Home / Natureza / Por Que o Ciclo da Água é Importante na Natureza?

Por Que o Ciclo da Água é Importante na Natureza?

Obviamente que você deve saber que a água é de suma importância para a vida na Terra, não é mesmo? Mas, já parou pra pensar como os processos que envolvem  essa substância tão fundamental têm impacto na nossa vida, e na natureza como um todo?

Então, prepare-se, que vamos contar melhor essa história pra você.

Ciclo Da Água: O Elixir da Natureza

A água não é somente um componente imprescindível para a existência de vida em nosso planeta, como também está presente na maior parte da superfície terrestre: ocupa cerca de 70% desse território. Toda essa água está dividida em mares, rios, oceanos, entre tantas outras formações. Só que mesmo compondo boa parte do espaço onde vivemos, a humanidade ainda sofre com a escassez de água para consumo, e é aí que entra a importância de conhecer bem o ciclo dela.

Também chamado de ciclo hidrológico, o ciclo da água é um processo natural pelo qual essa substância se renova constantemente, pra ser consumida de novo e de novo, indefinidamente. Para ilustrar isso melhor, peguemos a água em seu estado sólido (o popular gelo), por exemplo. Quando esse gelo passa para o estado líquido (em geral, devido à variação de temperatura), esse estado líquido pode voltar para o sólido tranquilamente, ou já partir para o estado gasoso. E, é esse conjunto de processos que chamamos de ciclo da água.

Uma das etapas desse ciclo recebe o nome de precipitação, que é o nome técnico para a nossa velha conhecida chuva. Essa precipitação é o resultado prático do valor condensado de água na nossa superfície. É bom ressaltar que a precipitação também envolve outros fenômenos ocasionados pelo vapor de água, como a chuva de granizo e a neve, por exemplo.

Chuva: Estágio Fundamental do Ciclo da Água

De maneira simplificada, podemos dizer que a chuva é a queda de água em estado líquido. Mas, além disso, há outras particularidades que merecem ser mencionadas. Por exemplo: existe uma classificação que divide esse fenômeno natural entre chuva convectiva (ocorrida a partir da umidade do ar), e chuva orográfica (que acontecer em decorrência da ação do relevo do local, em geral, em lugares montanhosos). Ainda podemos dizer que existem as chamadas chuvas frontais, que resultam do encontro entre duas massas de ar: uma fria, e outra quente e úmida.

Essa classificação é importante para entendermos questões relacionadas às variações de temperatura, onde e quando é possível plantar para aproveita o ciclo das chuvas, e por aí vai. Dados não somente importante pra nós, mas para os seres vivos que dependem diretamente disso, e, instintivamente, já “preveem” quando irá chover, por exemplo.

Fenômenos da Água

A água passa por alguns processos ou ações que permitem com que o nosso planeta continue tendo vida, e seja como é hoje. Uma dessas ações é a infiltração, que é quando essa substância, literalmente, atravessa o solo da superfície terrestre. E, isso pode acontecer de diversas maneiras, desde uma vegetação que consegue levar essa água para o solo através de suas regas constantes, ou simplesmente quando a água cai em quantidade suficiente para se infiltrar no solo “à força”, digamos assim.

Outro fenômeno muito comum envolvendo esta substância tão preciosa é o escoamento superficial, que nada mais é do que a movimentação dela na superfície terrestre. Isso ocorre, em geral, quando a água que cai da chuva é tanta que não há como ocorrer infiltração, fazendo com que ela, em estado líquido, escoe para outras partes da superfície.

Nesse processo todo existe a evaporação, que é a passagem da água do estado sólido ou líquido para o gasoso. Quer um exemplo prático? Quando aquecemos água em nossos fogões para fazermos chás ou cafés, estamos evaporando esse líquido, o que se torna mais intenso, inclusive, quando a temperatura atinge os 100°C.

Existe também o que chamamos de transpiração, um termo muito comum usado para quando a água em nossos corpos sai em decorrência do suor, por exemplo. É um processo que ocorre quando a temperatura externa ou interna se eleva a ponto da água de nosso organismo simplesmente fluir. Isso explica perfeitamente o porquê suamos quando está fazendo muito calor.

Vale destacar ainda a evapotranspiração, que é uma espécie de mistura entre os processos de evaporação com o de transpiração, acontecendo entre solo e plantas. O processo é o seguinte: a água acumulada no solo devido à infiltração sofre influência de uma temperatura elevada, que é decorrência da ação direta do sol. Essa água então evapora, passando do solo para a planta. Esta, por sua vez, faz o ciclo da transpiração, eliminando a água que estava acumulada no solo diretamente para o ar.

E, pra finalizar, temos a chamada condensação, que é um processo um pouco mais complexo, pois leva a água do estado gasoso para o líquido. Isso ocorre quando o vapor de água é resfriado, chegando ao ponto dela “transpirar”, sendo elevada ao estado de líquido. Tal fenômeno é mais corriqueiro em climas muito frios.

Mas, Afinal, Qual a Importância de Todos Esses Ciclos da Água?

Pare e pense: todos esses ciclos estão constantemente presentes em nossa vida sem que percebamos. E é lógico que eles também acontecem com grande frequência na natureza, tendo mais importância ainda para a manutenção da vida.

Através da renovação da água por conta desses processos, ocorrem as variações climáticas que possibilitam o desenvolvimento do reino vegetal, que, além de fornecer o oxigênio necessário para a respiração dos seres vivos, ainda serve de alimento para os herbívoros, que, por sua vez, alimentam os carnívoros, fazendo a cadeia alimentar continuar num funcionamento ininterrupto.

É certo dizer que a vida só existe por conta das constantes transformações que a água sofre ao longo de ciclos contínuos, ora servido como alimento aos seres vivos, ora irrigando a superfície para permitir que várias espécies possam se desenvolver.

Internamente, no organismo de todos os seres vivos, a água também tem papel fundamental nos processos de síntese das substâncias orgânicas, ao mesmo tempo em que serve como solvente e reagente nas diversas reações químicas que acontecem dentro de cada ser vivo.

Imagem Ilustrando o Ciclo da Água
Imagem Ilustrando o Ciclo da Água

Como se vê, a água é importantíssima em vários aspectos, e não é à toa que autoridades do mundo todo têm se preocupado com a falta dela em nosso planeta num futuro próximo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), por exemplo, no ano de 2025, metade da população mundial irá enfrentar sérios problemas decorrentes da falta de água doce.

Isso tudo só prova o quanto a preservação do meio ambiente é necessária e urgente (em especial, a preservação de nossas águas). O nosso futuro depende disso (literalmente).

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *