Home / Animais / Pato Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Pato Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Os patos são muito comuns em todo o Brasil, onde a relação desse animal com as pessoas é ótima. Em muitos casos, os patos chegam até mesmo a receber tratamento especial dos donos, sendo tratados como animais domésticos. Porém, ainda assim a maior parte dos patos criados no Brasil servem para a produção de ovos e para o corte.

Entretanto, nada disso impede que o interesse em saber mais sobre o universo dos patos seja grande. Na verdade, há muita curiosidade em boa parte da população em relação aos patos, sobretudo em áreas mais distantes dos grandes centros urbanos. Você sabia, por exemplo, que os patos são animais migratórios? É isso mesmo, quando livres na natureza, os patos costumam migrar para as zonas mais quentes da região ao longo do ano.

Isso acontece porque o animal precisa estar em contato frequente com a água e, nos locais mais frios do planeta, por vezes os rios e lagos chegam a congelar. Portanto, para que possam manter sua qualidade de vida, os patos migram para as partes quentes e retornam mais tarde para o local de origem. Quer aprender ainda mais sobre os patos? Então mantenha a atenção!

As Penas dos Patos

Os patos possuem penas que são muito complexas. Na verdade, embora as pessoas imaginem que as penas dos patos servem apenas para protegê-los das mudanças de temperatura, a verdade é que o trabalho vai muito além disso.

Antes de tudo, o patos usa as penas para se manter seco ao nadar. Isso mesmo, a pena dos patos não absorve tanto a água, o que mantém a ave seca mesmo após nadar bastante. Se você tem um pato por perto, faça o teste: molhe o animal no lago e depois pegue-o. Você verá que ele continua seco em suas camadas mais interiores, como se nem tivesse se molhado. O mecanismo que proporciona isso é produzido pelos próprios patos, uma espécie de óleo que serve para encerar as penas.

Penas dos Patos
Penas dos Patos

Assim, as penas estão sempre com aparência pegajosa, mas nunca molhadas por completo. Muitas outras aves fazem uso disso para se manter secas mesmo quando entram em lagos ou rios próximos. Vale lembrar que o óleo em questão é produzido pelos patos a partir da chamada glândula uropigial. Entre outros benefícios, o pato fica mais leve para voar, algo que o animal também faz com muita maestria – na realidade, o pato apenas se movimenta mal no ambiente terrestre.

Monogamia Temporária E Papel Das Mães

Os patos possuem uma monogamia temporária. Em outras palavras, isso quer dizer que os animais se relacionam com o mesmo parceiro ou parceira durante o período de acasalamento. Todavia, uma vez que os filhotes nascem e os machos vão embora, os patos já podem se relacionam com quem quiserem.

Vale lembrar que o macho costuma se manter ao lado da fêmea até o nascimento dos filhotes, oferecendo proteção ao ninho. Enquanto isso, a fêmea tem o papel de chocar os ovos, além de conseguir alimentos e, por vezes, também proteger o ninho.

Casal de Pato
Casal de Pato

Contudo, o papel das fêmeas fica mais forte quando nascem os filhotes e os machos já não estão mais por perto. Isso porque, a partir desse momento, as fêmeas tem de oferecer comodidade, proteção e ensinamentos os seus filhotes.

Assim, é muito comum que essas fêmeas lutem com outros animais no intuito de proteger os filhotes. Além disso, na maior parte do tempo eles estarão juntos da mãe, já que a fragilidade dos recém-nascidos é enorme e qualquer predador poderia matá-los sem tanta dificuldade. Em todo caso, após algumas semanas os filhotes já ganham força e sabedoria o suficiente para enfrentar muitos dos perigos.

Comunicação dos Patos

Antes de tudo, tire da sua cabeça a imagem de um pato branco fazendo “quack” a todo momento. Nem todos os patos são brancos e apenas alguns poucos emitem esse som característico. Na realidade, a grande maioria dos patos apenas se comunica de forma mais simples.

Por vezes a comunicação se dá apenas com o olhar, embora em outros momentos os patos se falem através de sons esquisitos. Também é muito comum que a linguagem corporal seja algo forte no mundo dos patos, até mesmo por conta de muitos não emitirem sons com tanta facilidade. Ademais, há um grande mito de que o “quack” feito pelos patos – apenas por alguns deles – não ecoa.

Isso já foi provado de formas diferentes, em testes feitos por universidades e até mesmo em programas de televisão. Embora os patos não façam o barulho em questão com tanta frequência, se você tiver a sorte de escutar um “quack”, saiba que o som irá ecoar. Esse é apenas um dos mitos que tendem a cerca os patos, animais cheios de crenças e ideias erradas a seu respeito.

Alimentação dos Patos

Os patos se alimentam de vegetações aquáticas quando livres na natureza. Assim, isso quer dizer que o animal busca sua comida sempre perto de rios ou lagos. Isso quer dizer, também, que os patos comem enquanto há muita água no bico. É por isso que, quando em cativeiro, os patos querem comer e beber ao mesmo tempo. No fim das contas, essa tentativa leva ao desperdício de ração.

Assim, o ideal mesmo é que você mantenha a comida e a água em locais afastados, pois dessa maneira a ave não será capaz de comer e beber ao mesmo instante. Em todo caso, agora você já sabe o porquê de o seu pato fazer um movimento tão esquisito. Além disso, é interessante que você saiba o quanto um pato pode comer por dia.

Alimentação do Pato
Alimentação do Pato

Por mais que não pareça, os patos comem tanto quanto você oferecer. Portanto, não deixe tanta ração perto dos animais, à sua disposição. Estabeleça limites claros e não deixe que seus patos escolham o melhor momento para a alimentação. Lembre-se de que eles não estão livres e, portanto, você é quem está no comando. Seguindo uma boa rotina para a alimentação da ave, é provável que você engorde os animais e os mantenha saudáveis, mas sem exageros ou desperdícios.

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *