Home / Natureza / Besouro Vira-Bosta: Características, Nome Cientifico e Fotos

Besouro Vira-Bosta: Características, Nome Cientifico e Fotos

Os besouros são seres amados e odiados pelas pessoas, havendo sempre opiniões conflitantes a respeito desse inseto. Assim, há aqueles que enxergam nos besouros um enorme problema para as lavouras e plantações em geral, já que os insetos são um problema nesse sentido por serem capazes de simplesmente acabar com áreas agrícolas inteiras.

Ademais, os besouros ainda podem ser agentes que transmitem doenças para as pessoas, a depender da espécie de besouro e do local no qual o inseto vive. Porém, há também aqueles que defendem os besouros como parte viva de qualquer ecossistema, com as suas responsabilidades naturais e sendo componentes de uma grande teia alimentar que, certamente, teria problemas sem eles.

Besouro Vira-Bosta

Logo, seguindo esse pensamento, é necessário que os besouros permaneçam vivos e preservados nos mais distintos biomas do mundo, já que a sua importância para o funcionamento do planeta Terra é clara.

A Vida dos Besouros

Contudo, embora muitas pessoas tenham dúvidas a esse respeito, os besouros não são completamente iguais. Logo, assim como todo ser vivo, os besouros possuem variações e diferentes espécies que podem realizar trabalhos muito distintos na natureza. Dessa forma, de uma maneira geral os besouros são realmente importantes nos locais onde vivem, independentemente do ambiente encontrado.

O mais comum, porém, é que os besouros sejam vistos em locais quentes e, por vezes, úmidos. Isso porque esses ambientes são mais propícios para o desenvolvimento pleno dos besouros como insetos, além de facilitarem o trabalho dos besouros em construir ninhos e se reproduzir. Assim, o continente americano é um grande lar para os besouros, mas não tanto quando a África pode ser.

Isso porque, no continente africano, os besouros encontram condições muito favoráveis para o seu pleno crescimento e para a execução do seu comportamento típico. Assim, os besouros estão presentes em grande parte do continente, sendo tarefa difícil encontrar locais que não abriguem os insetos.

Conheça o Besouro Vira-Bosta

Portanto, em meio aos muitos besouros da África, um em especial se destaca pelo seu comportamento diferenciado: é o besouro vira-bosta, que possui um nome muito diferente da maioria e também se comporta de maneira um tanto quanto atípica.

Isso porque o besouro vira-bosta tem papel muito importante no processo de decomposição da matéria orgânica presente nos ambientes onde vive, já que esse inseto é responsável por transportar as fezes de animais e fazer com que a decomposição seja mais rápida. Esse trabalho se dá com o besouro vira-bosta buscando fezes de animais, em geral sendo esses mamíferos, para realizar o seu processo próprio de reprodução. Assim, esse besouro vai rolando as fezes ao longo do caminho, o que gera uma esfera de excrementos.

Quando se chega ao local que o inseto deseja, a bolinha de fezes é colocada em um buraco no chão e ali os besouros deixam os seus ovos. Depois disso, o local é fechado com terra e coberto por completo.

Porém, você já imagina por que o besouro vira-bosta usa as fezes de animais nesse processo de reprodução?

Provavelmente não, mas essas e outras curiosidades sobre o besouro vira-bosta serão respondidas adiante, assim como as características mais comuns desse inseto e o nome científico de um dos besouros mais conhecidos do mundo.

Entenda Por Que o Besouro Vira-Bosta Usa Fezes de Animais

O besouro vira-bosta é conhecido mundialmente por usar as fezes de animais na reprodução, sendo muitas vezes essas fases de mamíferos. Assim, naturalmente há um motivo para que o besouro vira-bosta faça o que faz. Como já explicado, a bolinha de fezes serve de depósito para os ovos do besouro, que depois cobre o local com terra.

Dessa forma, a bolinha de excrementos nada mais é do que uma fonte de alimentos para os filhotes do besouro vira-bosta. Assim, conforme vão nascendo, os filhotes vão consumindo os nutrientes presentes nas fezes e, portanto, se tornam aptos para o início da vida na natureza.

Ademais, o besouro vira-bosta usa as fezes dos animais como uma espécie de escudo para os filhotes contra possíveis predadores, já que seres maiores costumam consumir os ovos de insetos ou até mesmo os filhotes quando esses nascem. Logo, com a bolinha de fezes servindo como proteção e ainda escondia e camuflada com terra, se torna muito mais difícil encontrar o besouro vira-bosta.

Características e Nome Científico do Besouro Vira-Bosta

O besouro vira-bosta possui nome científico de Digitonthophagus gazela.

Já em relação às características, o besouro vira-bosta é conhecido por gostar muito das fezes de animais.

Assim, esse tipo de besouro se alimenta de fezes desde o nascimento até a fase adulta, sendo um grande responsável pelo processo de decomposição da matéria orgânica presente no solo.

A cor do besouro vira-bosta pode variar bastante, estando entre o marrom escuro e o bege, com asas externas muito duras. Já o corpo do inseto tem cerca de 10 milímetros de comprimento, o tamanho parecido ao de uma formiga grande.

Os machos da espécie têm em sua cabeça um par de chifres muito bem desenvolvido e facilmente identificável, algo que as fêmeas não possuem. Dessa forma, o besouro vira-bosta se reproduz melhor quando o tempo está quente, mas sobretudo quando o período do ano é chuvoso e bastante úmido.

Assim, é bastante natural que o besouro vira-bosta goste das florestas equatoriais e tropicais da África, já que o ambiente alia umidade e calor extremo, algo que o besouro vira-bosta encara muito bem.

Besouro Vira-Bosta no Brasil

O besouro vira-bosta não é uma espécie natural do Brasil, sendo o seu local típico de desenvolvimento a África. Contudo, o inseto foi introduzido no Brasil na década de 1980, quando o inseto foi importado para realizar o controle biológico de outras espécies de insetos.

Assim, o besouro vira-bosta foi importado para, entre outras coisas, acabar com uma espécie de mosca que prejudica o gado e faz com que os animais se tornem ineficientes para a produção de carne e leite.

O processo foi um sucesso no ponto de vista biológico, já que realmente foi possível diminuir o número dessas moscas e, assim, tornar o gado mais eficiente.

Veja também

Mulher ao Lado das Bananas

Quantas Bananas se Pode Comer por Dia?

Se você adora comer bananas e esse título chamou a sua atenção, fique conosco até …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.