Home / Natureza / Ficha Técnica do Carrapato:  Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica do Carrapato:  Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Afinal, o que são esses bichinhos tão pequenos que incomodam animais tão grandes, incluindo nossos pets de estimação e até mesmo alguns seres humanos?

Para entendermos melhor, vamos dizer assim: carrapatos ou caraças são pequenos irmãozinhos das aranhas que se alimentam do sangue de hospedeiros (aracnídeos ectoparasitas hematófagos).  Pertencem a mais de 800 espécies que existem há 90 milhões de ano, e são os responsáveis por transmitir muitas doenças.

Na definição científica, carrapato é um artrópode pertencente à subclasse Acarina (ácaros), da ordem Ixodida, classificado em três famílias: Ixodidae, Argasidae, Nuttalliellidae.  As três juntas possuem mais de 900 espécies.

Carrapato na Pele Humana

Onde Encontramos Carrapatos

  • Eles estão por toda Terra, espalhados nas cidades e no campo. Vivem em climas secos ou úmidos, abrigados em touceiras, capim e até mesmo no chão.

Alimentação

  • Têm como alvo o ser humano ou animal, pois se alimentam do seu sangue, por isso são considerados hematófagos.  Possuem vetores de vírus, bactérias e protozoários, responsáveis por transmitir doenças.

Características

  • São seres microscópicos, medindo desde 0,03 milímetro de diâmetro a 3 centímetros.
  • Têm forma oval e podem ser vistos mais planos, quando estão em jejum, ou convexos e até mesmo esféricos quando alimentados.
  • Possuem carapaça na forma de cutículas resistentes (exoesqueletos), formada por macromoléculas (quitinas) muito resistentes em relação à sua pequena estrutura.
  • https://www.youtube.com/watch?v=bnV20FmDh6U

Comportamento

Os carrapatos da família Ixodidae ficam muito tempo com seus hospedeiros. Já os carrapatos da família Argasidae passam grande parte do tempo escondidos em diversos locais do ambiente, como abrigos de animais e frestas, de onde saem somente à noite para se alimentarem de seus hospedeiros. Eles têm a capacidade de ficarem até mais de um ano em jejum, esperando pela oportunidade de atacar.

Reflexo nos Hospedeiros

Os carrapatos são reprodutores muito eficientes pois, a cada 21 dias suas fêmeas colocam cerca de três mil ovos, trazendo grandes prejuízos ao hospedeiro. O animal parasitado começa a enfraquecer devido à perda de sangue, o que atrasa seu desenvolvimento e causa irritação em sua pele, que se desvaloriza. Outro prejuízo é a queda na engorda dos animais e na produção do leite. Como transmissor de doenças, é responsável pela tristeza parasitária bovina, dentre outras.

Parasitismo

Existem três principais tipos de parasitismo:

  • Carrapato de um hospedeiro – Logo após eclodir do ovo, ainda na fase de larva, adere ao hospedeiro, a exemplo do  Boophilus microplus / Rhipicephalus microplus, popularmente conhecido como carrapato-de-boi. Vai crescendo na pele dos animais e as fêmeas, após se alimentarem do sangue do hospedeiro, caem ao solo e vão m busca de um local protegido, no qual colocam milhares de ovos, e depois morrem.

  • Carrapato de dois hospedeiros – É aquele que fica num mesmo hospedeiro somente nos estágios de larva e ninfa. Quando fica adulto, parte para outro hospedeiro.
  • Carrapato de três hospedeiros – O Amblyomma cajennense, conhecido como carrapato do cavalo, hospeda-se nele e cai no solo quando é hora de realizar as mudas, e na sequência sobe em um hospedeiro diferente.

Carrapatos em Bovinos

  • O carrapato mais frequente entre os bovinos é o Boophilus micropius. Trata-se de um ectoparasito hematófago da família dos Ixodideos. Esta é a família mais importante de carrapatos, que são carrapatos duros, cuja superfície dorsal do macho adulto é revestida totalmente por um escudo rígido e quitinoso. Já na fêmea a quitina cobre apenas uma área pequena, o que permite que seu abdômen se dilate após sugar o sangue do hospedeiro, tomando forma arrendondada.
  • A outra família que se hospeda nos bovinos é a Argasidae, cujos membros são conhecidos como carrapatos moles, pois não possuem a quitina que forma os escudos. Pertencem a essa família os carrapatos do chão e os carrapatos das aves.

Resistência aos Carrapaticidas

A aplicação de medicamentos químicos tem sofrido grande resistência nos últimos anos. Com isso, periodicamente são lançados no mercado novos medicamentos com o único objetivo de eliminar rapidamente os ectoparasitos. Com eficácia limitada, os carrapaticidas seguem os mesmos moldes dos inseticidas, com diferenças fisioquímicas para que possam ser usados por aspersão ou banho de imersão. A eficácia dos produtos é comprometida pela capacidade que os carrapatos têm de desenvolver resistências a esses produtos e passa-las à geração seguinte.

Cuidados Contra a Febre Maculosa

  • Para reduzir a possibilidade da Febre Maculosa com a picada e a fixação de carrapatos em seres humanos, é importante que pessoas em frequentes contatos com bovinos tomem os seguintes cuidados:
  • Usar camisa de mangas compridas, calças compridas (de preferência claras) com botas de cano longo e proteger as junções com fia adesiva.

  • Logo após terminar a visita de campo, vistoriar o corpo e retirar carrapatos que estejam grudados nas roupas. Isso pode ser feito com fita adesiva e as roupas devem ser fervidas antes de serem lavadas.
  • Não esmagar os carrapatos entre as unhas, pois podem contaminar. Em vez disso é recomendado queimar os carrapatos com fogo, álcool ou água fervente.
  • Ficar atento aos sintomas de gripe forte (com febre, dores no corpo ou desânimo), manchas na pele ou falta de apetite. Caso ocorram, procurar um médico imediatamente, pois às vezes não se vê as larvas e as ninfas, que são as principais causadoras da Febre Maculosa Brasileira.

Carrapatos Comuns no Brasil

  • Carrapato-de-cavalo – conhecido popularmente como carrapato-estrela (amblyomma sculptum) é o que mais adere ao homem e infesta aves e mamíferos domésticos e silvestres. Em sua forma adulta apresenta-se grande como um grão de feijão, podendo ser ainda maior. Em forma de larva, chama-se micuim, e permanece nos pastos nos meses de março a julho. O micuim pode esperar até 24 meses em jejum, até encontrar um hospedeiro, o qual passa a sentir coceiras horríveis, os primeiros sintomas da Febre Maculosa.

  • Carrapato-de-boi – é o Boophilus micropulus, que transmite a babesiose ao gado.
  • Carrapato-vermelho-do-cão – é o Rhipicephalus sanguineus, de fácil controle, comum em gatos e cães. Quando adultos se instalam entre as orelhas e o coxim plantar. Não voam, mas saltam. Sobem pelos muros e cercas, espalhando-se pela casa, canil e outras dependências.
  • Carrapato-de-galinha – é o Argas miniatus, responsável pela transmissão à galinha de uma doença infecciosa parecida com a sífilis, a bouba.

Classificação Científica

  • Domínio – Eukariota
  • Reino – Animalia
  • Sub-reino – Metazoa
  • Filo – Artrhopoda
  • Subfilo – Chelicerata
  • Classe – Arachnida
  • Subclasse – Acarina
  • Ordem – Ixodida
  • Famílias
  • Ixodidae – carapaças duras
  • Argasidae – carapaças moles
  • Nuttalliellidae – uma espécie.

Veja também

Alternância de Gerações

O que é Ciclo de Vida com Alternância de Gerações?

Genética e reprodução são dois dos temas mais conhecidos pelos brasileiros quando se fala em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *