Home / Natureza / Curiosidades Sobre a Visão da Águia

Curiosidades Sobre a Visão da Águia

As aves de rapina dependem principalmente da visão apurada para encontrar presas, reconhecer outros indivíduos e detectar a aproximação de competidores.

O (Livro das Aves da Grã-Bretanha) observa que, ‘se os olhos da águia-real fossem maiores, seriam pesados demais e prejudicariam o vôo da ave’.

A acuidade visual da águia é grande pelo fato de o seu olho ter cerca de cinco vezes mais células fotorreceptoras do que o olho humano (o que é nada mais que 1.000.000 de cones por milímetro quadrado, comparados com os humildes 200.000 do olho humano).

Cada uma dessas células está conectada a um neurônio, o nervo ótico da águia, que transmite os estímulos do olho para o cérebro (que também ultrapassa os olhos humanos), contém o dobro de fibras do olho humano.

E foi dessa forma que aprendi logo nos meus primeiros anos de vida que os olhos não são os responsáveis pela visão, na verdade, os sinais que ele manda ao cérebro é que decifram a imagem.

Não é para menos que essas criaturas tenham uma percepção tão nítida das cores! E por último, há mais uma característica do olho da águia que supera em muito o olho humano. O olho das aves de rapina, assim como o de outras aves, é dotado de uma lente possante com capacidade para ajustar o foco rapidamente entre objetos a qualquer distância.

Características da Visão de Algumas Aves de Rapina

A visão dessas aves algo em torno cerca de 2 a 8 vezes mais aguçada do que a nossa, pobres humanos e predadores do reino animal. Algumas águias e gaviões localizam suas presas a grandes distâncias.

A águia-real (Aquila chrysaetos), por exemplo, consegue ver uma lebre a mais de 3 km de distância. Outra característica da visão dos rapinantes são os olhos voltados para frente, resultando em uma visão binocular, o que dá uma noção de distância e profundidade, ideal para calcular distâncias e fazer grandes manobras aéreas e ataques contra suas presas.

Águia Real Voando
Águia Real Voando

Os olhos das aves de rapina são extremamente grandes, representando de 15% do peso da cabeça. Por isso, elas têm a movimentação dos olhos bastante limitada dentro da caixa craniana, elas não conseguem mover os olhos para esquerda ou para a direita, para cima ou para baixo, como nos humanos. Para olhar para os lados, precisam virar a cabeça.

Já as corujas (Strigiformes) compensam essa limitação através da grande flexibilidade de seu pescoço (nº maior de vértebras cervicais em relação aos outros vertebrados), sendo capazes de girar a cabeça a 270°.

Visão da Coruja
Visão da Coruja

As espécies de rapinantes diurnas enxergam colorido, alguns falcões como o francelho (Falco naumanni), são capazes de ver a luz ultravioleta. Com esta adaptação são capazes de detectar a partir de um rastro de urina, a posição de suas presas no solo.

Já as corujas, por serem em sua maioria noturnas, possuem olhos muito sensíveis a luz (sensibilidade de 10 a 100 vezes mais que a dos humanos), resultando em uma ótima visão noturna. Por possuírem mais células da retina sensíveis a luz e não a cores, as corujas enxergam em cores limitadas ou possuem visão monocromática.

Os Olhos da Águia 

Duas características do globo ocular das águias proporcionam uma visão mais nítida: a retina nesses animais é revestida com células que detectam a luz (os cones da visão humana). Isso aumenta a capacidade de enxergar os detalhes mínimos, como acontece com as câmeras de alta resolução que possuem maior densidade de pixels.

Esses animais também possuem a fóvea (centro ultra-especializado da mácula é denominado de “fóvea” e é a região de máxima acuidade visual da mácula). muito mais profunda. A fóvea é uma região central da retina onde se concentram os cones e onde se forma a imagem que será transmitida ao cérebro.

Esta estrutura muito bem adaptada da águia é profunda o bastante para permitir que os olhos das águias possam funcionar como uma lente teleobjetiva, dando-lhes ampliação extra no centro de seu campo de visão.

Olhar Selvagem de Uma Águia
Olhar Selvagem de Uma Águia

As águias, assim como outras aves superiores, podem enxergar as cores muito mais vivas que nós e conseguem definir muito mais tons do que podemos, elas possuem, por exemplo, uma habilidade que evoluiu ao longo do tempo para ajudá-los a detectar as trilhas de urina de presas pequenas. Fascinante, não é mesmo? 

Como Enxergaríamos se Tivéssemos Olhos de Águia

Há algum tempo, estive lendo a respeito do olhar da águia e se nós humanos tivéssemos a mesma características dessas aves. É uma mania, adoro a liberdade dos pássaros e quanto posso leio o que encontro. Estive em busca do artigo e o encontrei, com muita sorte, pois não me lembrava do seu título.

Vou colocá-lo aqui com algumas correções e alterações. Na época, o que mais chamou minha atenção foi a imagem usada, um homem como os olhos da águia me impressionou bastante. (foi uma matéria da Superinteressante)

A Visão de Águia 100% Autêntica
A Visão de Águia 100% Autêntica

Bem, mas com visão de águia não mudaria a forma como realizar a maioria das nossas atividades diárias (como leitura, usar computador, encontrar uma maçã na geladeira), mas certamente a forma como perceberíamos o mundo e como usaríamos nossos olhos seria bem diferente.

Acho que eu não gostaria que o homem com sua ganância e muitos deles serem psicopatas e assassinos entre outras coisas, tivessem o olhar da águia.

A natureza em sua infinita sabedoria sabe perfeitamente onde colocar as coisas para que haja ao menos um mínimo de equilíbrio.

Não podemos nos esquecer de que apesar da águia ser uma ave de rapina, ela age por instinto e pela sobrevivência. Enquanto o homem é o único animal capaz de matar e cometer outras atrocidades por prazer e apenas para provar sua “superioridade” (?)

Veja também

Citoesqueleto

Principais Componentes do Citoesqueleto e Suas Funções

O corpo humano é muito rico em detalhes, que conferem às pessoas um nível de …

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *