Home / Animais / Qual a Diferença de Pérola de Água Doce e Salgada?

Qual a Diferença de Pérola de Água Doce e Salgada?

Os animais aquáticos são, talvez, aqueles que mais geram curiosidade por parte das pessoas. Isso porque, pelo fato de não estarem à disposição do nosso olhar de forma frequente, esse tipo de animal acaba por carregar consigo toda uma dose de mistério.

Assim, muitas vezes nem mesmo um mergulhador capacitado e profissional consegue obter acesso ao lar de muitos animais, já que esses vivem em grandes profundidades de oceano sou até mesmo de rios grandes e com a água escura.

Em todo caso, o certo é que os animais de água, seja doce ou salgada, estão sempre criando perguntas e levantando questionamentos as pessoas. Para responder a todos esses questionamentos, antes é preciso estudar cada um dos locais, sabendo quais animais vivem em água doce e quais apenas podem ser encontrados nos mares. Assim será possível ter uma noção melhor de como se dá a diferenciação entre cada animal aquático, a depender do seu habitat natural.

O Poder das Ostras

As ostras, por exemplo, são um tipo animal que pode ser visto tanto na água doce como na água salgada. Servindo de alimento para muitas pessoas, as ostras também possuem mais algumas outras formas de uso para a sociedade, sendo que esse tipo animal ainda guarda alguns segredos das pessoas.

De toda forma, o certo é que as ostras não apresentam grandes diferenças quando vista em água salgada ou quanto avistadas em água doce, sendo que o processo de formação da pérola, esse sim, varia um pouco.

Pois, como a grande maioria das pessoas sabe, uma pérola se forma a partir do momento em que um detrito entra na ostra, sendo que esse detrito acaba por ser visto como uma ameaça. Dessa forma, para se defender de uma possível ameaça, a ostra atira nácar sobre todo o detrito, que pode ser, por exemplo, um grão de areia. Nesse momento, começa a se formar ali uma pérola, que chega a custar muito dinheiro mais tarde, quando comercializada por lojas especializadas.

Qual a Diferença de Pérola de Água Doce e Salgada?

Contudo, é normal que se pergunte sobre o modo de produção da pérola e as diferenças entre a forma como se produz uma pérola em água salgada em relação ao tipo de produção que se tem em água doce.

Na verdade, a grande curiosidade das pessoas é entender melhor como um processo semelhante pode acontecer em meios diferentes, com águas totalmente distintas uma da outra. Par explicar esse fato, antes é preciso dizer que cada pérola adquire as características do local e das ostras onde foi formada.

Colar de Pérola de Água Doce
Colar de Pérola de Água Doce

Logo, antes do trabalho das pessoas em tornar esse material ainda mais belo, as pérolas apresentam distinções realmente grandes uma para a outra. Assim, as ostras de água salga costumam ser menores, apresentando apenas a formação de uma a duas pérolas por vez, em um processo lento e demorado.

Em alguns casos mais específicos, em que ostras grandes e famosas são encontradas, pode ser que haja a produção de mais pérolas. Já as ostras de água salgada são muito mais eficientes, sendo normalmente vistas em rios e lagos.

Esse tipo de ostra consegue produzir até mesmo cerca de 10 pérolas por vez, sendo isso um fator preponderante para que os fabricantes optem por esse tipo de ostra ao invés daquela de ambiente marinho.

Mais Diferenciações Entre Pérolas de Água Doce e Salgada

Assim, há uma série de outras diferenças entre as ostras de água doce e as ostras de água salgada. Para que seja possível compreender essa distinção entre os dois tipos, é necessário que se saiba que a grande produção de pérolas do mundo se dá em água doce, já que o retorno sobre o capital investido é muito maior.

Logo, como costuma acontecer com os itens de caráter aquático, a China é a grande produtora de ostras de água doce de todo o planeta Terra. Dessa forma, a China possui cerca de 95% de toda a produção de ostras de todo o mundo em água doce, sendo de longe a grande fornecedora de pérolas de água doce do planeta.

Isso acontece pelo fato de a região da China ser ótima para o cultivo de ostras de água doce, já que o clima é muito favorável, o pH da água é na medida exata e até mesmo a temperatura dessa água acaba por ser naturalmente propícia para a produção de ostras, que mais tarde irão gerar as pérolas.

O investimento na produção de pérolas, contudo, pode levar algum tempo para dar o retorno esperado, já que uma ostra, mesmo as de água doce, podem levar de 3 a 7 anos para gerar uma pérola. Contudo, isso também faz com que a pérola ganhe em valor de mercado, já que itens mais raros tendem a ser, também mais caros.

As Cores das Pérolas

As pérolas podem ter muitas cores diferentes, a depender sempre do local no qual se extrai essa pérola ou até mesmo se a ostra em questão tinha essa ou aquela cor.

De toda forma, há uma grande variação de cores nas pérolas, o que faz com que esse mercado seja ainda mais diverso e mais belo, tendo um grande destaque para quem se interessa por ele. Assim, as pérolas podem ser branca, pretas, cor de pêssego, rosé, prata, dourada, creme e podem ter até mesmo outras variações.

Algo bastante notório é que, em condições normais, as pérolas de água doce serão mais claras que as de água salgada. Dessa maneira, as pérolas de água doce costumam ter cores mais claras, como o rosé e o branco. Já as pérolas de água salgada costumam ter uma cor mais forte, como o preto, da famosa pérola negra, e algumas variações mais ou menos escuras da cor prata.

Cores das Pérolas
Cores das Pérolas

Tudo isso faz com que o mercado de pérolas seja ainda mais interessante e mais buscado por pessoas em todo o planeta Terra, algo que faz da ostra essencial para a sobrevivência de milhares de pessoas em todo o mundo que depende da produção em massa das mais belas pérolas.

Veja também

História da Harpia e Origem do Animal

Você já ouviu falar da harpia ? Pois bem, essa ave é o mesmo conhecido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *