Home / Plantas / Azaléia, Características Morfológicas, Nome Cientifico e Diâmetro

Azaléia, Características Morfológicas, Nome Cientifico e Diâmetro

Essas plantas nada mais são do que arbustos que contam com folhagens verde-escuras, e geram sempre uma grande quantidade de flores todos os outonos, podendo estas, durarem até três meses. Entre as suas características, as azaléias pertencem à família ericaceae, formando flores perenes as quais se adaptam aos climas Mediterrâneo, Subtropical e também Temperado.

As suas folhas podem medir até 8 centímetros, e em relação às flores, podem ser dobradas ou apenas tomam a foma de pétalas comuns. em diferentes cores podendo estar presentes até o fim do inverno. Em relação à altura da planta pode chegar de quatro até seis metros, ou de nove a doze. Para o seu melhor desenvolvimento e vida, é necessário que exista a luminosidade de sol plenamente, pois seu ciclo de vida é perene e necessita desta condição para não haver a morte ou retardo do desempenho da planta.

Nome Científico

A ela, se dá o nome científico de Rhododendron Simsii, sendo também conhecida como Azaléia-Belga. As azaleias são plantas cujo desenvolvimento as transformam em flores de diferentes tons de cor de rosa, havendo também a coloração vermelha e branca. A origem destas plantas e flores é documentada inicialmente na Ásia e na China, sendo híbridas e também desenvolvidas na Holanda e na Bélgica. Essas plantas são alvos de grandes  decorações, sejam festivas ou até mesmo direcionadas ao design de interiores como casas, jardins e apartamentos.

Diâmetro das Azaléias

Estas plantas florescem em épocas como o outono, final do inverno e conseguem chegar de cinco a seis centímetros de diâmetro.De maneira geral, a altura das azaleias pode chegar em até um metro. Elas costumam tornar-se visualmente em compostos de maciços, podendo desenvolver-se como cercas vivas ou arvoretas, quando estão postas em vasos, não ultrapassam ao número de 50 cm.

Rhododendron Simsii

Curiosidades Sobre Estas Plantas

O que muitas pessoas não sabem, é que as azaléias são bastante utilizadas para a criação dos chamados bonsais, que são miniaturas de plantas cultivadas e adaptadas, sejam árvores ou arbustos. Esta técnica é um costume originalmente japonês, cujos métodos utilizados para realização desta prática, objetivam manter as características das plantas originais da sua proporção e também morfologia. Desta forma, essas plantas podem se tornar miniaturas através das técnicas de realização de bonsais, ou ainda assim, formarem cercas vivas e mais altas, a depender do gosto das pessoas que as cultivam.

Reprodução das Plantas Azaléias

Esta é uma planta assexuada, cuja multiplicação ocorre através de seus próprios ramos. Para realizar esta multiplicação, será preciso utilizar-se dos ramos mais fortes com folhas e galhos laterais, para que assim se inicie a escolha de apenas quatro folhas para permanecer no ramo, plantando-o em um local apenas com terra misturado com areia, e isso descarta a adubação antes desta fase, pois não se deve adubar estas mudas em formação ou enraizamento.

Após esta primeira fase da reprodução, ao menos uma vez ao ano a terra da planta poderá ser misturada com salitre nos locais onde as plantas estão situadas. Isto servirá como adubo e deve ser feito sempre que o tempo estiver seco, para prevenir problemas às flores. Com isso, em menos de dois meses já terá ocorrido o enraizamento da planta e então os cuidados que deverão ser tomados com a mesma será em relação a umidade, regas e podas, além da exposição de pelo menos 4 horas à luz por dia.

Com Funciona o seu Cultivo

Para atender a maneira mais prudente e correta de cultivo das azaléias, é preciso deixá-las expostas ao sol, valendo ressaltar que as mesmas também se adaptam bastante ao frio.  O solo em que elas habitam deve ser pautado em um solo composto de terra de jardim e a chamada terra vegetal, responsável por passar diversos nutrientes para as plantas que entram em contato com esta terra. Mas, ainda assim, as azaléias são bastantes adaptáveis aos solos ácidos e dessa forma não necessitam tanto de calagem, podendo ser podadas a cada fase de florescimento.

Cuidados a Serem Tomados com as Azaléias

Diante do exposto,  é preciso regar as azaléias ao menos duas vezes por semana,  ou três vezes por semana no verão. Vale ainda ressaltar que em relação ao solo que estejam presentes, deverá este estar sempre areno-argiloso, drenado e ácido, pois, como dito anteriormente, esta é uma condição específica para o desenvolvimento e crescimento da planta. Para podar estas plantas, é preciso esperar o fim do seu florescimento. Além disso, o ambiente em que elas estão habituadas precisa estar contando com o pH calculado em  até no máximo o número 6, sempre expostas a meia-sombra.

É de suma importância que no momento do plantio das azaleias o solo esteja úmido, a luz seja adequada por meias-sombras e a temperatura seja condizente com as necessidades da planta. A cada duas semanas, será necessário hidratar a mesma sem falta, pois qualquer atitude contrária a estas recomendações pode levar ao retardo do seu desenvolvimento ou até mesmo à morte  prematura da planta.

Para torná-la um bonsai, serão necessárias técnicas específicas para transformar o cultivo em uma miniatura. E ainda que seja bastante pequena, os cuidados com ela deverão ser redobrados, para que mantenha-se saudável e consequentemente dando vida com sua beleza ao local em que estiver instalado.

Contudo, esta é uma planta de fácil cultivo e os cuidados são muito semelhantes àqueles dados a qualquer outra planta. Como dito anteriormente, ela se adapta a locais internos ou externos, aos vasos ou diversos canteiros, tendo uma variedade de solos que podem ser presenteados com o seu plantio, sendo positivos ao seu crescimento sem que haja sua deterioração.

Logo, como todas as plantas existentes no mundo, os cuidados que devem ser tomados para que a vida de cada uma delas se prolongue adequadamente, devem ser direcionados à temperatura, umidade, podas, regas e também a troca de ambientes mediante seu crescimento. Havendo o respeito a estes aspectos, elas não serão prejudicadas. Assim, os ambientes em que estiverem situadas estarão sempre iluminados por sua beleza, sejam elas postas em canteiros ou em pequenos vasos ornamentalísticos!

Azaleia é um arbusto classificado entre  um  gênero de plantas lenhosas da família Ericaceae, notável por suas atraentes flores e folhagem bonita, cujo nome científico é Rhododendron.  O gênero é grande e extremamente diversificado , compreendendo cerca de 850 espécies. Os rododendros são nativos principalmente do solo ácido úmido do Himalaia e do sudeste da Ásia, até as montanhas da Nova Guiné . O gênero Rhododendron inclui a azaleia e o chá Labrador , que às vezes eram considerados distintos.

Características  Morfológicas das Azaleias

Características  Morfológicas das Azaleias
Características  Morfológicas das Azaleias

Os rododendros , que significa “árvore vermelha”, refere-se às flores vermelhas e ao crescimento lenhoso de algumas espécies, mas os rododendros variam de hábito, de sempre – verde a decíduo, e de baixo crescimento a  árvores altas. A primeira espécie disponível para uso em jardins, em meados dos anos 1600, foi Rododendrum hirsutum , a rosa alpina peluda, que pode crescer até 1 metro.

Outros variam de espécies anãs de apenas 10 cm de altura (Rododebdrum prostratum, de Yunnan na China), a árvores com mais de 12 metros (Rododendrum arboreum, Rododendrum barbatum e Rododendrum giganteum , da Ásia). As folhas são grossas e coriáceas e são sempre-verdes em todas as espécies, exceto as azáleas, algumas das quais são decíduas. As flores podem ser perfumadas ou não e geralmente são tubulares em forma de funil e ocorrem em uma ampla gama de cores – branco, amarelo, rosa , escarlate, roxo e azul.

O nome Rododendro vem das palavras gregas “rodon”, que significa “rosa” e “dendron”, que significa “árvore”, daí a Rose Tree . As flores de rododendro são geralmente produzidas em treliças . A família Ericácea, na qual o gênero Rhododendron se enquadra, também inclui urzes, louros da montanha, mirtilos e cranberries, além de manzanita, arbutus à direita, madrone, mirtilo, kalmiopsis, azedo e vários outros gêneros. Rododendros são referidos como o rei dos arbustos, uma vez que são considerados por muitos como as melhores plantas sempre verdes para a paisagem temperada .

A maioria das pessoas conhece os rododendros como grandes arbustos folheados em couro com cachos redondos de flores brancas, rosa, vermelhas ou roxas.

História das Azaleias

O rododendro foi descoberto pelo botânico flamengo do século XVI, Charles l’Ecluse.  O rododendro foi introduzido na Grã-Bretanha em 1656 a partir dos Alpes europeus e, portanto, o nome Alpine Rose para Rhododendron histrum.

A exploração na América surgiu como resultado de uma parceria entre o inglês Quaker Peter Collinson e o botânico e agricultor John Bartram, da Pensilvânia. Isso levou à importação para a Inglaterra dos nativos americanos, Rhododendron canescens, Rhododendron nudiflorum e Rhododendron viscosum em 1734, e Rhododendron máximo em 1736.  O Rhododendron ferrugineum, outra espécie dos Alpes Europeus, também conhecida como Rosa Alpina, surgiu em 1752.

O Senado do Estado de Washington confirmou que o rododendro da costa (Rhododendron macrophyllum) seria o emblema floral do estado de Washington.  O rododendro também é a flor nacional do Nepal e a flor do estado de Sikkim na Índia.

Compostos Químicos das Azaleias

Azaleias no Vaso
Azaleias no Vaso

Todas as partes do rododendro são perigosas, especialmente folhas, mostrando sintomas de irritação no estômago, dor abdominal, batimentos cardíacos e ritmo anormais, convulsões, coma, morte. O  pólen e o néctar de algumas espécies de rododendros contêm substâncias tóxicas chamadas grayano toxinas que podem induzir o envenenamento de seres humanos e animais. Os cavalos são especialmente sensíveis a esse tipo de toxina.

O mel produzido a partir do néctar de certos tipos de rododendro tem efeitos alucinógenos e laxantes. Gregos e romanos antigos estavam familiarizados com os efeitos colaterais do mel feito de rododendro. O rododendro é consumido na forma de flores e suco em conserva no Nepal. O chá labrador é um chá de ervas feito de três espécies intimamente relacionadas de rododendro. Estudos médicos mostraram que os flavonoides, compostos fenólicos e saponinas extraídas do rododendro têm propriedades anti-inflamatórias (previnem a inflamação). Eles também atuam de forma benéfica na função do fígado.

Existem Diferenças Entre Rododendros e Azaleias

Rododendros
Rododendros

O gênero Rododendro inclui Rododendros e Azáleas . Nesse gênero, tanto o rododendro quanto a azálea são usados ​​como nomes comuns. As distinções que se seguem são feitas por jardineiros. As plantas de rododendro são geralmente sempre – verdes e as plantas de azálea rotuladas são decíduas, embora existam algumas azáleas sempre verdes como as do comércio de floristas ou viveiros. Para o jardineiro típico, as azáleas são notáveis ​​porque não possuem treliças. A exceção a isso são as azáleas do tipo Homebush, que possuem uma treliça em forma de bola muito apertada, mas esse tipo de azálea é decíduo. Deve-se mencionar que os rododendros tropicais de Vireya também não têm fardo e se parecem mais com azáleas, mas são geralmente tratados como uma classe especial, diferente da maioria dos outros rododendros e azáleas.

Os rododendros têm dez ou mais estames , enquanto as azáleas têm cinco .

Os rododendros têm folhas grandes em forma de remo e flores grandes em forma de sino ou funil carregadas em treliças terminais. As azáleas têm folhas pequenas e elípticas e flores em forma de trombeta ou tubular nas extremidades dos brotos. Ainda alguns rododendros, chamados lepidoses, têm folhas pequenas e flores pequenas e alguns rododendros são naturalmente em miniatura e têm folhas e flores minúsculas. É verdade que todas as azáleas têm folhas pequenas em comparação com os grandes rododendros com folhas, os alepidotes.

Os rododendros são eretos, crescendo acima de 2 mts. de altura, enquanto as azáleas são mais espessas, com diâmetro das flores entre 6 e 8 cm. e diâmetro dos arbustos entre 60 e 80 cm., geralmente atingindo uma altura de não mais que 2 mts.

Ambos os rododendros e as azáleas fornecem flores perfumadas em uma variedade de cores – de pastéis brancos e claros puros a laranja e ouro brilhantes, a roxo e vermelho. Algumas flores mudam de cor ao longo do tempo ou são marcadas com cores contrastantes.

Doenças da Planta

Azaleia Doente no Vaso
Azaleia Doente no Vaso

Rododendros geralmente não são propensos a insetos ou doenças. Eles podem desenvolver uma condição chamada clorose , caracterizada pelo amarelecimento de uma folha entre as veias verde-escuras. A clorose pode ser causada por desnutrição causada pela alcalinidade do solo, deficiência de potássio, deficiência de cálcio, deficiência de ferro ou deficiência de magnésio. Uma combinação de acidificação com suplementos de enxofre e ferro, como ferro quelatado ou sulfato de ferro, geralmente trata esse problema. A clorose também pode ser causada pela toxicidade do nitrogênio (geralmente causada por fertilizantes com nitrato) ou por outras condições que danificam as raízes, como podridão radicular, corte severo das raízes, gorgulhos ou morte das raízes causada por quantidades extremas de fertilizantes.

Veja também

Óleo de Cártamo em Cápsula

Como Age o Óleo de Cártamo no Organismo?

A planta Carthamus Tinctorius L – nativa de regiões secas e áridas da Índia – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *