Home / Animais / Rato Transmite Raiva Para Cachorro? Alguma Doença Pode Passar?

Rato Transmite Raiva Para Cachorro? Alguma Doença Pode Passar?

Ratos são roedores que vivem refugiados em áreas sujas, como fossas e esgotos, e por esse fato estão em contato direto com bactérias e vírus, e por isso o contato direto com esses animais pode ser infeccioso.

O maior problema é que muitas raças de cachorros possuem instintos de caça mais elevado que outros, e os mesmos perseguem e matam ratos com mordidas, entrando em contato direto com a pele do animal e até mesmo com o sangue.

Quando um cachorro ou gato entra em contato direto com ratos, é importante que esses animais estejam vacinados, e caso não estejam, é obrigatório leva-los ao veterinário e fazer a proteção dos mesmos, pois é muito provável que eles venham a contrair algum tipo de doença, especialmente a leptospirose.

A leptospirose é uma doença transmitida por uma bactéria eliminada pelo corpo do rato na urina, ou seja, o simples contato com o rato não irá transmitir a doença, mas existe uma grande possibilidade de que isso ocorra caso o cachorro circule em ambientes com a presença de ratos.

Doenças que podem ser transmitidas de animais para humanos se chamam zoonoses e aqui trataremos das principais zoonoses conhecidas, assim como a raiva. Será se ela pode ser transmitida pelo rato? Acompanhe esse post e descubra tudo sobre essa doença.

Rato Transmite Raiva Para Cachorro?

Primeiramente, é importante entender que a raiva é transmitida apenas por mamíferos, e a raiva é uma doença extremamente letal, pois animais e humanos não vacinados tem 99% de chances de morrer após contrair essa doença.

No mundo, mais de 70.000 pessoas morrem por ano por causa da raiva (Lyssavirus).

A raiva pode ser transmitida por mordidas ou arranhões provocados por animais infectados, e os casos de transmissões mais comuns para humanos e para outros animais ocorre através dos cães e dos morcegos.

O vírus da raiva atua diretamente no sistema nervoso, atingindo todo esse sistema, e muito do vírus passa a ser expelido na saliva, por isso é muito conhecido o fato de que um cachorro babando saliva branca é um forte indício de que esse cachorro está infectado pelo vírus da raiva.

Mas, afinal, o rato transmite ou não transmite o vírus da raiva? A resposta é simples: raramente.

Os ratos não são animais que carregam o vírus da raiva, pois são uma variedade de espécie dos roedores, da qual os esquilos e capivaras também fazem  parte, por exemplo.

Rato Mordeu Meu Cachorro: O Que Fazer?

Se o cachorro entrar numa briga corporal com o rato ou se ele aparecer carregando um rato morto na boca, é indicado que ele seja levado ao veterinário para ficar sob observação profissional, pois é possível que ele venha a contrair alguma doença, mas na maioria das vezes, nada ocorre.

Para se ter ideia, o serviço de Saúde Pública Americano estatizou uma norma federal de que injeções contra raiva não devem ser aplicadas em animais ou humanos mordidos por ratos, pois essa possibilidade é quase nula e não há registros oficiais de que já tenha acontecido alguma vez. A mesma normativa aponta que, anualmente, mais de 50 mil americanos são mordidos por ratos e que nenhum deles jamais contraíra raiva.

Rato e Cachorro se Enfrentando
Rato e Cachorro se Enfrentando

Não se sabe explicar ao certo porque os ratos, apesar de viverem em ambientes insalubres, não carregam o vírus da raiva com eles. Uma teoria indica que eles são pequenos demais para sobreviver aos efeitos do vírus caso eles sejam atacados por um mamífero infectado.

O relato de animal portador de raiva que mais se aproxima do rato pode ser encontrado nas marmotas, pois essas ocasionalmente adquirem raiva de outros animais e podem passar o vírus através de mordidas ou arranhões.

Quais Doenças o Rato Pode Passar Para o Cachorro?

Como citado no começo desse post, a doença mais comum transmitida pelo rato é a leptospirose, que, na verdade, será transmitida pela urina, fezes ou saliva do rato. Porém, é muito possível que áreas propícias a alagamento também sejam áreas de possível infecção, onde a água dos esgotos pode entrar até mesmo dentro de casas.

A decorrência mais comum causada pela mordida dos ratos é a própria infecção que ela pode gerar se não for devidamente tratada, podendo infeccionar e se transformar numa séria ferida.

Existe a chamada febre do rato, também chamada de febre Haverhill (Streptobacillus moniliformis), que também é transmitida pela mordida do rato ou pela ingestão de alimentos que contenham saliva do roedor presente.

Rato Cinzento Próximo a um Cachorro
Rato Cinzento Próximo a um Cachorro

Essas doenças como a febre e a leptospirose são doenças muitos comuns presentes em áreas desfavorecidas onde as condições de habitação são precárias e o tráfego de ratos é comum dentro da casa das pessoas, infelizmente.

Outra doença comum que o rato pode transmitir é chamada de espirilose (Spirillum minus, também chamada de Sodoku), muito mais comum na Ásia do que em qualquer outra parte do mundo, e pode ser transmitida por outros roedores como camundongos e esquilos. A infecção também ocorre através de mordidas ou contato com urina e fezes dos mesmos.

Sintomas e Prevenção de Doenças Causadas Por Ratos

É importante entender que qualquer uma dessas doenças, quando não tratadas, podem levar ao óbito do cachorro ou de qualquer outro animal, assim como até mesmo o de humanos.

O tratamento incorreto pode, além de tudo, se tornar em complicações mais sérias e acabar resultando em outros tipos de doenças.

A raiva é um tipo de vírus que faz com que os sintomas sejam vistos claramente, pois o cachorro, por exemplo, ficará muito agressivo e apresentará desordem mental, fazendo coisas sem sentido, além de apresentar constantes espasmos musculares e salivação excessiva.

A leptospirose pode ser uma doença que não apresentará sintomas em alguns animais durante certo período, enquanto outros animais podem apresentar sintomas no mesmo dia. Esses sintomas incluem mucosa excessiva nos olhos (remela), coloração amarela ou amarelo-escura nos dentes e gengiva do animal, sonolência, fraqueza, vômitos e diarreia.

Se seu cachorro estiver apresentando esses sintomas, leve-o ao veterinário para fazer um exame de sangue ou exame de urina para dessa forma atestar com clareza a doença e assim tomar as medidas cabíveis para combate-la. A automedicação não é indicada, pois alguns desses sintomas também podem indicar outro tipo de doença.

Para prevenir seu cachorro de doenças infecciosas causada por ratos, aplique todas as vacinas indicadas nos três primeiros dias de vida de seu animal, assim como evitar que o mesmo ande por áreas que apresentam riscos de infecção, principalmente quando eles ainda não estiverem sido vacinados.

Veja também

Tracajá Como Criar? O que Eles Comem?

Você já ouviu falar do tracajá? Pois bem, tracajá (nome científico Podocnemis unifilis) é uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *