Home / Animais / Top 10 Curiosidades Sobre a Aranha Caranguejeira

Top 10 Curiosidades Sobre a Aranha Caranguejeira

Em muitos lugares da América do Sul é normal encontrar espécies exóticas nos quintais, no bairro e até nas nossas gavetas. Sim, a riqueza natural de países sul americanos é abundante mesmo dentro de casa, por isso não é incomum, por exemplo, encontrar uma aranha caranguejeira no seu quarto. Uma aranha caranguejeira? Sim, e sabemos que uma aranha dessa desperta as emoções mais extremas nas pessoas: medo, terror, fobia, curiosidade, fascinação e, em alguns casos, até o desejo de tê-las como animais de estimação.

As caranguejeiras são aquelas aranhas com corpo e pernas peludas, e movimentos rápidos e sinuosos que desde os tempos antigos intimidaram os humanos por sua aparência misteriosa e até ameaçadora. Em muitos países da América do Sul elas são comuns em quase todos os cantos, tanto em florestas úmidas quanto secas, em áreas de baixa elevação e terras altas, abaixo de 2.000 m. Vamos conhecer alguns fatos peculiares dessas espécies.

1. Não É Exclusividade Da América Do Sul

Embora tenhamos iniciado o artigo mencionando caranguejeiras entre latino americanos, essas espécies não exitem só aqui na América do Sul. Aranhas caranguejeiras podem ser encontradas também em toda a América, Europa, Ásia e África. O que ocorre é que a maioria das espécies são originadas na América do Sul, principalmente no Brasil.

2. Caranguejeira ou Tarantula?

Tanto faz, na verdade. Nos referimos a caranguejeiras aquelas aranhas peludas com hábitos de caça terrestre, noturnas e que se escondem em tocas ou buracos, semelhantes aos caranguejos. Na Europa, elas são todas denominadas tarantulas embora pra nós tarantula seja apenas a aranha de grama (lycosa). Aliás, sabe porque chamam essas aranhas de tarantulas?

Segundo a lenda urbana, isso começou na Itália, mais especificamente na cidade de Taranto, onde começaram a espalhar o boato que, se alguém fosse picado por uma aranha dessa, deveria dançar muito e de modo incessante pra suar bastante. Isso eliminaria o veneno do corpo da pessoa. Obviamente, a história não tem nenhum respaldo científico mas serviu pra dar nome a aranha (tarantula), bem como pra dar nome a tal dança (tarantella).

3. Aranha Que Muda De Roupa

Aranha Caranguejeira Fotografada na Rua
Aranha Caranguejeira Fotografada na Rua

Sempre temos um evento ou outro no ano que queremos colocar aquele visual novo pra impressionar, não é mesmo? As caranguejeiras fazem igual, mas não é só pela vaidade. Essas aranhas tendem a mudar periodicamente seu exoesqueleto à medida que crescem. Nesse processo, pode haver alterações nos órgãos internos, como os genitais femininos ou o tecido do estômago. é mais uma questão de sobrevivência. Até mesmo são capazes de se regenerar, crescendo de novo uma perna que se partir, por exemplo.

4. Elas Comem Pássaros?

Existe até uma espécie conhecida como aranha golias comedora de pássaro no Brasil, e essa é considerada inclusive como a maior do Brasil. Mas só é conhecida assim por conta de uma pintura em tela em que essa aranha foi retratada comendo um pássaro. Será que isso é verdade? É sim, porque é possível pra essa aranha, mas é muito raro de acontecer.

No entanto, tanto essa como outras aranhas caranguejeiras quando adultas são mesmo capazes de atacar pra comer o que ver pela frente, não só insetos. Aranhas caranguejeiras já foram vistas comendo sapos, comendo roedores, comendo até cobras. Pode-se dizer praticamente que “o que cair na rede é peixe” ou, no caso de aranhas caranguejeiras, “o que cair na teia é presa”.

5. Elas Atacam? São Agressivas?

Usar essa expressão “o que cair na teia é presa” pode causar mesmo um certo desconforto né? Mas calma que isso não inclui humanos. Na verdade nem tudo será presa pra uma aranha caranguejeira, e elas nem tem costume de construir teias para capturar nada. Aranhas caranguejeiras são caçadoras furtivas e não o tipo de aranhas que constroem teias e esperam pacientemente que algo fique agarrado nelas.

As caranguejeiras fazem teias, mas não as usam como as aranhas domésticas fazem. Elas podem utilizar sua seda para alinhar suas tocas, fornecer um “sistema de detecção de presas” na boca de suas tocas, ou criar um tapete seguro e confortável para fazer a muda. Quando elas exploram, elas também podem deixar um segmento “guia” fino para ajudá-las a se localizar onde estiveram. Ah, e usam para embalar sua comida!

Quanto a serem agressivas, pode-se dizer que elas são defensivas. Há uma diferença aí! Elas podem sim atacar pra se defender, mas isso só ocorrerá se ela não tiver um meio de fugir. Do contrário, caranguejeiras sempre irão procurar se entocar/fugir o mais rápido possível pra elas. Portanto, esse é um comportamento defensivo . Elas não estão atacando porque querem matá-lo; elas estão é com medo! Elas vêem o humano como um predador grande e potencialmente perigoso que infringe seu território, então elas usarão as armas que a natureza lhes deu para se defenderem.

6. Elas Mordem? Tem Veneno Letal?

Sim, elas com certeza mordem. E dói também. Todas as caranguejeiras têm presas, e muitas espécies não têm vergonha de usá-las. Todos elas morderão? Não. Algumas são muito dóceis. No entanto, o potencial está sempre lá, e é melhor não abusar. Algumas tem presas tão grandes quanto 1,5 cm e, acredite, uma mordida de uma presa dessa vai doer muito, e vai machucar. E a maioria, ou todas, são sim venenosas!

Aranha Caranguejeira na Mão de um Homem
Aranha Caranguejeira na Mão de um Homem

Porém, é quase nulo a possibilidade da aranha inocular o veneno em um humano. A mordida em humanos será mais por uma questão de defesa e as aranhas reservam seus venenos para presas. Portanto, invariavelmente tais mordidas de caranguejeiras são o que chamamos de “mordida sêca”, sem veneno. E mesmo em casos que a mordida venha envenenada, a maioria desses venenos não afetam significativamente o ser humano.

Ainda assim, aqui cabe uma ressalva, ou melhor, duas: não esqueça primeiramente, com veneno ou não, a mordida dói e, dependendo da espécie, pode machucar. Segundo, há sim venenos de algumas espécies que são prejudiciais e até letais dependendo da vítima e das circunstâncias. Sendo assim, não abuse da sorte e muito menos abuse das aranhas. Deixe-as em paz e certamente elas também o deixarão em paz!

7. Salto à Distância De Caranguejeiras

Quem já viu um vídeo de uma caranguejeira na parede que de repente salta mais de um metro horizontalmente na direção de quem filma? Certamente ver aquilo até arrepia os fios de cabelo, não concorda? Mas é mito! Embora existam aranhas saltadoras, e até as caranguejeiras possam dar seus pulinhos, não é daquela maneira, jamais! E vamos dar duas explicações razoáveis pra compreender porque dizemos isso sobre as caranguejeiras:

Primeiro, aranhas caranguejeiras tem uma região abdominal muito sensível. Quedas verticais, mesmo de poucos centímetros sobre o chão, pode matá-las. Então, imaginar uma aranha dessa pulando alturas seria suicídio. Isso nos leva a segunda explicação: quando essas aranhas saltam, são pulos muito curtos que não atingem nem 30 centímetros no máximo e só o farão em situações de excitação, como na captura de presas em potencial ou sob muito estresse.

8. Aranhas Caranguejeiras E Água

Aranha Caranguejeira no Chão
Aranha Caranguejeira no Chão

Essa é uma questão até delicada e oportuna de se mencionar. Há muitos mitos e inverdades envolvendo aranhas e águas que precisam ser corrigidos. Há quem fale que aranha vai se afogar se lhes der um corpo de água muito grande e fundo e há quem pense que é melhor deixar apenas uma esponja molhada pois a caranguejeira vai sugar a água dali quando precisar. Todas as duas situações são informações erradas.

Ora, caranguejeiras vivem na natureza em ambientes tão úmidos quanto a Bacia Amazônica? Acha mesmo que esses animais não desenvolveram instintos que lhes ajudem a sobreviver em ambientes repletos de água? É claro que aranhas sabem sobreviver a situações de alagamentos. Um único episódio em que uma aranha pareceu “se afogar” numa tina d’água em seu cativeiro, não comprovou se havia indícios de afogamento e essa espécie também tinha acabado de fazer a muda.

Em uma situação assim, em que a aranha está tão vulnerável e exoesqueleto frágil por causa da muda, pode ser sim que esta aranha caindo num corpo d’água não sobreviva, mas é só uma hipótese sem fundamento científico. A idéia de esponja é ridícula porque aranhas não sugam água de canudinho. Elas bebem pela boca e vão preferir água fresca em recipientes adequados, ao invés de esponjas molhadas que absorverão também um monte de impurezas que contaminarão a água.

9. Um Barulho Assustador

Existe pessoas que tem pavor de aranhas. O nome que se dá a isso é aracnofobia. Tente imaginar como essa pessoa ficaria então se, por alguma razão, tivesse confinada a selva amazônica, a noite, sem nenhuma iluminação artificial disponível e, de repente, ouvisse um barulho, algo quase parecido ao chocalho de uma cascavel. Mas não é uma cascavel, é mais baixo. Porém, fica mais audível a media que a pessoa se aproxima curiosa (mórbida curiosidade!).

A uma certa distância, e com o chilrear ainda mais lancinante, a vítima humana então consegue identificar pequeninos olhos a encarando, dois maiores no centro com mais três menorzinhos de cada lado, e antes mesmo de se dar conta, um relance de luz em meio a floresta revela uma gigantesca aranha, tão grande quanto um prato de sobremesa, peluda e assustadora bem diante de seus olhos… Se uma pessoa normal já teria taquicardia, imagina alguém com síndrome de pânico?

E se isso que descrevemos lhe pareceu tão absurdo quanto o enredo de um filme de terror de quinta, pode acreditar que é possível e muito real o cenário. Existem aranhas caranguejeiras que produzem um barulho conhecido como estridulação. Nas caranguejeiras chamadas aranhas golias comedoras de pássaros esse barulho pode ser tão alto que dá pra ser ouvido a uma distância de até cinco metros. Durma com um barulho desse?

10. Só Tem Medo Quem Não Conhece

Aranha Caranguejeira na Mão

Sim, as aranhas caranguejeiras causam uma impressão mesmo de terror e pânico a quem for surpreendido e não souber nada a respeito delas. É um fato inegável! Adicione a isso os muitos mitos e também os muitos filmes cinematográficos horripilantes transformando essas criaturas em verdadeiros monstros e fica mesmo muito difícil não encará-las com temor e desconfiança. Mas a verdade é que essas criaturas são em sua maioria muito dóceis e tranquilas.

Tanto que muitas espécies precisam ser protegidas por leis em seu país de origem devido a caça, capturadas para alimentar o comércio internacional de animais de estimação. Muitas das aranhas caranguejeiras são super valorizadas por pessoas desejosas de criá-las em casa, principalmente aquelas aranhas que possuem cores vivas em tamanhos impressionantes. Aranhas caranguejeiras são tão dóceis, mesmo as maiores, que até crianças as caçam em muitas localidades regionais, e caçam pra comê-las!

Veja também

Quais São os Sintomas da Doença do Carrapato?

Carrapatos, um parasita amplamente distribuído em muitos ambientes naturais e com o qual os caminhantes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *