Home / Animais / Reprodução do Tracajá: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Tracajá: Filhotes e Período de Gestação

Os cágados têm entre eles, um ilustre exemplar chamado Tracajá – encontrado em bacias hidrográficas como, por exemplo, no norte da América do Sul, a do Orinoco (na Venezuela), assim como também nas bacias do Amazonas.

Este animal tem uma coloração negra azulada ou verde escura com manchas em amarelo. Geralmente, gosta de morar nas margens de rios, lagoas, lagos e florestas alagadas da Venezuela, guianas, região norte do Brasil, Peru, Colômbia, Equador e na Bolívia. Também é conhecido como Tartaruga da Amazônia.

Ficou curioso? Então, permaneça por aqui e saiba sobre a Reprodução do Tracajá: Filhotes e Período de Gestação e muitos mais!

Os Filhotes de Tracajá e o Período de Gestação

Os filhotinhos dessa espécie são frágeis por serem muito pequenos ao nascer e isso despertou nos órgãos de proteção ao meio ambiente, uma atenção dobrada para proteger os locais de desova do tracajá fêmea.

Os pequenos tracajás nascem com manchas destacadas na cabeça que vão clareando conforme vão crescendo.

A tracajá fêmea consegue botar de 20 a 30 ovos, cuja encubação pode duras de 90 a 220 dias. Do total de 20 filhotes, infelizmente apenas dois ou um pouco mais conseguem chegar à fase adulta.

Tracajá Filhotes

Isso porque a fêmea de Tracajá segue um caminho perigoso para chegar até a água, depois que sai do ninho. Os predadores – como aves, serpentes e onças – ficam à espreita e, além disso, a mãe precisa se defender dos peixes carnívoros.

Mas, este é o curso natural da biodiversidade os predadores, onde sempre atacam os mais fracos ou mais lentos.

A Desova do Tracajá

A mamãe tartaruga Tracajá, quando chega os meses de setembro e dezembro enterra de 20 a 30 ovos em um buraco feito por ela e cobre com areia. Local esse que recebe o nome de tabuleiro.

A desova ocorre 1 vez ao ano e, em geral, durante a noite.

Dentre de 45 a 60 dias, os filhotes eclodem dos ovos e saem em disparada instintivamente para o rio. Eles comem pequenas plantas e peixinhos.

Características Gerais do Tracajá

Um tracajá adulto pode pesar de 9 quilos a 12 quilos e a sua volumosa carapaça tem forma ovalada e convexa – sendo de cor negra azulada ou verde escura com as características manchas amarelas como já descrito anteriormente.

Esses cágados têm longa vida (como a maioria das tartarugas): podem viver, surpreendentemente, de 70 a 90 anos. Eles são muito procurados pelo comércio ilegal por serem parte do cardápio da população ribeirinha, que vive a beiro dos rios.

Essas tartarugas são dotadas de mandíbulas fortes, para a trituração de alimentos e até mesmo de conchas e de carapaças de crustáceos e moluscos.

Tracajá Características

O Tracajá, como os cágados que vivem em ambiente aquático (embora essa espécie viva também em solo) tem a capacidade de respirar pelos pulmões. Mas, para permanecer debaixo da água ele precisa prender a sua respiração – o que é conhecido como apneia.

Esse cágado não consegue ficar submerso por horas, como muitos. Pelo tempo que o Tracajá precisa ficar de baixo da água (que não chega nem a 1 hora, em geral), o seu organismo começa a entrar em estado de letargia, ou seja, funciona mais lentamente.

O coração bate mais lentamente (bradicardia), enquanto o fornecimento do oxigênio é feito por órgãos anexos, como a cloaca e a faringe.

Alguns Hábitos do Tracajá

O tracajá gosta de viver em turma, ou melhor, em grupos e prefere ser mais ativo de dia. Ao contrário de algumas espécies de animais, aqui a fêmea é maior que o macho.

Esse réptil vive em lagos e rios e não no mar. Eles conseguem conviver muito bem com os jacarés, que, não são seus predadores.

Isso porque quando adultas e grandes, seu casco é muito duro de tal maneira que os jacarés não conseguem morder com seus dentes e, assim, nem consideram essas tartarugas como presas.

Ao contrário da maioria das tartarugas, os tracajás não são repteis silenciosos. Pesquisas revelam que o Tracajá pode produzir sons dentro e fora da água – ainda que não sejam escutados pelos seres humanos.

Seriam mais de 2 mil sons diferentes. São sinais que fazem a comunicação entre adultos, de filhotes ainda dentro do ovo, em correntes migratórias, entre outras situações.

Hábitos Alimentares do Tracajá

O cágado Tracajá gosta de se alimentar de vegetais, frutas, sementes que caem de árvores e peixes, tendo um cardápio bem diversificado. Isso quando esses animais estão vivendo livres na natureza.

Quando em cativeiro, os tracajás são alimentados com carne, peixe e ração. Porém, os criadores devem ficar de olho na quantidade que é oferecida ao animal. pois o excesso de comida pode causar futuros problemas no fígado do tracajá.

Classificação Científica do Tracajá

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Reptilia

Ordem: Testudines

Família: Podocnemididae

Gênero: Podocnemis

Espécie: P. unifilis

Nome binomial: Podocnemis unifilis

Você sabe o porquê o Tracajá (ou a Tartaruga da Amazônia) é um cágado? O motivo é que a nomenclatura Tartaruga também é usada para os animais de gênero quelônio que seria uma classe, ou melhor, ordem dos répteis marinhos – chamados de cágados.

Curiosidades Sobre o Tracajá

Agora que já sabemos muito sobre esse réptil, como Reprodução do Tracajá: Filhotes e Período de Gestação, conheça algumas curiosidades! 

1 – O Tracajá recebe outros nomes populares, como araú e jurará Açu.

2 – Embora a fêmea de Tracajá – como mencionado – ponha de 20 a 30 ovos, algumas vezes ela pode colocar até 60, no entanto, de 20 a 30 é a quantidade de ovos que chegarão a eclodir. Isso porque muitos são muito frágeis e praticamente se desfazem ou são presas de serpentes e aves.

3 – O Tracajá vive em ambientes úmidos, mas não inundados. Quando ocorrem inundações, essas tartarugas se alojam em cascos e podem ser melhor avistadas pelas pessoas.

4 – Assim como as demais espécies de tartarugas, os tracajás não possuem dente e, sim, uma espécie de lâmina que tem a função de corte. Ainda, possuem a cavidade bucal bicuda e com ganchos, para capturar e triturar alimentos.

5 – O Tracajá, mesmo comendo bastante, pode ficar semanas sem se alimentar.

Veja também

Alimentação do Castor: O que Eles Comem?

Os castores são mamíferos, roedores, de hábitos semi-aquáticos, conhecidos pela curiosa habilidade para construção, inclusive …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *