Home / Animais / Pelicano-Australiano: Características, Nome Científico e Fotos

Pelicano-Australiano: Características, Nome Científico e Fotos

O pelicano-australiano (Pelecanus conspicilliatus) é uma espécie aquática marinha, pertencente à família Pelecanidae. Apesar de ser a maior, dentre as oito espécies de pelicanos, voa facilmente por ter um esqueleto muito leve. É capaz de ficar no ar por mais de 24 horas, voando por centenas de quilômetros, em grandes altitudes. Na terra, podem correr até 56 quilômetros por hora, percorrendo longas distâncias sem muito esforço.

É muito atraente e popular por ter o maior bico entre as aves. Como em todas as aves, o bico desempenha um papel extremamente importante no seu cotidiano, pois é com ele que coleta alimentação e água. A espécie tem uma peculiaridade muito interessante: durante a nidificação mudam drasticamente de coloração. A pele assume um tom dourado e a bolsa fica rosa.

Pelicano-Australiano No Lago

Características do Pelicano-Australiano

  • Possui uma envergadura de 160 a 180 centímetros.
  • Pesa entre quatro e sete quilos.
  • Possui esqueleto muito leve, que pesa apenas dez por cento do seu peso.
  • Sua cabeça, pescoço e ventre são brancos.
  • O dorso e a ponta das asas são pretos.
  • Pernas e pés são azul-cinza.

  • O bico é salpicado de rosa-pálido.
  • Os olhos possuem cores castanho e amarelo.
  • Suas patas possuem quatro dedos unidos por uma membrana interdigital muito grande, auxiliares poderosas quando nada.
  • Vive em colônias muito grandes, onde nidifica, e nunca fica sozinho.
  • É um pássaro flutuante, portanto não afunda na água.
  • Por não possuir óleo impermeabilizante nas penas costuma ficar úmidos e frios.

Aspectos do Bico

  • Seu bico mede cerca de 49 centímetros de comprimento.
  • Possui um gancho pequeno na ponta.
  • É serrilhado em seu interior para reter o peixe.
  • É a parte mais importante de sua anatomia, pois é seu instrumento de caça e armazenagem de alimentos.
  • É utilizado também para pegar água que armazena em espaço especial que tem no fundo do bico, chamado de saco gular.

Alimentação

  • Tartarugas marinhas recém-nascidas.
  • Peixes.
  • Crustáceos.
  • Girinos.
  • Trutas

Estratégias de Pesca

Assim como as demais aves da espécie, o Pelicano-australiano desenvolve, junto com sua comunidade, um trabalho conjunto de pesca, com estratégia muito inteligente:

  1.  Se une aos demais membros da colônia para formar um cordão em forma da letra “U”.
  2. Todos se movimentam ao mesmo tempo, batendo as asas pela superfície da água, conduzindo os cardumes de peixes para águas mais rasas.
  3. O pelicano utiliza seus bicos enormes para apanhar os peixes.
  4. Utiliza a bolsa da garganta para manter o peixe guardado, enquanto esvazia a água do bico para engolir o peixe. Ou então o armazena para levar aos filhotes.

Habitat

Endêmica da Nova Guiné e Austrália, a espécie está amplamente distribuída pelos continentes, excetuando-se a Antártida. Pode ser encontrada em zonas costeiras e próxima a lagos e rios. Seus membros dão preferência a zonas costeiras, lagoas, lagos de água doce e salgada, e outros biomas que apresentem zonas úmidas, sem muita vegetação aquática. São vistos comumente na Indonésia e algumas vezes em ilhas do Pacífico, próximas à Austrália e ainda na Nova Zelândia.

Cortejo e Reprodução

  • Em regiões tropicais a reprodução ocorre durante o inverno, e no sul da Austrália acontece no final da primavera.
  • Os casais são monógamos e duram apenas um curto período.
  • Normalmente é o macho que constrói o ninho, para depois cortejar a fêmea.
  • O cortejo tem início com uma dança complexa, que envolve jogar pequenos objetos no ar, como peixes secos e paus para capturá-los novamente, por inúmeras vezes.
  • Tanto as fêmeas quanto os machos fazem ondulações com as bolsas que envolvem seus bicos, fazendo com que as bolsas ondulem como bandeiras ao sabor da brisa.
Pelicano Australiano Pescando Na Praia
  • Enquanto ondulam suas bolsas, batem os bicos nos outros bicos por várias vezes.
  • Durante este trejeito da dança, a pele da bolsa próxima à garganta ganha cor amarelo metálico e a metade da frente da bolsa muda a cor para rosa salmão brilhante.
  • Conforme a dança prossegue, os machos vão se retirando aos poucos, até que reste um pelicano mais perseverante, que iniciará a perseguição da fêmea por terra, ar ou água.
  • A fêmea toma a iniciativa de levar o macho ao ninho, que são rasas depressões cobertas por grama, penas ou galhos.
  • Os ninhos são feitos no chão, próximos à água, onde a fêmea bota de um a três ovos.
Pelicano Australiano Na Beira do Lago
  • Os progenitores cuidam dos ovos durante 32 a 37 dias, que é o tempo de incubação.
  • Os ovos têm cor branco-calcário e medem 93 por 57 milímetros.
  • Os bebês pelicanos nascem cegos e nus.
  • O filhote que nasce primeiro é sempre o preferido dos pais, por isso é mais bem alimentado.
  • O menor filhote pode morrer ao ser atacado por seu irmão maior ou morrer de fome.
  • Nas duas primeiras semanas de vida os filhotes são alimentados pelos pais por um líquido regurgitado de suas gargantas.
Pelicano no Lago Coçando Suas Penas
  • Nos dois meses seguintes se alimentam diretamente da bolsa da garganta dos progenitores, onde eles armazenam peixes pequenos, como carpa, dourados e invertebrados.
  • Quando completam 28 dias deixam o ninho e juntam-se à creche, que é formada por até 100 filhotes.
  • Permanecem na creche até aprendem a caçar e voar, tornando-se independentes.
  • A maturidade sexual e a capacidade de reprodução chegam aos dois ou três anos de idade.
  • Livres na natureza, vivem de 10 a 25 anos.

Espécies de Pelicanos Mais Conhecidas

Existem oito espécies de pelicanos distribuídas por todo o globo, ausentes apenas nos círculos polares, no interior dos oceanos e no interior da América do Sul. Pelos fósseis descobertos, entende-se que os pelicanos já vivem há cerca de 30 milhões de anos. Têm como parentes próximos a Cegonha-bico-de-pato (Balaeniceps rex) e os pássaros Cabeça-de-martelo (Scopus umbretta). São parentes distantes dos íbis e das garças, dentre outros. Dentre todas as espécies, somente estão ameaçadas de extinção o pelicano-crespo (Pelecanus crispus), o pelicano-peruviano e o pelicano-cinzento (Pelecanus philippensis).

  • Pelicano-Pardo (Pelecanus occidentalis)

É o único de cor escura. Conhecido também como pelicano-pequeno, trata-se da menor espécie de pelicano. Mede aproximadamente 140 cm e pesa de 2,7 a 10 quilos. Sua envergadura vai até dois metros. A fêmea é menor que o macho, mede de 102 a 152 centímetros, com envergadura de até dois metros e pesa de 2,7 a dez quilos. Mergulha no mar para pescar seu alimento, que é o peixe. Vive nas Américas e no Brasil pode ser encontrado na foz do Rio Amazonas e na região Norte. É o único que não é carnívoro. Alimenta-se de arenque.  Constrói seu ninho em galhos de árvores próximas à água. Já foi considerado em extinção devido à exposição dos pesticidas dieldrina e DDT, que danificaram seus ovos, que não chegaram a maturar o embrião. Com a proibição do DDT em1972, a espécie voltou a reproduzir e deixou de ser considerada em extinção.

  • Pelicano-Vulgar (Pelecanus onocrotalus)

É conhecido popularmente como Pelicano-comum ou Pelicano-branco, pois sua coloração é branca. É uma ave grande, pesa de dez a vinte quilos e tem 150 centímetros de comprimento. Sua envergadura atinge 390 centímetros. Se alimenta do peixe marinho que pesca. Ocupa parte da Ásia e da Europa, mas durante o inverno costuma migrar para a África.

  • Pelicano-Dálmata

Pelicano-Dálmata de Perfil

É considerado o maior da família e o mais raro da espécie. Pesa mais de 15 quilos e mede 1180 centímetros de comprimento, apresentando envergadura de até três metros.

Classificação Científica

  • Reino – Animalia
  • Filo – Chordata
  • Classe – Aves
  • Ordem – Pelecaniformes
  • Família – Pelecanidae
  • Espécie – P. conspcillatus
  • Nome binomial – Pelecanus conspillatus

Veja também

Jumento Pêga: Características, Nome Cientifico e Fotos

O Brasil possui muitos itens que pertencem exclusivamente ao país, tais como flores e outros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *