Home / Natureza / Malefícios Da Melancia, Calorias E Efeitos Prejudiciais

Malefícios Da Melancia, Calorias E Efeitos Prejudiciais

A melancia é uma das frutas preferidas dos brasileiros e de outros países tropicais. Isso porque ela possui um alto teor de água, trazendo uma refrescância única e bem gostosa. No verão ela se torna uma das mais vendidas, ajudando as pessoas a se manterem hidratadas. Além disso, ela possui uma boa quantidade de vitaminas do complexo B. Apesar de ter muitos benefícios, quando consumida em excesso a melancia pode fazer o papel contrário. Por isso, no post de hoje iremos falar sobre os malefícios da melancia e seus efeitos prejudiciais. Continue lendo para aprender mais.

Características Gerais Da Melancia

A melancia é uma planta trepadeira rastejante que possui um fruto do mesmo nome. Ela faz parte da família Cucurbitaceaea, junto com o pepino, abóbora e do melão também. Seu nome científico é Citrullus lanatus, e tem origem nas região mais secas da África. De acordo com estudos, a melancia é cultivada na África central há mais de 5.000 anos. Também vista no Egito e Oriente Médio há mais ou menos 4.000 anos. Só chegou no Brasil durante o processo de escravidão, quando trouxeram pessoas originadas de Banto e Sudanês.

De acordo com a pesquisa feita pelo IBGE, a produção de melancia no Brasil foi estimada em torno de 144 mil toneladas de frutos no ano de 1991. Esse número só aumentou a cada ano. Sua produção é concentrada principalmente no estado de Goiás, inclusive onde fica a capital nacional da melancia, Uruana, e também no Rio Grande do Sul, São Paulo e Bahia.

Características da Melancia
Características da Melancia

Ela é uma planta rasteira, com folhas em forma de triângulo e trilobuladas. Também é anual, ou seja, tem sua floração todos os anos. As flores são pequenas e de coloração amarela, gerando o fruto, a parte mais conhecida da planta. O fruto, como bem sabemos, tem um formato arredondado ou alongado dependendo do tipo, e possui em sua maioria a polpa vermelha. Essa polpa é doce e com um teor bem alto de água, podendo chegar em um pouco mais de 92%. Além disso, encontramos carboidratos, vitaminas B, sais minerais e outros componentes. O diâmetro dela pode variar entre 25 e 140 centímetros. Sua casca tem coloração verde e lustrosa, apresentando algumas listras mais escuras.

Para entendermos melhor sobre essa planta e fruta melhor, podemos olhar melhor sua classificação científica. Essa classificação é uma forma que os cientistas criaram para conseguir separar em grupos animais ou plantas semelhantes por determinadas características. Esses grupos vão de mais generalizados, consequentemente maiores, para os mais específicos. Veja a seguir a da melancia:

  • Reino: Plantae (plantas);
  • Divisão: Magnoliophyta;
  • Classe: Magnoliopsida;
  • Ordem: Cucurbitales;
  • Família: Cucurbitaceae;
  • Gênero: Citrullus;
  • Espécie/nome binominal/nome científico: Citrullus lanatus.

Além disso, a melancia é cultivada ou simplesmente aparece quase de forma espontânea em diversas regiões do nosso Brasil. Seu plantio costuma ser feito durante todo o ano, preferencialmente em regiões de clima mais quente, e nos meses de agosto até novembro quando a região é mais fria. Na maioria das vezes, a melancia é consumida in natura, especialmente como sobremesa, sendo uma ótima pedida durante o verão. Além de ser gostosa, te mantém hidratado. Sua polpa também é utilizada no preparo de geleias e suco, podendo ser congelada para depois. Quando a fruta está em boa qualidade, ela apresenta uma casca normalmente mais firme e com menos manchas escuras. Sua conservação ainda fechada é de uma semana em lugares arejados. Depois de aberta, deve ser envolvida em algum plástico ou papel alumínio e colocada na geladeira.

Malefícios e Efeitos Prejudiciais Da Melancia

Apesar de ter muitos benefícios conhecidos e espalhados, a melancia também possui alguns efeitos colaterais, principalmente quando o seu consumo é feito de forma excessiva. Até hoje, ainda não tem nenhum estudo que prove que comer melancia, em quantidades maneiradas, faça mal para nosso organismo. Os malefícios estão sempre relacionados ao consumo excessivo da fruta. Alguns exemplos disso são:

Distúrbios Intestinais

Um dos maiores componentes presentes na melancia é o licopeno. E é ele que traz consigo a maioria dos benefícios e dos malefícios da fruta. Sim, isso mesmo. Quando consumido em excesso, o nosso corpo sofre um tipo de overdose de licopeno. Isso causa alterações diretamente em nosso sistema digestivo, gerando náuseas, vômitos, refluxos e diarreia.

Distúrbios Intestinais
Distúrbios Intestinais

Hipercalemia

A hipercalemia é algo que ocorre em alguns outros alimentos, e que muitos não sabem, mas pode acontecer com o consumo exagerado de melancia. Isso é uma condição médica, quando nossos níveis de potássio estão bem acima do que é considerado normal. A melancia, possui uma quantidade de potássio que não é tão pequena assim. Quando sofrendo de hipercalemia, você pode ter alguns problemas cardiovasculares, como o ritmo anormal dos batimentos cardíacos e até ficar com o pulso fraco.

Reações Alérgicas

Muitas pessoas não fazem ideia das alergias que possuem até provarem de determinado alimento ou chegar perto de algo. Em alguns outros casos, essa alergia pode se desenvolver com o tempo, o que é algo não fora do comum. Muita gente tem aparecido com casos de reações alérgicas em relação a melancia. Nesses casos, alguns sintomas são erupções leves a graves, e um inchaço na face.

Reações Alérgicas
Reações Alérgicas
Esperamos que o post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre a melancia, suas características, calorias e malefícios para nosso corpo. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre melancias e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *