Home / Animais / Jibóia Comum BCC, BCO, BCA: Quais as Diferenças Entre Elas?

Jibóia Comum BCC, BCO, BCA: Quais as Diferenças Entre Elas?

A jibóia comum ou jibóia constritora (nome científico Boa constrictor) são serpentes de grande representatividade no Brasil, podendo ser encontradas em localidades de mangue, assim como nos biomas da Mata Atlântica, Cerrado, Floresta Amazônica e Caatinga.

Além do Brasil, a jibóia também pode ser encontrada na Venezuela, Guiana e Suriname, assim como Trinidade e Tobago.

Terminologias como BCC, BCO e BCA são referentes às suas subespécies.

Em nível de conhecimento, o nome “jibóia” vem do tupi (y’boi) e significa “cobra do arco-íris”. Por sua vez, a palavra “constritora” faz alusão ao hábito destes animais de matar as vítimas através de sufocamento.

Neste artigo, você conhecerá algumas importantes características da jibóia, em especial a diferenciação entre as subespécies BCC, BCO e BCA.

Então venha conosco e boa leitura.

Jibóia Comum Características Gerais

Essas serpentes possuem hábitos noturnos, razão que justifica a presença de pupilas verticais. Contudo, também apresentam alguma atividade diurna.

São consideradas vivíparas. A gestação tem duração aproximada de 6 meses, e pode resultar em um quantitativo de 12 a 64 crias. Esses filhotes nascem com a média de 48 centímetros de comprimento e peso aproximado de 75 gramas.

Características da Jibóia Comum
Características da Jibóia Comum

As jibóias conseguem detectar a presa através da percepção do calor e dos movimentos. Sua estratégia para matar as presas é a constrição, logo não é uma cobra considerada peçonhenta; contudo, caso morda, o efeito é extremamente doloroso, podendo gerar infecção.

Dentro do cardápio da jibóia, estão inclusos lagartos, aves e pequenos mamíferos (a exemplo dos ratos).

O grande valor comercial das jibóias como animais de estimação tem incentivado a ação de caçadores e traficantes de animais.

Jibóia Comum Classificação Taxonômica

Jibóia de Estimação
Jibóia de Estimação

A classificação científica para as jibóias obedece à seguinte estruturação:

Domínio: Eukaryota;

Reino: Animalia;

Sub-reino: Eumetazoa;

Filo: Chordata;

Subfilo: Vertebrata;

Superclasse: Tetrapoda;

Classe: Sauropsida;

Subclasse: Diapsida;

Ordem: Squamata;

Subordem: Serpentes;

Infraordem: Alethinophidia;

Superfamília: Henophidia;

Família: Boidae;

Gênero: Boa;

Espécie: Boa constrictor.

Jibóia Comum Subespécies

Subespécies da Jibóia Comum
Subespécies da Jibóia Comum

Ao todo, são 7 subespécies de jibóias conhecidas:

A Boa constrictor amaralis (também chamada de jibóia cinzenta); a Boa constrictor constrictor (BCC); a Boa constrictor mexicana ( ou Boa constrictor imperator); a Boa constrictor nebulosa; a Boa constrictor occidentalis (BCO); a Boa constrictor orophias e a Boa constrictor ortonii.

Jibóia Comum BCC, BCO, BCA: Quais as Diferenças Entre Elas?

As subespécies BCC (Boa constrictor constrictor) e BCA (Boa constrictor amaralis) são encontradas no Brasil, ao passo que a BCO (Boa constrictor ocidentalis) é endêmica na Argentina.

A BCC é considerada por muitos como a jibóia mais bonita. Possui uma coloração peculiar na cauda que pode variar entre o vermelho-vivo ao vernelho-alaranjado. O comprimento médio pode atingir até mesmo 3,5 metros; ao passo que o peso ultrapassa os 30 quilos (números que permitem que esta seja considerada a maior subespécie de jibóia).

A BCC possui uma ampla distribuição, uma vez que pode ser encontrada nos mangues, cerrado, Mata Atlântica e caatinga; envolvendo também outros países da América Latina. No caso da BCA, sua predominância está concentrada no Sudeste e Centro Oeste.

A coloração da BCA é mais escura e próxima ao cinza. Embora sua cauda também possua manchas avermelhadas, a BCC traz essa característica de um modo mais evidente.

O comprimento máximo que uma BCA pode atingir é de 2,5 metros.

No caso da jibóia BCO, as fêmeas são significativamente maiores do que os machos, uma vez que o comprimento pode exceder 400 centímetros (com peso de 18 quilos), enquanto que os machos raramente excedem a marca de 240 centímetros (e 8 quilos).

Jibóia BCO
Jibóia BCO

A coloração segue um padrão em tom marrom-acinzentado no dorso, com ocelos mais claros nas laterais. No dorso também estão distribuídas de 24 a 29 faixas pretas ou de cor marrom escuro. O ventre é considerado a porção mais clara.

Conhecendo Outras Espécies de Jibóia

Alguns exemplos de outras espécies de jibóias também encontradas em território nacional incluem a Jibóia arco-íris do norte da Amazônia (nome científico Epicrates maurus) e a Jibóia arco-íris da Argentina (nome científico Epicrates alvarezi)

No caso da espécie ‘amazônica’, a mesma é rara por aqui e, quando encontrada, está presente em regiões da Amazônia com enclave de cerrado, assim como em zonas pontuais de outros países da América do Sul. Em relação às características físicas, a coloração é marrom escuro sem marcações dorsais no adulto (uma vez que os filhotes possuem ocelos dorsais bem marcados). A média de comprimento está entre 160 a 190 centímetros. O peso máximo é de 3 quilos.

Jibóia Argentina
Jibóia Argentina

No caso da espécie ‘Argentina’, esta também é rara no Brasil. A coloração é marrom escuro, próximo dos tons de chocolate. O ventre é claro, com coloração branca em alguns casos, além de eventuais manchas de cor marrom. Os ocelos são posicionados lateralmente e possuem tamanho irregular, assim como centro de cor marrom, com uma linha mais clara (normalmente acinzentada) como contorno. Acredita-se que provavelmente este espécie seja a menor do gênero, pois o comprimento médio é de 100 a 130 centímetros, e o peso dificilmente ultrapassa 1 quilo.

Informação Adicional: Dicas Para Confecção de Terrários

Antes de criar uma jibóia como animal de estimação, é importante ‘legalizá-la’ junto ao IBAMA ou demais órgãos ambientais.

As jibóias BCC, BCO e BCA são as mais procuradas como animais de estimação, pois apresentam um comportamento mais dócil.

Como essas espécies são grandes, a sugestão é confeccionar um terrário medindo entre 1,20 metros de comprimento; 60 centímetros de altura; e 50 centímetros de profundidade.

Caso o animal cresça é importante providenciar um terrário de comprimento maior, de modo que o mesmo não fique desconfortável. Neste caso, a sugestão é de um comprimento estimado em 1,80 metros ou até mesmo de 2 metros.

*

Agora que você já conhece a diferença entre as jibóias BCC, BCO e BCA; nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Bicho ideal. Terrário Para Jiboia: Como Fazer o Seu. Disponível em: < https://bichoideal.com.br/terrario-para-jiboia-como-fazer-o-seu/>;

Jibóias Brasil. Manual de Orientações Básicas para Criação de: Jiboia  (Boa constrictor) e Jibóia arco-íris (Epicrates spp.). Disponível em: < http://www.jiboiasbrasil.com.br/manual.pdf>;

Mundo rastejante. Jibóia, saiba o básico sobre esse ilustre membro da família Boidea. Disponível em: < http://mundorastejante.blogspot.com/2008/08/jibia-saiba-o-bsico-sobre-esse-ilustre.html>;

Wikipédia en español. Boa constrictor occidentalis. Disponível em: < https://es.wikipedia.org/wiki/Boa_constrictor_occidentalis>;

Veja também

Moreia Características Físicas

Comportamento da Moreia: Hábitos e Modo de Vida do Animal

Moreias vivem em áreas rochosas, entre marés, recifes de coral, manguezais, riachos de maré, portos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *