Home / Animais / Historia da Fuinha e Origem do Animal

Historia da Fuinha e Origem do Animal

As fuinhas são animais não muito populares. Não são facilmente encontrados e raramente são representados na cultura popular. É um animal mamífero, muito encontrado em terras portuguesas. São acostumados com a presença humana, e em muitos lugares são consideradas como pestes pela quantidade de fuinhas e pelos ataques que causam a granjas e galinheiros.

A fuinha faz parte de uma família de animais chamada de mustelídios, dentro dessa família também se encontram as martas, doninhas, furões, lontras, entre outros. Na maioria das vezes, esses animais são atrativos por sua fofura. Eles não atacam humanos, a não ser que sejam incitados a isso, porém são animais silvestres, toda cautela é necessária. Na Europa existe uma grande incidência de fuinhas. Em muitos lugares, como já citado, elas podem ser consideradas como pragas, pois podem atacar criações de aves. Porém, por outro lado, também podem ser um excelente controlador de outras pragas e espécies como camundongos ou gambás.

Seu tamanho pode variar. Elas podem chegar até 60 centímetros de comprimento, porem algumas alcançam os 40 centímetros. Seu peso chega a 2 quilos. Seu corpo é roliço e comprido. Suas cores podem ser marrom, caramelo ou acinzentados, com uma mancha branca que vem da barriga até seu pescoço, porem mantendo o rosto da cor de sua pelugem acinzentada. Sua pelugem é grossa e protetora, elas não possuem nenhuma pelugem em seus pés. Suas orelhas são grandes, olhos pequenos e focinho pontiagudo.

Comportamento da Fuinha

A alimentação básica da fuinha consiste em pequenos mamíferos. É um bom predador em questão de habilidade e agilidade. Apesar de seu porte pequeno, são carnívoros certeiros. Muitas vezes são confundidos erroneamente com roedores. Muitos consideram que são animais onívoros, e não somente carnívoros.

Isso porque em algumas épocas e estações elas também se alimentam de frutas, essa dieta tão ampla pode chegar a abranger carniça em situações de seca, falta de água e falta de presas. De um modo geral, elas comem de tudo, porém são mais conhecidas por serem predadoras. Aves, répteis, anfíbios e insetos, todos podem ser possíveis presas das fuinhas. Sua aparência parece ser tão tranquila que esconde o predador que ela é.

Normalmente, seu momento de caça, exploração e socialização é durante a noite, fazendo delas animais noturnos. É difícil encontrar uma fuinha durante o dia. A não ser que seja época de seca ou invernos rigorosos. Por isso existe uma grande dificuldade encontrada pelos criadores de aves. Os ataques são noturnos, o que torna mais difícil de serem evitados. Mas uma vez que o ataque tenha acontecido, uma coisa é certa, ela voltará pelo mesmo caminho na próxima vez. As fuinhas marcam seus caminhos e os traçam diversas vezes.

Reprodução da Fuinha

A maturidade sexual das fuinhas pode chegar no segundo ano de idade. Os meses podem depender da estação de cada local. O período de acasalamento acontece durante o verão. Na Europa e, mais especificamente em Portugal, os meses de alta temperatura são entre julho e setembro. Nesses meses, machos e fêmeas copulam. Os indivíduos dessas espécies se encontram somente no período de acasalamento, vivem solitários, depois da copula o macho se vai e todos os cuidados são de responsabilidade da fêmea.

A gestação de uma fuinha pode chegar a 1 mês, durante esse tempo ela procura lugares seguros para confeccionarem tocas longe de predadores e fenômenos naturais, preparando um bom ambiente para o nascimento de seus 5 a 7 filhotes que estão chegando.

A fuinha fêmea cuida, alimenta e proteje seus filhotes por 3 ou 4 meses, depois disso, começa a sair com eles. Eles acompanham a mãe durante alguns anos, aos poucos vão se afastando até terem total capacidade para caçarem e se alimentarem sozinhos.

Fatos Sobre as Fuinhas

Durante muito tempo, as pessoas acreditavam que as fuinhas eram predadores cruéis, sendo consideradas por populações rurais como uma besta predadora. Isso porque acreditava-se que elas atacavam sem motivo, sem sentir fome, apenas pelo prazer de atacar e matar. Porém, anos depois, cientistas comprovaram que a ‘chacina’ era por causa da movimentação das presas. As fuinhas realmente atacavam somente para se alimentar, mas a afobação das presas atrapalhava o ataque.

Muitas vezes, as fuinhas são confundidas com os furões ou doninhas. Essa confusão pode ser compreendida, pois eles realmente são animais parecidos, porém existem diferenças notórias em cada um deles, a começar pelo tamanho.

Fuinha Pulando

As doninhas são menores que as fuinhas, chegando no máximo a 35 centímetros de cumprimento. Sua pelugem é mais escura, seu habitat e alguns comportamentos também são muito diferentes. Suas patas tendem a ser maiores que a das doninhas proporcionalmente. A alimentação das duas pode ser parecida, porém cada uma delas se alimenta conforme o que precisa, portanto, as doninhas tendem a caçar presas menores de acordo com seu tamanho.

Já o furão é muito mais popular e conhecido. Presente na cultura popular e em varias casas sendo criado como animal de estimação. Pois é, ele pode ser domesticado, existem leis de preservação e cuidado com esses animais. Toda a domesticação de animais silvestres deve ser autorizada e documentada, isso acontece no caso do furão. Ele tem interação com os humanos, é muito ágil e curioso. Assim como a fuinha e a doninha, ele é carnívoro, portanto quando domesticado, sua dieta deve se manter forte e nutritiva com o que ele precisa para sobreviver. Ele pode ser menor que as doninhas, seu corpo é esguio e maleável.

Ameaças Fuinha

Assim como todos os animais, as fuinhas são integrantes da cadeia alimentar. Ou seja, assim como são predadoras, podem ser presas de animais maiores. Uma das vantagens das fuinhas é a coragem de encarar seus predadores numa briga ou a habilidade em fugir deles, de qualquer forma, sempre devem viver alerta, pois não são intimidadoras e podem servir como uma boa alimentação para carnívoros maiores.

Na maioria das vezes, são presas de aves de rapina, raposas entre outros. Além disso, a degradação do ambiente pode ser uma grande ameaça às fuinhas, considerando que são animais silvestres e muito dependentes de um ambiente ecologicamente saudável.

Veja também

Ficha Técnica do Pica-Pau: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Os pica-paus são aves cuja nomeação deriva de uma prática comum: o ato de tamborilar, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *