Home / Animais / Habitat do Canguru: Onde Eles Vivem?

Habitat do Canguru: Onde Eles Vivem?

Nós seres humanos – além das muitas características que nos tornam únicos -, somos seres bípedes, ou seja, nos locomovemos com as duas pernas. É claro que em alguns momentos, nossos “irmãos” primatas também utilizam as duas pernas, mas preferem se movimentar com o auxílio das duas mãos.

Mesmo assim, esta característica não é exclusividade nossa. Curiosamente, a outra espécie que divide conosco a condição de ser bípede, é a dos Cangurus. Mas afinal, o que são estes animais? Onde vivem? E quais são as suas outras características?

Características do Canguru

O Canguru é um mamífero que faz parte da ordem Metatheria, ou seja, dos marsupiais. É parte integrante da família Macropodidae e do gênero Macropus, ou Marsupiais. Além dos cangurus, fazem parte da família os Wallabys e os Wallarus, espécies semelhantes ao canguru, porém menores no tamanho. No mundo existem quatro espécies de Canguru, que são:

Canguru-vermelho (Macropus rufus)

Macropus Rufus
Macropus Rufus

Canguru-cinza-oriental (Macropus giganteus)

Macropus Giganteus
Macropus Giganteus

Canguru-cinza-ocidental (Macropus fuliginosus)

Macropus Fuliginosus
Macropus Fuliginosus

Canguru antilopíneo (Macropus antilopinus)

Macropus Antilopinus
Macropus Antilopinus

Estrutura Corporal

Como todo mamífero, estes marsupiais têm o corpo repleto de pelos, porém é curto e denso. Sua cabeça é pequena, com longas orelhas pontudas e focinho prolongado. Suas patas da frente são curtas, com cinco dedos (como um tiranossauro); já suas patas de baixo (ou pés), diferente das superiores, são maiores e contém quatro dedos. 

Essas patas suportam longas pernas desenvolvidas, com tendões resistentes, musculosos e bastante elásticos. Essa estrutura, faz com cheguem a uma velocidade de 60 km/h quando se locomovem. Além disso, elas os tornam exímios saltadores: em um único salto, podem chegar até 9 metros de altura!  Também utilizam suas pernas para afrontar possíveis inimigos: batem os pés contra o chão e no confronto, muitas vezes, chutam o predador.

A Estrutura Corporal do Canguru
A Estrutura Corporal do Canguru

Esses animais ainda possuem uma longa e musculosa cauda, que tem como função dar equilíbrio, auxiliar na locomoção e suporte de seu corpo. Ao todo, podem atingir até dois metros de comprimento (sendo que as fêmeas possuem a metade do tamanho dos machos) e chegam a pesar 85 kg. 

Habitat do Canguru e seu Comportamento

Existem algumas espécies de cangurus na Papua-Nova Guiné, Nova Zelândia e em outras ilhas da Oceania, mas a maioria deles vivem na Austrália. 

Seu habitat situa-se em áreas costeiras de calor, pastagens e florestas; onde não costumam ficar mais de 15 km longe da água. Geralmente, vivem em grupos, podendo chegar até 50 indivíduos. Apresentam hábito noturno, mas podem ser vistos em atividade no início da manhã e fim de tarde.

Reprodução do Canguru

Cópula

Seus órgãos reprodutores são distintos de outros mamíferos: as fêmeas possuem duas vaginas laterais e machos, têm pênis bifurcado e escroto localizado à sua frente. Para a cópula, é preciso que as fêmeas estejam no cio, que dura um período de 22 a 42 dias. 

Canguru Macho
Canguru Macho

Os machos do bando detectam seu estado pelo odor de sua urina e se exibem para conquistá-la, tal qual um Pavão. A fêmea escolhe o parceiro que seja maior em altura. Após a cópula, a fertilização ocorre em menos de 48 horas.

Gestação

Como são parte da família dos marsupiais, os cangurus têm como característica marcante o fato de gerarem seus filhotes em uma espécie de “bolsa” localizada na barriga, chamada de marsúpio. Ele é uma dobra de pele, que não possui pelos e recobre os mamilos da fêmea. 

Estes animais têm seus filhotes por desenvolvimento em etapas: permanecem no útero por um certo período, então nascem precocemente e completam o seu desenvolvimento durante a amamentação, que acontece dentro do marsúpio da canguru-fêmea. 

Gestação do Canguru
Gestação do Canguru

A gestação desta espécie dura no entorno de 30 a 40 dia e dão à luz apenas um filhote por vez. Estes nascem bem pequenos, com cerca de 2,5 cm de comprimento e ainda assim, precisam escalar o pelo da mãe até chegar ao marsúpio. Até completarem um ano, os filhotes permanecem com a mãe para se alimentar e se sentirem seguros. A mãe canguru consegue viver normalmente mesmo carregando o filhote em sua bolsa. Após esse período, adquirem independência para explorar o habitat em que vivem. 

Ciclo de Vida

Vivem em média 22 anos e, atualmente, estão classificados na Lista Vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) na categoria “pouco preocupante”.

Alimentação do Canguru

Os cangurus são animais herbívoros e se alimentam de uma grande variedade de vegetação, como grama, arbustos e folhas de plantas. Por serem animais herbívoro, após a mastigação e deglutição, regurgitam a própria comida para que seja digerida. 

Alimentação do Canguru
Alimentação do Canguru

Um fato interessante é que, como os camelos, os Cangurus tomam pouca água para sua sobrevivência e conseguem permanecer por meses sem bebê-la.

Por influência da interferência humana em seu habitat, muitas vezes são atraídos para restos de alimentos humanos, ou até mesmo, alimentados por turistas. Ingerir alimentos inadequados à sua dieta, resulta no desequilíbrio da flora intestinal, o que pode levar a morte do animal.

Curiosidades do Canguru

  • A nomenclatura de alguns animais não variam de acordo com o sexo masculino ou feminino, regra que se aplica ao canguru. A distinção é feita com a adição das palavras fêmea ou macho, logo, nos referimos a fêmea como canguru-fêmea, e ao macho, como canguru-macho. Palavras assim, chamam-se epicenas;
  • Segundo alguns veterinários, cangurus têm a tendência de preferir a mão esquerda quando realizam tarefas, seja para se alimentarem, limparem ou apoiarem;
  • Cangurus têm características parecidas com gatos e cachorros. Como os felinos, eles lambem seus pelos para regular a temperatura. Todos têm o costume de erguer e movimentar as orelhas de acordo com a origem do som, por terem uma audição privilegiada, tal qual os cachorros;
  • Por incrível que pareça, cangurus são originários da América do Sul.  Isso ocorreu há 180 milhões de anos, quando ainda existia o supercontinente Gondwanaland e sua espécie precursora ainda era viva. Após os continentes se separarem, a espécie se perpetuou na Oceania;
  • O canguru-vermelho é considerado o maior marsupial do planeta;
  • Na Austrália, o Canguru é considerado o símbolo do país. Além disso, bebês cangurus são conhecidos como “joey”;
  • Todas as espécies de canguru sofrem com a caça, sendo esses animais usados para a retirada da carne e também da pele.

Veja também

Como Cuidar de um Bull Terrier Filhote: Cuidados e Doenças

Os primeiros exemplares do Bull Terrier eram todos brancos e se originaram na Grã-Bretanha por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *