mas você pode encontrar esses três grãos fazendo parte da fabricação de milhares de comidas, como bolos, massas, biscoitos, entre outros.

E, hoje, iremos falar sobre o arroz, que é responsável por alimentar mais da metade de toda a população humana no mundo.

É considerado também a terceira maior cultura de cerais, perdendo apenas para o milho e o trigo.

Além de ser rico em hidratos de carbono, o arroz também é rico em carboidratos, além de possuir algumas variedades ricas em fibras, como é o caso do arroz integral.

Para conhecer mais sobre esse grão tão importante, você irá aprender sobra as características, a morfologia e a cultura do arroz.

História do Arroz

Existem três continentes que disputam para ser a origem do arroz, são elas a Ásia, a América e a África.

No entanto, a origem mais aceita pelos pesquisadores, é que o arroz teve sua origem em uma região da China conhecida como vale do Rio Yangtzé.

A principal prova que usam é que a partir de alguns estudos morfológicos foi possível verificar que fitólitos de arroz encontrados no sítio arqueológico chamado Diaotonghuan mostraram de forma bem clara que houve uma transição de arroz selvagem para o arroz que conhecemos hoje, o plantado.

Foi observado também que nesse mesmo sítio eram feitas coletas de arroz selvagem, e cerca de dois mil anos depois a colheita de arroz plantado começou a ser feita.

A partir de então, duas variedades de arroz, o arroz japonês e o arroz asiático, começaram a ser cultivados na China Central.

Durante o final do 3°milênio a.C., o cultivo de arroz começou a ter uma grande expansão no território continental na parte sudoeste da Ásia e começou a ser exportado também para o Nepal e para a Índia.

História do Arroz
História do Arroz

No entanto, em 2003, houve uma descoberta do arroz mais antigo do mundo, porém na Coreia. Essa descoberta pôs em xeque a tese de que o arroz teria origem na China. Mas em 2011, outro estudo foi lançado e comprovou que a origem do arroz é mesmo do Rio Yangtzé, na China.

Características

Quando cultivado, o arroz é considerado uma planta herbácea e seu gênero é o Oryza. É incluído também na família das gramídeas, e ele alimenta uma boa parte da população mundial.

O arroz faz parte da gramínea anual, e está classificado no grupo de plantas conhecido como C-3, e é totalmente adaptado para sobreviver na água. E essa adaptação é graças ao aerênquima, que está presente na raiz e no colmo da planta, pois ela possibilita que o oxigênio chegue na camada rizosfera.

Para que o arroz consiga alcançar o seu potencial de produção, ele precisa de uma cultura com temperatura entre 24° até 30° C e que a radiação solar seja alta, e quando cultivado em um solo inundado, a disponibilidade de água não importa muito.

Existem algumas variedades de arroz, e elas se diferem no tamanho do grão, na cor do grão e na altura da planta. As três variedades mais conhecidas são: arroz branco, arroz integral e arroz para sushi.

No total, são 9 tipos de arroz, todos cultivados para fins diversos, e em locais diferentes.

Morfologia

O arroz possui uma morfologia que é dividida em cinco partes, são elas:

  • Raiz: a partir da coleorriza, existe a raiz seminal, ou também conhecida como radícula, que surge logo depois duas ou mais raízes conhecidas como seminais secundárias. Elas duram apenas alguns dias, e logo em seguida, o sistema secundário com raízes adventícias surgem, e elas são produzidas na parte debaixo dos caules mais jovens. Possuem bastante fibra e ramificações.
  • Folha: durante seu período de desenvolvimento, vai surgindo diversas folhas, e elas irão variar em largura, comprimento, cor, ângulo de inserção e pubescência. No colmo matriz, irão surgir de 8 até 14 folhas. E elas são muito importantes para a descrição varietal.
  • Caule: existe o caule principal e alguns outros variados sendo considerados caules secundários e ou primários. Durante o período de vegetação, o caule fica invisível, e só é possível ser visto quando o arroz chega no estágio reprodutivo.
  • Panícula: denomina-se de panícula a inflorescência que surge da planta do arroz. A panícula possui em seu interior uma flor, um pistilo e também seis
  • Grão: em sua formação encontra-se o ovário fecundado e também uma semente que se adere às paredes. O arroz possui sua fenologia dividida em duas partes, a vegetativa e a reprodutiva.

Como Chama a Cultura Do Arroz?

O arroz é conhecido no mundo inteiro, e faz parte da alimentação de milhões de pessoas, além de possuir enorme significado para várias culturas e sociedades.

Em alguns locais, o arroz possui forte influência religiosa, espiritual e medicinal. O arroz faz parte de diversos rituais, possui diversos tipos de lendas e mitos em torno dele.

Na cultura chinesa, por exemplo, “she fan” possui o significado de “comer arroz”. No Japão, outro país asiático, o arroz é cultivado há 7 mil anos, e possui uma importância gigante no cotidiano da população local.

Em alguns locais da Ásia, o arroz ainda é dado em pequenos grãos mastigados para os recém-nascidos como uma forma de presentear a chegada da vida.

No Vietnã, por exemplo, alguns camponeses gostam tanto de arroz, que ao serem sepultados, pedem que o enterro aconteça em arrozais.

Em casamentos o arroz é também muito usado. Quando as pessoas se casam, é jogado arroz em cima de suas cabeças, e representa votos de abundâncias para o casal.

O arroz, em suma, é muito importante para toda a cultura ocidental e oriental, e representa um papel gigante em alimentar as pessoas, além de possuir vários significados.

E você, sabia tudo isso sobre o alimento que está em nossas mesas quase todos os dias? Deixe nos comentários o que você achou.

Veja também

Como Fazer Champignon Em Conserva?

O champignon, por mais que não pareça, é um cogumelo da família dos cogumelos comestíveis. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *