Home / Animais / Habitat da Toninha: Onde Elas Vivem?

Habitat da Toninha: Onde Elas Vivem?

Sabemos que nos mares ao redor do mundo há muitos animais misteriosos, alguns que ainda nem foram descobertos, e alguns que são famosos onde quer que estejam.

No entanto, com essa enorme quantidade de animais marinhos, muitas vezes podemos acabar confundindo alguma espécie com outra.

Mas, de tempos em tempos, bate uma curiosidade, ou então ouvimos o nome de certo animal em programas da televisão, e começamos a pesquisar sobre ele, certo?

É totalmente normal essa curiosidade e busca por mais conhecimento. Inclusive, isso ajuda, e muito, vários animais marinhos que correm risco de extinção, ou possuem poucas pesquisas e estudos sobre ele.

Ajudar esses animais marinhos de forma prática, fácil e acessível é mais fácil do que muitos pensam. Só esse ato de pesquisar já ajuda na visibilidade de tais animais.

Hoje, iremos falar sobre a toninha. Ela leva alegria para muitas pessoas, seja fazendo pose para fotos, seja brincando com crianças, seja apenas pulando no mar.

A toninha é uma espécie de golfinho, e sabemos que golfinhos são adorados por todos, e você está prestes a descobrir quais são as características dela, seu habitat, alimentação e comportamento.

Características

O nome científico da toninha é Pontoporia blainvillei, e ela é um tipo de golfinho, que no caso dos mamíferos marinhos, é considerada o menor de todos.

A toninha também é muitas vezes conhecida como Franciscana. Entre todos os cetáceos, ela possui o maior focinho, em uma comparação com o corpo.

Essa espécie de golfinho pode chegar a medir de altura, entre os machos, cerca de 1,6 metros, e entre as fêmeas da espécie, cerca de 1,8 metros.

Toninha Característica

Seu corpo possui uma cor marrom, com tons de cinza, e sua parte inferior é mais clara que a superior. Em comparação com o seu corpo, a toninha também possui nadadeiras muito grandes e também largas, no entanto, sua posição é bem estreita nas laterais do corpo, o que faz com que ela tenha formato triangular.

A toninha possui uma arcada dentária chamada homodontária, e possui os dentes em um formato cônico. Na mandíbula inferior e na mandíbula superior o número total de dentes pode variar entre 48 até 61 em cada lado.

Quando a toninha se desenvolve por completo, e chega na idade adulta, ela pode chegar a pesar cerca de 50 quilos. Seus filhotes nascem com 70 até 75 centímetros de comprimento. Sua expectativa de vida é de 20 anos.

Reprodução e Comportamento

A maturidade sexual da toninha é atingida totalmente quando ela atinge cerca de 2 a 3 anos de vida. As fêmeas possuem um ciclo reprodutivo total que dura cerca de 2 anos.

Os filhotes estão prontos para nascerem cerca de 10 até 11 meses após o início da gestação. O nascimento ocorre, na maior parte das vezes, entre os meses de setembro até fevereiro, ou então, durante a primavera e também o verão austral.

A toninha é considerada, em comparação com outros animais, muito discreta. No mar, ela se move e nada de uma forma bem mais lenta ou então suave, e a não ser que o estuário esteja bastante calmo, é muito difícil notar a presença da toninha.

Quando vai nadar, a toninha normalmente nada sozinha ou então junto com pequenos grupos. Quando se trata de alimentação, ela come cerca de 24 espécies de peixes diferentes. As espécies de peixes que ela come vai depender muito do local onde ela vive, e quais são os peixes em maior abundância.

Alguns animais muito conhecidos por todos que as toninhas normalmente comem são: camarão, lula e polvo. Esses animais também são caçados por outras espécies maiores, como a baleia assassina (conhecida como orca), e outros ainda mais perigosos, como várias espécies de tubarão.

Conservação

No início, as toninhas eram caçadas para servirem como alimento e também para que a sua gordura fosse utilizada como combustível para as fontes luminosas, principalmente na Dinamarca.

Hoje em dia, no entanto, as toninhas são pescadas de forma comercial. Apesar disso, a população das toninhas em nível mundial é de milhares de indivíduos, o que os deixa fora do perigo de extinção. No entanto, está classificada como “vulnerável”, na lista de animais em perigo de extinção da IUCN.

Um dos maiores problemas que acontecem com as toninhas no alto mar é que elas acabam ficando presas nas redes de pescas. Para evitar isso, alguns pescadores começaram a colocar luzes fortes nas redes, dessa forma, as toninhas são espantadas.

No geral, elas são muito afetadas, assim como outras espécies de animais marinhos, coma destruição em massa dos habitats naturais e também pela poluição das águas.

Restos de plásticos, pedaços de garrafas, alguns materiais sintéticos, entre outros, já foram encontrados várias vezes no estômago dos animais.

Em locais como a Baía de Guanabara, mais de 90% das toninhas, foram mortas em cerca de três décadas.

Habitat: Onde Vivem

Na América do Sul, a toninha é encontrada principalmente na região sudeste, que inclui o rio da Prata. A distribuição das toninhas varia entre o Trópico de Capricórnio, próximo de Ubatuba, em São Paulo, até a Península Valdés, que fica na Argentina.

No hemisfério norte, a toninha é encontrada principalmente na costa leste dos Estados Unidos, principalmente nas cidades de Seattle, Vancouver, entre outros.

Na Europa, a toninha pode ser encontrada nas costas marinhas do Reino Unido, França, Portugal, Irlanda, Espanha, Islândia e Noruega.

Quando falamos sobre o Oceano Pacífico, a toninha é muito vista em locais do Mar do Japão, no estreito de Bering e Vladivostok.

Outros locais como Groelândia, Terra Nova, África ocidental e Alasca, as toninhas também podem ser encontradas.

De forma muito geral, a toninha gosta de águas mais temperadas, sendo encontra então em zonas costeiras ou estuários.

A toninha, no entanto, pode ser confundida com botos ou golfinhos. Isso é muito comum ocorrer, pois as formas tratam-se da mesma espécie, o que muda, no geral, é o nome em cada região que essa espécie é conhecida. Mas de acordo com os biólogos, fazem parte da mesma espécie.

E aí? Você já conheceu alguma toninha, tirou foto, ou viu ela no mar? Deixe nos comentários a sua experiência com esse animal marinho tão alegre.

Veja também

Lindo Lírio Do Mar no Fundo da Água

Lírio Do Mar – Respiração: Como Funciona sua Respiração?

Quando você imagina um lírio do mar, flutuando lentamente pelo fundo do oceano, talvez não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *