Home / Natureza / Como o Calcário Reduz a Acidez do Solo?

Como o Calcário Reduz a Acidez do Solo?

O solo é uma das mais ricas ferramentas que o ser humano possui, já que a partir do solo é possível ter muitas das coisas que são fundamentais à vida. Entre elas, assim, é possível citar os alimentos, as plantas e a sua produção de oxigênio, a sombra das árvores, a fixação de nitrogênio por parte de bactérias que vivem no solo, etc. Logo, é sempre muito interessante notar como o solo é parte da vida humana e como as pessoas devem valorizar essa ferramenta que a natureza entregou de forma tão solidária.

Portanto, cuidar do solo, realizar investigações para descobrir o porquê dos problemas, dar nutrientes, criar formas de enriquecer esse solo e tratá-lo da melhor forma possível deve ser parte da vida de qualquer pessoa, mesmo daquelas que não estão diretamente ligada aos cuidados com o solo. Isso porque, e uma forma ou de outra, todos fazem uso das produções que nascem ali.

Logo, a acidez acaba por ser um grande problema para o solo, sendo que o Brasil possui um solo muito ácido. Dessa forma, o solo ácido não tem muitos nutrientes e tampouco é muito bom para todos os tipos de plantações, sendo necessário ter um cuidado especial para que o solo não s esgote com facilidade.

No Brasil, por mais que muitas vezes haja esse cuidado, em outros momentos o solo não é tão bem cuidado assim. Isso faz com que, no longo prazo, a fronteira agrícola cresça cada vez mais, já que será necessário deixar os solos ruins, já desgastados, e migrar para novos ambientes.

Porém, é importante notar que esse ambiente desgastado pode, sim, ser renovado. Para tal, basta que haja vontade de realizar a renovação e de manter o meio ambiente conservado, já que aumentar a fronteira agrícola quase sempre é sinônimo de desmatamento.

O Uso do Calcário Para Diminuir a Acidez do Solo

Assim, há muitas maneiras de diminuir a acidez do solo, seja ela ativa ou potencial. Logo, muitas coisas podem ser usadas para fazer com que o solo se torne menos ácido e, naturalmente, mais rico em nutrientes de todos os tipos.

Uma forma de fazer isso, dentro as outras possíveis, se dá através do processo de calagem. Portanto, de forma resumida, esse processo faz com que o solo se torne mais básico, adicionando itens de caráter básico ao solo. Logo, com um tom mais básico, o solo acaba por perder acidez e começa a ser mais equilibrado.

Esse processo chamado de calagem faz uso do calcário para alcançar tal feito, reduzindo bastante os níveis de acidez do solo. Rico em cálcio e magnésio, o calcário acaba por ser uma grande opção para quem pretende tornar o seu ambiente natural de plantio mais conservado e forte, além de fazer com que, no longo prazo, o solo se torne muito mais ponto para receber diferentes culturas de plantio. Em pouco tempo após o uso da calagem já é possível ver como o solo se torna mais útil e produtivo, produzindo de forma mais rápida e sem a necessidade de tanta intervenção quanto antes.

O Que é Um Solo Ácido?

Um solo pode não ter nutrientes e, nem por isso, ser exatamente um solo ácido. Dessa forma, a caracterização de solo ácido é distinta. Por solo ácido, dize-se o solo que possui um pH baixo, de forma que o pH neutro, o da água, é 7.

Assim, o solo ácido é diferente e oposto ao solo básico, que se forma quando o pH do solo está muito acima de 7. os dois casos são muio ruins para o solo, que, em linhas gerais, deve ter um nível neutro e acidez. Contudo, há, sim, culturas que gostam mais de um solo ácido para se desenvolver de forma bela.

Esse é o caso da hortênsia, uma flor ácida e que, por conta da sua acidez natural, prefere solos que também tenham um pH um pouco mais baixo. Dessa forma, a flor em questão não consegue crescer em solos básicos e possui dificuldade até mesmo em solos neutros. Um detalhe interessante é que a hortênsia azul é a mais comum no Brasil justamente por ser a mais ácida, sendo que o solo brasileiro é muito ácido por natureza.

Como Cuidar do Solo

Para cuidar do solo de forma adequada e impedir que esse solo se torne muito ácido ou até meso muito básico, é importante seguir alguns passos primordiais.

Logo, entre esses passos é importante que o solo em questão não recebe sempre o mesmo tipo de cultura no plantio, já que dessa forma os mesmos nutrientes do solo serão sempre exigidos, de forma a fazer com que o solo se torne pobre nesse nutriente em especial, o que pode ser uma fragilidade muito grave para a terra. Além disso, é interessante que o solo tenha uma boa quantidade de pedras e matéria orgânica de qualidade, para fazer com que haja o desenvolvimento correto das plantações ali presentes.

Cuidando do Solo
Cuidando do Solo

As pedras, assim como a areia, são importantes para que o solo tenha um bom processo de drenagem e possa, dessa forma, não ficar com muita págua acumulada em sua base. Tudo isso é importante quando se trata de evitar que o solo se torne ruim, pois dessa maneira o ambiente estará mais completo e rico, sendo capaz de suportar diversos problemas dos mais variados tipos.

Como o pH do Solo Muda a Plantação

O pH do solo pode ser um fator determinante para o tipo de plantação que se terá, já que a acidez pode fazer com que os frutos tenham sabor ruim e marcado. Além disso, as raízes das plantas não terão a força necessária para reter tanta água quanto deveriam e o caule ficará mais fraco.

pH do Solo
pH do Solo

Portanto, é interessante que os níveis de acidez do solo estejam sempre equilibrados, algo que tornará a plantação muito melhor e, no longo prazo, terá reflexo bastante positivo sobre o solo. Mais rico em nutrientes, o solo poderá receber qualquer tipo de plantação, sendo o ideal para qualquer agricultor.

 

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *