Home / Animais / Hábitos da Morsa e Comportamento na Natureza

Hábitos da Morsa e Comportamento na Natureza

As morsas têm uma distribuição circumpolar desarticulada. Duas subespécies são reconhecidas, uma no Pacífico e outra no Atlântico. No Atlântico Nordeste, as morsas são distribuídas em áreas costeiras rasas ao longo do leste da Groenlândia, nos arquipélagos de Svalbard e Franz Josef Land e nos mares meridionais de Barents e Kara. Em Svalbard, nas últimas décadas, quase todas as morsas são machos; As fêmeas e os filhotes da população de morsas do Mar de Barents são encontrados principalmente na parte oriental do território de Franz Josef. No entanto, nos últimos anos, mais e mais fêmeas com suas crias foram avistadas em Svalbard.

As fêmeas do Pacífico migram anualmente em bandos. No verão, quando o gelo derrete, as fêmeas vão para o norte, em direção ao Mar de Chuckchi. Elas voltam para o sul, no Mar de Bering, antes que o gelo congele no inverno. Os pesquisadores não sabem ao certo por que os machos não migram da mesma maneira que as fêmeas, mas alguns cientistas especulam que isso pode estar relacionado à produção de esperma. Pouco se sabe sobre as condições migratórias das morsas do Atlântico; elas aparentemente ficam na mesma área durante todo o ano.

Características das Morsas

As presas externas, que são possuídas por machos e fêmeas das morsas são provavelmente a característica mais conhecida do animal. As presas podem crescer até um metro de comprimento e pesar 5 kg em adultos grandes. As morsas são de cor marrom-canela. Eles podem aparecer brancos após o mergulho ou mesmo rosa quando estão quentes, devido ao elevado suprimento de sangue para a periferia do corpo em diferentes circunstâncias.

A cabeça pequena com um focinho chato e largo que tem muitos bigodes curtos, robustos e incolores completam a descrição externa do animal. As morsas têm a pele extremamente grossa, fortemente enrugada e coberta com tubérculos nos machos, particularmente no pescoço.

Comportamento das Morsas

As morsas macho geralmente atingem a maturidade sexual por volta dos 8 a 10 anos e as fêmeas, com 5 ou 6 anos.  As morsas do Pacífico acasalam entre dezembro e março. As fêmeas encontram os machos e o acasalamento ocorre quando voltam da migração para o norte.

As fêmeas acasalam em anos alternados e não consecutivos em virtude de apresentarem um período de gestação que excede os doze meses, assim as morsas neste estágio se separam das demais quando começa o período de acasalamentos.

Neste período romântico,  as fêmeas receptivas e aptas para o acasalamento ficam em um grupo que se reúnem em um “teatro” de gelo para assistir as apresentações de dois ou mais machos que procuram  exibir  várias performances sonoras, amplificadas pelos músculos da faringe, a fim de se tornarem-se o macho alfa do novo harém, com aproximadamente 20 fêmeas.

Comportamento das Morsas

Nesta performance os machos estufam o peito e iniciam uma cantiga, com percursão de estalos de dente e assovios para impressionar as noivas, que se jogam na água para acasalar. É um momento perigoso para machos menores, mais fracos e tímidos que precisam se manter razoavelmente distantes.

Após o período de acasalamento, as fêmeas grávidas se juntam formando um grupo unido, onde cuidam dos suas crias até os dois anos, caso não engravidem novamente. É comum serem vistas passeando com seus filhos às costas, ainda que os pequenos já possam nadar.

Os filhotes nascem pesando cerca de 75 kg. e medindo em torno de 1,30 cm. de comprimento, estima-se que cresçam mais de 10 cm. por mês após o nascimento e engordem quase um quilo por dia. Os pelos e nadadeiras dos filhotes são castanho chocolate, um pouco mais escuro do que os dos adultos e vão clareando com o passar dos meses.

Os machos são proporcionalmente mais maciços no pescoço e nos ombros do que as fêmeas e são muito maiores no geral. Os machos adultos têm 3 a 3,5 mt. de comprimento e pesam cerca de 1500 kg, enquanto as fêmeas têm cerca de 2,5 mt. de comprimento e pesam cerca de 900 kg.

A expectativa de vida das morsas gira em torno dos 30 anos na natureza. As únicas ameaças naturais vem das baleias e dos ursos-polares. O mesmo comportamento adotado nos períodos reprodutivos parece permanecer ao longo da vida, com machos e fêmeas compartilhando ambientes separados por toda a vida.

Hábitos das Morsas

A população estimada de morsas é de 200.000 morsas do Pacífico e cerca de 20.000 a 30.000 morsas do Atlântico. As morsas são animais extremamente sociais. Eles saem em grupos apertados quando estão em terra ou gelo e costumam viajar no mar em grupos também. Existe uma segregação sexual significativa fora da época de reprodução. Indivíduos solitários podem ser vistos ocasionalmente no gelo ou na água; estes são geralmente machos adultos.

As morsas têm um nicho ecológico restrito que limita sua distribuição. O se habitat ideal depende da disponibilidade de grandes áreas de águas rasas, com substrato de fundo adequado, para sustentar uma comunidade produtiva de bivalves. Depende também da presença de canais hídricos abertos confiáveis em áreas ricas de alimentação, particularmente no inverno, quando o acesso a muitas áreas de alimentação é limitada pelo congelamento.

Hábitos Alimentares

As principais presas das morsas são moluscos bivalves (amêijoas de vários tipos) que localizam usando seus bigodes sensíveis sobre ou  substratos de fundo. Eles limpam os substratos moles da comida usando suas nadadeiras frontais e, em seguida, sugam as amêijoas de suas conchas, deixando as conchas na parte inferior. Milhares de moluscos podem ser consumidos em uma única refeição. Algumas morsas atacam pássaros e outros mamíferos marinhos, comendo uma variedade de espécies de focas. As morsas que comem mamíferos são geralmente machos grandes e podem ser identificadas pelas manchas de cor âmbar em suas presas e no peito da gordura de suas presas.

Os ursos polares e as baleias assassinas atacam as morsas, principalmente os indefesos filhotes, entretanto essas predadores encontram forte resistência das mães morsas caso estejam nas proximidades em terra e na água, onde todo o grupo se defenderá de um ataque.

 

Veja também

Diferenças Entre Raças de Cães Maltês, Poodle, Shih-Tzu, Yorkshire e Bichon Frise

Porque as necessidades de todos são tão diferentes, vamos nos concentrar na comparação entre algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *