Home / Animais / Quilópodes Reprodução, Classificação Taxonômica e Características Anatômicas

Quilópodes Reprodução, Classificação Taxonômica e Características Anatômicas

Os quilópodes são uma classe de artrópodes pertencentes ao subfilo dos miriápodes. Atualmente estima-se que haja cerca de 3.000 espécies, nas quais estão inclusas as centopeias e lacraias. Embora haja discordâncias literárias relacionadas à quantidade de espécies, dados publicados no ano de 2009 confirmam esses números.

O termo “quilópode” deriva do grego e significa mil patas, onde “quilo” significa mil; e “podos”, pata. Logo, uma das maiores características desses animais são a grande quantidade de patas articuladas. Eles podem ser encontrados em locais escuros e úmidos, condições de hábitat que caracterizam redes de esgoto, entulhos de lixo, ou mesmo áreas abaixo de pedras, troncos e cascas de árvores. Dentre as espécies existentes, a maioria delas possuem hábitos noturnos ou podem ser encontradas em regiões de zona entremarés, ou seja, nas zonas nas quais o substrato do litoral fica exposto após a maré-baixa.

Além da grande quantidade de patas, quilópodes são famosos pelos seus ferrões com venenos, os quais são mortais para muitas espécies animais, e que nos seres humanos pode causar dores e alergia.

Mesmo com essa substância tóxica, algumas lacraias de grande porte são consumidas na China, servidas no espeto, sejam grelhadas ou fritas. Em países como a China, Laos, Tailândia e Camboja as centopeias são consumidas no interior de bebidas alcólicas.

Neste artigo, você conhecerá mais algumas características importantes sobre os quilópodes, dentre elas como é o seu padrão reprodutivo.

Então venha conosco e boa leitura.

Quilópodes Classificação Taxonômica

Os quilópodes pertencem ao Domínio Eukaryota, Reino Animalia, Superfilo Protostomia, Filo Arthropoda, Subfilo Myriapoda e Classe Chilopoda.

Dentro da classe dos quilópodes, há 5 ordens, são elas a Geophilomorpha, Lithobiomorfa, Scolopendormorpha, Scutigeromorpha e a Craterostigmomorpha.

As ordens mais famosas são a Lithobiomorfa, por abrigar as lacraias, e a Geophilomorpha, por abrigar as centopeias.

Quilópodes Características Anatômicas

Quilópodes - Características
Quilópodes – Características

Os quilópodes possuem um pequeno comprimento corporal que corresponde a uma média de 2 a 7 centímetros. O corpo é formado por vários anéis interligados, sendo que em cada um destes segmentos há um par de patas. Embora a tradução para o termo grego sugira que esses animais tenham mil patas, esse número não chega a tanto. Geralmente, há de 15 a 191 pares de patas, quase sempre uma quantidade ímpar, mas que no quantitativo depende da espécie envolvida.

A estrutura corporal destes animais pode ser resumida didaticamente em cabeça e tronco. O formato do corpo é achatado e alongado.

Na cabeça, há olhos simples e um par de antenas. Para inoculação do veneno, os quilópodes utilizam um par de garras posicionadas atrás da cabeça. Antes da inoculação, este veneno está contido em uma glândula. A presença do veneno é altamente eficaz para imobilização de presas, especialmente quando são maiores que o quilópode em questão.

O mecanismo de respiração é realizado através de um sistema traqueal, o qual é composto por vários tubos ramificados, que exercem contrações musculares e permitem que o ar entre e sai do corpo.

Uma curiosidade é que mesmo com a média de comprimento estando compreendida entre 2 a 7 centímetros, há uma espécie que atinge até 30 centímetros, trata-se da “centopeia gigante da Amazônia” (nome científico Scolopendra gigantea).

Além das garras e glândulas de veneno, ao longo do corpo há outras glândulas responsáveis pela liberação de toxinas repelentes, essas toxinas causam irritação da pele e nos olhos do animal agressor. Essa atitude é utilizada como estratégia de defesa. Outra estratégia de defesa inclui enrolar o próprio corpo em formato de espiral.

Em relação ao sistema nervoso, ele é formado por dois pares de glândulas sensoriais em cada segmento corporal, além do “cérebro”, o qual é formado por 3 áreas específicas, sendo elas o deutocerebro (relacionado às antenas), o protocerebro (relacionado aos olhos) e tritocerebro (relacionado ao funcionamento do restante do corpo como um todo).

Em relação ao sistema circulatório, é importante saber que o sangue passa pelo coração e, em seguida, é enviado para a cabeça. No prosseguimento do fluxo, ele é direcionado para câmaras largas que exercem a função de armazenamento. Após as câmaras, é direcionado aos sinos pericardiais e retorna ao coração. Há um par de óstias em cada segmento corporal.

Quilópodes Alimentação

Quilópode se Alimentando
Quilópode se Alimentando

Os quilópodes são animais carnívoros e se alimentam de pequenos artrópodes, insetos e vermes, a exemplo das larvas, minhocas, besouros. Eventualmente, os quilópodes também podem ingerir pequenos vertebrados, tais como ratos e pássaros pequenos.

Ao falar em alimentação, é importante considerar certas particularidades dos sistemas digestório e excretor. A digestão, por exemplo, começa na boca e termina no ânus, porém percorre um caminho tubular durante este processo. Em relação à excreção, há duas estruturas com abertura responsáveis por filtrar os líquidos corporais, essas estruturas recebem o nome de Malpighi.

Quilópodes Reprodução

Quilópodes Reprodução
Quilópodes Reprodução

Os quilópodes possuem o sexo feminino e masculino dispostos separadamente, ou seja são unissexuados.

A transferência de espermatozoides do macho para a fêmea ocorre de modo indireto, em outras palavras não há inoculação direta no aparelho genital. Genericamente, o macho constrói uma teia formada por fios de seda e o espermatóforo é depositado nessa teia. A fêmea esse espermatóforo e o introduz na sua abertura genital.

No encontro do macho com a fêmea, há a produção de um espermatóforo. No acasalamento, pode ocorrer palpação das extremidades inferiores com o uso das antenas, enquanto ambos se movem em círculos. Esse comportamento pode ser considerado como uma “preliminar”, e, muitas vezes, se estende durante horas até a liberação dos espermatóforos.

A quantidade de ovos produzidos é de 15 a 35. A fêmea costuma guardar os ovos se enrolando em torno dos mesmos, elas preferem realizar isto estabelecidas em cavidades presentes no solo ou na madeira podre.

No momento da eclosão os ovos, algumas espécies jovens já possuem todos os segmentos corporais, enquanto que outras possuem apenas uma parte do segmento dos adultos. Algumas espécies demandam muitos anos para atingir a maturidade sexual.

*

Agora que você já conhece algumas características importantes sobre os quilópodes, incluindo o seu padrão reprodutivo, continue conosco e visite outros artigos do site.

REFERÊNCIAS

GABALDO, K. A. Infoescola. Quilópodes. Disponível em: < https://www.infoescola.com/biologia/quilopodes/>;

LIGIA, A. Estudo Prático. Quilópodes: conheça esses pequenos carnívoros venenosos. Disponível em: <https://www.estudopratico.com.br/quilopodes-conheca-esses-pequenos-carnivoros-venenosos/>;

Toda biologia. Quilópodes. Disponível em: < https://www.todabiologia.com/zoologia/quilopodes.htm>;

Wikipédia. Quilopóde. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Quil%C3%B3pode>.

Veja também

Terrário para Jibóia Onde Encontrar? Qual o Tamanho Ideal?

A jibóia (nome científico Boa constritor) está entre os reptéis de estimação mais queridos. Mesmo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *