Home / Animais / Uacari-Branco, Acari ou Macaco-Inglês: Características e Fotos

Uacari-Branco, Acari ou Macaco-Inglês: Características e Fotos

O Uacari- branco (Cacajao calvus) também conhecido como cacajau, acari, e guacari é um animal da família dos cebídeos. Apenas de ser genuinamente brasileiro, ele também é chamado de macaco-inglês. É uma espécie que chama muita atenção pela ausência de pelos no rosto e na cabeça, além de possuir uma face vermelha. O uacari-branco pode ser encontrado em algumas áreas da região da Amazônia.

Características do Uacari-Branco

A principal característica desse animal é um rosto que possui uma cor avermelhada muito intensa. Essa cor é, inclusive, indicativo que o animal está saudável, já que quando doentes costumam ficar pálidos e perder um pouco dessa coloração na face. Outro ponto interessante sobre essa característica é que ela é usada como atração entre os membros da espécie: quando mais intensa a cor, mais a chance eles têm de serem escolhidos como companheiros.

Como vivem em áreas alagadas, os macacos pode adquirir uma doença muito comum nessas regiões: a malária. Dessa forma, o rosto avermelhado é também é sinal que o animal não contraiu a doença e encontra-se gozando de saúde plena.

Os pelos do uacari podem ser brancos ou vermelhos dependendo das subespécies que pertencem. Podem medir de quase 60 centímetros e sua cauda chega a medir mais de 18 centímetros. Com relação ao peso podem ter entre 3 a 4 quilos.

O uacari possui o rosto sem pelos e o alto de sua cabeça possui pouca pelagem. Mas o que de fato pode ser considerada a sua marca registrada é a coloração do seu rosto. É certamente um animal inconfundível!

Habitat E Forma De Alimentação

O uacari-branco é comumente encontrado nas florestas tropicais sul-americanas. Os países em que eles já foram encontrados são: Peru, Brasil e Colômbia. As florestas alagadas e pantanosas são os principais habitat desse bicho. Por esse motivo, eles ficam a maior parte do tempo nas árvores e são alvos constantes de doenças que são transmitidas pelas condições desse tipo de ambiente.

São animais onívoros e alimentam-se tanto de vegetais quanto de animais. Frutas, folhas, sementes, além de insetos e flores fazem parte da dieta do uacari-branco. Esse tipo de comportamento é muito favorável em épocas chuvosas, já que eles possuem mais possibilidade de alimento em épocas de escassez.

O uacari-branco tem uma reprodução muito lenta o que proporciona um crescimento bem devagar da espécie. Eles costumam reproduzir somente a cada dois anos e apenas um filhote é gerado a cada gestação. Ainda não existem estudos que possam apontar com precisão o tempo de gestão desta espécie, mas acredita-se que seja por volta de seis meses. O período do acasalamento acontece entre os meses de outubro e maio e os filhotes são cuidados nos primeiros meses de vida pelas mães.

Uacari-Branco se Alimentando
Uacari-Branco se Alimentando

Essa espécie dificilmente desce até o solo e estão sempre nas partes mais altas das árvores. Até mesmo a alimentação é realizada na parte de cima das árvores e eles descem apenas até a altura onde estão os frutos.

Conservação da Espécie

Pode ser considerada uma espécie vulnerável. Isso significa que em breve os uacaris podem ser extintos e desaparecem completamente da natureza caso medidas não forem tomadas. Boa parte da sua situação de vulnerabilidade do bicho deve-se ao fato da exploração intensa do seu habitat. Eles também são intensamente caçados pela sua carne ou para venda ilegal como animais de estimação.

Tanto os uacaris-branco como os pretos e os vermelhos correm sérios riscos de desaparecem  da natureza. Um dos locais que podem ser encontrados essas espécies é na reserva Mamirauá,  onde eles vivem protegidos das ameaças de extinção. O uacari-branco pode viver por até 8 anos de idade.

Outras Informações sobre o Uacari-Branco

Separamos algumas informações sobre esses curiosos animais. Veja:

  • O uacari-branco consegue vivem de forma harmoniosa com outras espécies de macaco, mas são incapazes de sobreviver aos cativeiros. Em algumas situações, os pobres animais acabam morrendo de tristeza ainda no primeiro dia após a captura.
  • Eles podem ser encontrados em apenas em uma parte da região amazônica, geralmente são partes da floresta que ficam inundadas pelos rios de água barrenta, ao norte do rio Solimões.
  • Os Uacaris-brancos vivem em grupos que pode ter até 50 macacos. Eles costumam comer muito durante todo o dia e a busca por esses alimentos começa ainda nas primeiras horas da manhã.
  • Possuem preferência nos frutos
    de casca dura que são ricos em proteína. Quando não encontram, acabam comendo insetos, brotos e néctar.
  • Quando estão com raiva, medo ou estão passando por alguma situação desconhecida o rosto do uacari-branco fica ainda mais vermelho.
  • Não se adaptam bem em cativeiros e por esse motivo dificilmente são encontrados nesses ambientes, pois acabam morrendo de forma muito precoce.
  • Quando os filhotinhos de uacari-braco já estão com mais ou menos seis meses de idade eles começam a se afastar um pouco de suas mães, mas ainda assim ficam sempre por perto caso ainda precisem daquela ajudinha da mamãe em alguma situação.
  • Costumam dormir quando o sol se põe. O grupo escolhe sempre os galhos mais altos para descansar.
  • Possui uma cauda vestigial que mede cerca de 15 centímetros.

Classificação do Uacari-Branco

Ilustração de um Uacari-Branco
Ilustração de um Uacari-Branco

Veja a seguir a classificação completa do uacari-branco:

Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Cebidae
Nome Científico: Cacajo calvus

Você já tinha ouvido falar no uacari-branco? Ficou curioso para conhecer essa espécie de perto? Saiba que na região Amazônica do nosso país é possível encontrar alguns indivíduos dessa espécie. Encerramos por aqui, mas deixamos aberto nosso espaço para comentários e dúvidas. Até mais!

 

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *