Home / Animais / Qual Animal Tem o Corpo Coberto Por Placas Duras?

Qual Animal Tem o Corpo Coberto Por Placas Duras?

Os répteis são animais bastante curiosos, que possuem algumas características muito interessantes e que muito chamam a atenção das pessoas. Dessa maneira, é bastante comum que um animal desse tipo seja estudado profundamente, independentemente da sua espécie. Portanto, entre os diferenciais dos répteis está o fato de que animais desse tipo não se mostram capazes de regular a temperatura do seu corpo, algo que os humanos realizam, por exemplo.

Desse modo, para não morrerem por hipotermia ou hipertermia, os répteis precisam fazer uso do ambiente ao redor para satisfazer suas necessidades. No caso, é muito comum que um jacaré, por exemplo, entre e sai da água a todo momento, o que serve para fazer com que a sua temperatura interna seja regulada corretamente.

Porém, não é essa a única características dos répteis, que têm também placas duras e rígidas por todo o corpo, com queratina sendo usada para fortalecer essas placas. Elas, na realidade, servem para o processo de proteção dos répteis, que se tornam menos suscetíveis a problemas ao sofrer ataques dos seus predadores. Cobras, tartarugas, lagartos e jacarés são apenas alguns dos répteis que têm o detalhe em comum. Mas você sabe exatamente como funciona a tal placa de proteção?

Répteis e Suas Placas Pelo Corpo

Os répteis são aqueles animais incapazes de realizar a manutenção da sua temperatura interna por si só, necessitando de ajuda do meio para tal. Contudo, essa não é a única forma de definição existente para os répteis, que se mostram animais ainda mais completos. No caso, uma das grandes características desse tipo de animal é a sua carapaça ou placa de proteção, algo comum a muitos deles.

Assim, essas placas de proteção pelo corpo servem para fazer com que os répteis possam se manter afastados de problemas mais graves quando atacados por um predador. No caso das tartarugas, por exemplo, o seu casco possui uma série de estruturas ósseas complexas e resistentes, com centenas de ossos na região. Portanto, ainda que o local seja mordido por um predador grande e forte, é provável que a tartaruga não morra de imediato.

Na realidade, muitas vezes o réptil em questão se defende dos ataques escondendo-se logo abaixo do casco, o que também é comum quando se trata de cágados. Porém, a verdade é que todos os répteis possuem esse tipo de proteção, incluindo o jacaré, que possivelmente é um dos animais que menos precisa ser protegido.

Evolução e Répteis

Os répteis possuem um grande destaque quando se trata da evolução animal, tendo sido importantes até mesmo para a criação das pessoas. Sim, pois os répteis originaram, ao longo dos seus 40 milhões de anos, os ancestrais que dariam origem aos mamíferos. Esses, por sua vez, geraram as pessoas.

Assim, há algumas variações claras entre os répteis mais antigos e aqueles que se vê hoje, por mais que algumas características tenham sido mantidas. Nesse cenário, os répteis mais antigos eram mais simples em termos de funcionamento das atividades animais mais básicas, enquanto a evolução da classe tratou de alterar muitas das questões físicas ligadas a eles. De qualquer forma, é incontestável que os répteis possuem grande importância para a evolução dos animais do mundo e, assim, estão no centro do processo evolutivo de quase todas as espécies animais existentes.

O mesmo acontece com muitos animais marinhos, por exemplo, que possuem milhões de anos e representam peças importantes para a evolução de centenas de espécies por todo o planeta Terra. Assim, se há algo em que os répteis deveriam ser valorizados, é nessa questão em especial.

Onde Encontrar Répteis

Répteis podem ser encontrado em qualquer lugar do mundo, desde que haja algumas pequenas adequações, necessárias à manutenção da sua vida. Isso porque os répteis são incapazes de regular a sua própria temperatura, o que faz com que esses animais precisem de ajuda externa para tal.

No caso, essa ajuda vem do ambiente, o que obriga os répteis a estarem perto de locais quentes e frios ao mesmo tempo. Como fazer isso? Imagine, por exemplo, um lago cheio de árvores ao redor. Nesse caso, uma tartaruga aquática poderá se banhar quando quiser, reduzindo a sua temperatura. Mas também poderá entrar em um buraco de árvore sempre que quiser, se aquecendo novamente para, então, recomeçar o ciclo que pode durar todo o dia.

Portanto, o habitat mais comum dos répteis se dá perto de rios ou lagos, o que torna mais fácil o acesso a um ambiente capaz de diminuir a temperatura corporal dos animais. Ademais, é preciso também haver um local em que haja incidência de luz solar ou ambientes fechados. Por isso é tão comum que um jacaré se mantenha sob o sol por parte do dia, ficando na água na outra parte do dia. Logo, esse é o cenário mais normal para a grande maioria dos répteis.

Comportamento dos Répteis

Os répteis costumam ser carnívoros, devorando outros animais. Assim, há aqueles que comem insetos e aqueles que consomem aves ou mamíferos. Um jacaré, por exemplo, pode comer um mamífero grande, como uma pessoa adulta, sem maiores problemas. Para ter acesso a essas presas, muitas vezes os répteis perseguem um animal, mas há outras maneiras de fazer isso.

No caso, há aqueles répteis que se colocam em situação de emboscada para atacar quem quer que esteja por perto, mantendo-se em silêncio e paralisado por muito tempo. Assim, quando a presa se coloca na posição correta, o animal ataca. Já para o trabalho de proteção contra os ataques de predadores, os répteis podem ter diferentes formas de atuação. A grande maioria deles possui placas rígidas pelo corpo ou carapaças, o que torna muito mais complicado o trabalho do predador.

Porém, há aqueles animais que ainda fazem outras coisas, como é o caso do jacaré. Assim, um jacaré costuma se defender dos ataques atacando de volta, enquanto a naja sobe o seu pescoço para parecer maior do que realmente é. No fim das contas, portanto, cada animal é diferenciado e possui as suas táticas personalizadas para a defesa contra os ataques.

Veja também

Tudo Sobre a Raça de Cachorro Pug: Características e Fotos

Tudo o que podemos falar sobre a raça de cachorro pug é que ela é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *