Home / Natureza / Fungos: O Lado Ruim dos Unicelulares e Pluricelulares

Fungos: O Lado Ruim dos Unicelulares e Pluricelulares

Você já pode ter ouvido a respeito de fungos, normalmente eles vem seguidos das palavras bactérias e são associados com doenças e coisas prejudiciais. Vamos aprender melhor.

O Que São Os Fungos

Existe um reino especifico para os fungos, por serem tão singulares e diferentes dos outros seres vivos. O nome desse reino é Reino Fungi.

Apesar de serem popularmente mal vistos, os fungos são extremamente importantes para a natureza e para o funcionamento de processos naturais.

São responsáveis por decomposição e reciclagem natural de matéria morta. Isso ajuda nos nutrientes que a natureza necessita dos elementos decompostos e alimentos e nutrientes necessários a partir da reciclagem executadas por eles.

Alguns não são nem visíveis a olho nu, outros são vistos e chegam a ser manuseáveis. Colhidos e utilizados.

Importância dos Fungos na Economia

Além de seus usos naturais, mundos fungos são ‘convocados` ou selecionados para processos industriais, pois muitos produtos exigem processos executados por fungos. Como já citado, os fungos não são só parasitas ou causadores de doenças, mofos e coisas ruins. Mas são importantes em diferentes processos, veja exemplos:

Muitos fungos são utilizados na medicina. São necessários em processos farmacêuticos, para elaboração de remédios. Um exemplo comum disso é a Penicilina, que é fabricada através das ações de fungos.

Na produção de certos combustíveis também há a presença de fungos. São combustíveis provenientes de matéria orgânica como beterrabas, cana de açúcar, girassóis, amendoins, entre outros. São alternativas sustentáveis que ajudam para a melhoria do meio ambiente, reduzindo o aquecimento global.

Você já comeu cogumelos? São muito comuns em algumas receitas, como o estrogonofe por exemplo. E você sabia que são um tipo de fungo?

A indústria alimentícia, é uma das utilizadores do Reino Fungi, ou para consumo direto ou para etapas de fabricação de outros alimentos.

Como exemplo desses alimentos estão bebidas como vinhos e cervejas, pães que usam fungos em processos de fermentação, ou queijos onde os fungos têm importante papel gerando sabores específicos.

Fungos Unicelulares e Pluricelulares

Fungos Unicelulares e Pluricelulares
Fungos Unicelulares e Pluricelulares

A diferença principal entre fungos unicelulares e pluricelulares é simples e óbvia. Fungos unicelulares são formados por uma única célula. São microscópicos e se ajuntam em colônias. Ajuntados em milhares podem ser vistos, mas ainda são seres singulares e unicelulares.

Por outro lado, os fungos pluricelulares são formados por mais que uma célula. Os fungos pluricelulares são estruturados em micélio e frutificação. Esse corpo de frutificação é formado por estruturas chamadas filas, que se juntam e se tecem até formarem esse corpo.

Um exemplo disso são as partes que vemos estragadas em pães ou queijos. A parte frutificada é a parte visível, o restante ainda está em outras partes do alimento. Por isso não adianta tanto retirar a ‘parte estragada` e comer o restante. De qualquer forma está ingerindo o alimento em decomposição.

Fungos: O Lado Ruim

Os fungos são muito importantes, sim. Mas podem também causar muitos danos a saúde.

Como já citado, se ingeridos indevidamente podem fazer mal, considerando que são responsáveis pela decomposição de alimentos.

Os fungos podem comportar-se como parasitas causando doenças em animais e em humanos. Se você já teve, ou conhece alguém que teve frieira nos pés, sabe como incomoda. Essa doença é causada por fungos. Micoses, algumas feridas, são todas coisas causadas por fungos. Os danos vão desde essas pequenas coisas até infecções graves em órgãos.

Esse efeito parasita pode ainda atacar plantações. A nomeação de parasita se da devido a alimentação dos fungos. Esses se alimentam de seus hospedeiros, retirando, muitas vezes, nutrientes importantes de sua estrutura e adoecendo o hospedeiro.

Apesar disso, ainda há situações onde o fungo parasita e seu hospedeiro se beneficiam mutualmente. O nome dessa relação é mutualismo. Essa situação é benéfica para ambos. Nenhum se adoece e são nutridos.

Curiosidades sobre Fungos

  • Evoluídos
    Fungo no Alimento - Pão
    Fungo no Alimento – Pão

Há pesquisas que comprovam que fungos podem ser muito inteligentes! Esses podem calcular menores rotas e melhores modos de se juntarem e chegar a um alimento.

  • Fungos versus bactérias

Os fungos são inimigos de bactérias e muito utilizados para combate-las. Essa descoberta foi muito útil para a medicina e setores farmacêuticos.

  • Na cozinha!

Fungos são participantes do nosso dia a dia. Quando fazemos pães, biscoitos, bolos, e algumas outras sobremesas. Qualquer massa que exija fermentação é ajudada por fungos. Eles são responsáveis por fazer as massas crescerem, liberando gás carbônico.

  • Plantações

A presença de alguns fungos é capaz de destruir lavouras inteiras de plantações. O prejuízo dessa perda pode ser muito grande.

Apesar de causarem doenças em algumas plantas e parasitarem em outras. Os fungos podem ser benéficos. Usados contra bactérias e pragas que atacam grandes hectares de plantações.

  • Diferentes tamanhos

Como citado, alguns fungos são microscópicos. Porém existem espécies que podem ser vistas a olho nu. Não são raras. Cogumelos são exemplos delas. Mas existe um fungo, o maior do mundo. Seu tamanho é como o de 40 estádios de futebol, encontra-se nos estados unidos e tem mais de 2000 anos.

  • Tipos de fungos
    Tipos de Fungos
    Tipos de Fungos

Especialistas e pesquisadores acreditam que pode haver mais de um milhão de espécies diferentes de fungos.

  • Fungos em casa

Na cozinha, os convidamos pra entrar, compramos e sabemos qual será sua utilidades, mas em muitas vezes, os fungos podem invadir nossa casa, se instalando em alguns lugares e crescendo.

Cantos úmidos, pouca iluminação é o suficiente e o local perfeito para a proliferação de fungos. Já entrou em um cômodo, ou já abriu um armário e sentiu o famoso cheiro de mofo? Pois bem! Essa é uma das tantas evidências de que há fungos.

Além disso, manchas de infiltração na parede pode ser uma das evidências das presenças de fungos.

A presença de fungos invasores, e não convidados, pode fazer mal a saúde, causando problemas de pele ou até problemas na respiração. Ficar em lugar com mofo, ou infiltrações pode irritar brônquios ou aos alérgicos pode incitar rinite.

Conclusão

Vimos que os fungos estão por toda parte e são responsáveis por diversas funções. Na natureza, na indústria, nas residências, restaurantes, farmácias. Quando queremos ou quando não queremos, sempre há presença de fungos.

Saber e aprender é muito importante para prevenir doenças ou até saber como lidar com elas. Mas é bom saber quando ele é bom para uso e quando não é.

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *