Home / Natureza / Habitat da Coruja Orelhuda

Habitat da Coruja Orelhuda

A coruja orelhuda (Asio clamator),também conhecida como mocha-orelhudo e coruja-gato, é uma ave de rapina encontrada aqui no Brasil, e com ampla distribuição. Mesmo em meio à intensa prevalência,sua presença pode passar despercebida, visto que é uma coruja discreta e, por vezes, subamostrada.

Possui hábitos noturnos, os quais se iniciam, especialmente, ao pôr-do-sol. Durante operíodo diurno, fica camuflada nas árvores.  Além de discreta, pode ser relativamente silenciosa. No entanto, também emite algumas vocalizações, as quais podem ser manifestadosna forma de assobios agudos e contínuos durante horas (principalmente quandoestá no período reprodutivo), ou o famoso som “uh”, ou seja o crocitado.

A coruja orelhuda possui uma grande preferência por habitar áreas consideradas abertas ou semiabertas, no entanto, também pode estar presente em ambientes modificados pelo homem.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre o hábitat da coruja orelhuda, assim como outras características e padrões de comportamento da espécie.

Então venha conosco, e boa leitura.

Espécies de Corujas

Ao todo, existem 225 espécies de corujas no mundo, com variação de forma, tamanhoe cores. No entanto, todas elas são caracterizadas pela audição extremamenteaguçada, capacidade de visão noturna e possibilidade de girar a cabeça em 270 graus, de forma a maximizar o seu campo de visão.

No Brasil, existem 22 espécies. Algumas com apenas 60 gramas, outras medindo atémesmo 2 quilos.

A coruja-buraqueira (Athene cunicularia)é considerada a espécie mais popular e mais bem distribuída do país.  

Características Físicas da Coruja Orelhuda

https://www.youtube.com/watch?v=0UHceqB0k6w

Esta espécie é considerada uma coruja de porte médio, com relativo dimorfismo sexual(diferenciação física entre macho e fêmeo), referente ao tamanho.

O comprimento varia entre 30 a 30 centímetros. Enquanto o macho pesa em torno de335 a 553 gramas, a fêmea é um pouco mais robusta, e pesa entre 390 a 563 gramas.

Corujas adultas apresentam o dorso na cor marrom-canela, e a porção ventral de cor begecom grossas estrias na cor marrom-escuro. A face é de cor branca, no entantopossui uma linha negra ao seu redor, a qual ganha bastante destaque. A íris dosolhos é bem escura e evidente. Acima dos olhos, há dois tufos de penas em corcastanho-escuro que e assemelham muito à orelhas. Nos dedos, a coloração da pele é cinza-escuro, com garras negras nas extremidades.

O padrão de coloração corporal pode apresentar algumas variações em indivíduos mais jovens, os quais, ao saírem do ninho, estão envoltos em uma penugem de corcreme. Na face, essa penugem é de tom canela, mantendo-se o contorno da linhaescura. A íris possui cor castanha, e os tufos de pena acima dos olhos já estãopresentes desde os primeiros anos de vida.

Alimentação da Coruja Orelhuda

Coruja Orelhuda Sobe à Árvore
Coruja Orelhuda Sobe à Árvore

A coruja é um animal carnívoro. Sua dieta é baseada principalmente na ingestão deroedores. No entanto, ela também pode se alimentar, embora em menor frequência,de insetos, aves, lagartos e morcegos.

Sua estratégia de caça baseia-se em repousar sobre um poleiro, no qual observa amovimentação da presa e fica à sua espreita.  Em ambientes semiurbanos, esse poleiro podeser um poste ou cerca. As corujas, de forma geral, são classificadas como aves de rapina de busca, ou seja, realizadoras de ataques mais simples e à curtas distâncias, quando comparadas às aves de rapina de ataque (gaviões e águias).

Quando a situação se inverte, e a coruja encontra um potencial predador, ela começar autilizar suas estratégias de defesa, as quais incluem inflar o corpo, eriçar as penas e estalar o bico.

Reprodução da Coruja Orelhuda

Reprodução da Coruja Orelhuda
Reprodução da Coruja Orelhuda

Para cortejar a fêmea, o macho pode oferecer a ela uma presa, geralmente um roedorou inseto. Após ‘conquistá-la’, pode emitir várias vocalizações consecutivas, muitas delas em uníssono com a fêmea.

O ninho pode ser confeccionado em ocos de árvores, sobre vegetação rasteira, ouaté mesmo diretamente no solo. São colocados de 2 a 4 ovos, com alguns dias de intervalo. Após isso, a fêmea permanece junto ao ninho por um período de 33 dias. O macho fica responsável por garantir a alimentação (dele, e da fêmea),através da caça. Em relação à alimentação do filhote, nos primeiro dias devida, essa tarefa fica completamente a cargo da fêmea. No entanto, após esseperíodo inicial, pai e mãe participam do processo.

Um fato curioso é que a oferta de alimentos está diretamente relacionada àquantidade de filhotes, pois machos e fêmeas (principalmente) bem nutridosgeram filhotes saudáveis; no entanto, quando o cenário está invertido, a postura de ovos tende a ser menor, além da consequente morte dos filhotes mais fracos.

A coruja é bastante territorialista em relação ao seu ninho, emitindovocalizações e realizando voos rasantes sobre os predadores.

Com 37 a 46 dias, o filhote estar pronto para alçar voo. Ao completarem de 130 a140 dias, os pais o expulsam do território.

Hábitat da Coruja Orelhuda

O  hábitat natural desta espécie, tal como dito na introdução do artigo, são asáreas abertas e semiabertas. Nesta descrição, estão inclusas as savanas, bordasde mata, áreas urbanas relativamente arborizadas e áreas rurais com árvores espaçadas. No entanto, não é possível encontra-las em áreas com florestamento denso.

Esta espécie é capaz de tolerar altitudes que vão desde o nível do mar até 1.400 metros.

Distribuição Geográfica da Coruja Orelhuda

Coruja-Orelhuda em Cima de Árvore
Coruja-Orelhuda em Cima de Árvore

Esta espécie é encontrada em regiões conhecidas como neotropicais. Está presente a partir do extremo sul do México, até chegar ao Panamá e na faixa que se estende da Venezuela à Bolívia. Outros países como o Paraguai, o Uruguai e Argentinatambém estão inclusos. Aqui no Brasil, ela pode ser encontrada em praticamentetodo o território nacional.

Distribuição Geográfica Subespécies

Mesmo sendo uma espécie única, a coruja orelhuda possui quatro subespécies, as quais possuem distribuição diferenciada.

A subespécie Asio clamator forbesi pode ser encontrada do Sul do México atéo Panamá. Aqui no Brasil (nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste), nosudeste do Peru, Colômbia e Venezuela (com extensão para as Guianas), épossível encontrar a subespécie Asio clamator clamator. Ao Leste da Bolívia, além das regiões Sul e Sudeste do Brasil (com extensão até a Argentinae Uruguai), a subespécie encontrada é a Asio clamator midas. Outra subespécie existente, mas que, no entanto, provavelmente já está extinta é a Asio clamator oberi, endêmica em Tobago e no Nordeste de Trinidade.

*

Agora que você conhece um pouco mais sobre o hábitat da coruja orelhuda, continue conosco e conheça outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Aves de rapina Brasil. Coruja-orelhuda.Disponível em: <https://www.avesderapinabrasil.com/rhinoptynx_clamator.htm>;

Cultura Mix. Espécies de corujas. Disponívelem: <https://animais.culturamix.com/informacoes/aves/as-corujas-e-suas-especies>;

MENQ, W. Aves de rapina Brasil. Aves de rapina e suas diferentes estratégias de caça. Disponível em: <https://www.avesderapinabrasil.com/materias/estrategias_caca.htm>;

MENQ, W. Aves de rapina Brasil. Corujas doBrasil. Disponível em: <https://www.avesderapinabrasil.com/materias/corujas_brasileiras.htm>. 

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *