Home / Animais / Minha Anemona Encolheu: E Agora? O Que Fazer?

Minha Anemona Encolheu: E Agora? O Que Fazer?

Na natureza existem milhares de animais, e eles podem ser encontrados com diferentes características, cores e tamanhos.

Ao longo dos anos, os estudos e as pesquisas para poder conhecer mais sobre todos esses animais espalhados pelo mundo ficaram cada vez melhores e mais completos.

No entanto, existem alguns animais que vivem no mar, e esses são os mais difíceis de serem estudos e vistos.

Isso ocorre porque muito animais marinhos vivem em lugares tão profundos dos oceanos, que é muito difícil para que as pessoas ou equipamentos consigam alcançar.

Há outros, porém, que vivem em locais bem rasos, muito próximos das praias e que você provavelmente já tenha visto.

Hoje, iremos falar sobre a anêmona do mar, que é uma espécie marítima muito confundida com uma planta.

No entanto, esse animal marinho vive em locais que você provavelmente já viu, e ele é muito mais fácil de ser estudado, catalogado e alguns até mesmo levam para a casa.

Você vai entender quais são as características da anêmona, onde ela vive, o que ela come, entre outros.

E caso você já tenha uma em sua casa, você pode se perguntar: minha anêmona encolheu, e agora? O que fazer? Acompanhe o texto para descobrir a resposta!

Características da Anêmona

Uma anêmona do mar é vista com frequência em filmes adultos ou infantis que retratam a vida no mar.

O filme Procurando o Nemo, por exemplo, mostra com muita clareza e precisão dos fatos o que é uma anêmona e para que ela serve.

Apesar de possuir espécies diferentes, a anêmona é considerada um animal totalmente marinho, e ela pode ser encontrada nos mares ou também em manguezais.

A anêmona está em cima do muro entre os dois principais reinos: animal e vegetal, no entanto, para fins de classificação, são animais marinhos que fazem parte do Filo Cnidaria.

No mundo existem aproximadamente 1200 espécies de anêmonas diferentes, e no Brasil, por exemplo, é possível encontrar cerca de 41 espécies.

Anemona Características

Com tentáculos muito longos e coloridos, a anêmona é constantemente confundida com algum tipo de planta marinha.

Com um corpo colunar e também cilíndrico, a anêmona pertence à classe conhecida como Anthozoa.

A boca da anêmona fica localizada na extremidade da parte superior do seu corpo, e ao redor, se encontra os seus tentáculos.

Uma anêmona pode alcançar cerca de até 10 centímetros, no entanto, há registros de anêmonas com um metro.

Alimentação

Como foi citado anteriormente, a anêmona possui sua boca localizada na pare superior do seu corpo ao redor dos seus tentáculos.

É provável que a anêmona tenha algumas toxinas em suas células que produzem uma ação paralisante em suas presas.

A toxina, no entanto, pode ser utilizada também para se defender no mar aberto dos seus predadores.

Para conseguir localizar e encontrar a sua alimentação, a anêmona utiliza uma espécie de pelagem que fica localiza na ponta do seu tentáculo, e assim ela também consegue liberar o seu veneno.

A anêmona se alimenta principalmente de animais de pequeno porte que costumam nadar ao seu redor, já que tais animais não possuem muita mobilidade e rapidez.

Mas ela pode também se alimentar de alguns alimentos que saem das algas ou ainda realizar trocas com peixes.

Isso ocorre através da simbiose, e o peixe-palhaço, aquele do Procurando Nemo, é o animal marinho que vive junto coma anêmona.

A anêmona serve como uma casa para o peixe-palhaço, pois possui veneno e é uma ótima proteção, enquanto isso, esse peixe fornece alimentos para a anêmona.

Essa simbiose é muito importante para as duas espécies, e a presença de anêmonas no mar é um indício de uma natureza e cadeia alimentar em total equilíbrio.

Criar Anêmona no Aquário

Assim como algumas espécies de peixes, a anêmona pode ser encontrada em diversos aquários ao redor do mundo.

A sua presença oferece um aspecto muito bonito ao aquário, e também o deixa mais parecido com o habitat natural dos peixes.

No entanto, a anêmona é um animal marinho que pode ser difícil de ser criado, e alguns problemas e complicações podem surgir.

Primeiro, a anêmona é uma espécie de animal marinho que consegue viver por muitos anos, no entanto, ela altera completamente o ambiente do aquário.

Anêmona no Aquário

Como citamos, a anêmona possui uma relação de simbiose com alguns peixes, e para que ela seja mantida no aquário com uma qualidade boa de vida é necessário que haja uma grande quantidade de peixes no aquário.

Então, caso haja poucos peixes para fornecer a alimentação que a anêmona necessita, ela pode começar a devorar os peixes que vivem no aquário.

Para que isso não aconteça, então, é necessário que haja peixes suficientes no seu aquário para que a anêmona não passe necessidades de alimentação.

Anêmona Encolheu? O que Fazer?

Quando uma anêmona vive em aquário, alguns cuidados precisam ser tomados para que ela não comece a encolher.

A temperatura da água, por exemplo, precisa estar sempre morna, e esse fator é muito essencial para a sobrevivência de uma anêmona.

Outro fator que pode fazer com que a anêmona encolha é a falta de alimentos, e caso o seu aquário esteja com uma quantidade baixa de peixes, será necessário alimentar a anêmona diretamente.

Você pode oferecer para a anêmona alimentos como lula, camarão, choco, berbigão, entre outros, para verificar se ela melhora de aparência.

A luz também é um fator muito importante, e precisa sempre ser trocada, pois a anêmona necessita da luz para ter uma qualidade boa de vida.

Por esses motivos, é importante que a anêmona receba os cuidados corretos, pois ela não é um dos animais marinhos mais recomendados para o ambiente artificial.

A anêmona possui relações de simbiose com diferentes peixes no fundo do mar, e isso faz com que ela consiga viver durante muitos anos.

No aquário, no entanto, esse tipo de relação pode não ser reproduzido com tanto sucesso, e o resultado são anêmonas com aparência murcha.

E então o que você achou do conteúdo? Você já viu uma anêmona do mar pessoalmente? Não esqueça de deixar a sua impressão nos comentários abaixo!

Veja também

Lagarto Tamacuaré: Características, Nome Científico e Fotos

O lagarto Tamacuaré (nome científico Uranoscodon superciliosus) é uma espécie regional encontrada em grande parte …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *