Home / Animais / Ficha Tecnica do Furao: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Tecnica do Furao: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

No decorrer da história da humanidade, os animais sempre foram nossos grandes companheiros e protetores.

Se, em determinada época, havia pouca tecnologia, e poucos meios de transporte, os animais estavam lá para nos ajudar.

Se, em determinada época, havia pouca segurança, os animais estavam lá para proteger nossas propriedades e casas.

Mas alguns animais, por falta de informações, passaram por situações muito ruins em um passado não tão distante assim.

Perseguições, extermínios, caças, entre outras barbaridades, foi uma dura realidade para alguns animais que hoje sabemos não fazer nenhum mal.

Um caso emblemático como exemplo são os furões. Muito caçado e morto no passado, hoje ele possui leis de proteção.

Neste artigo você irá conhecer toda a ficha técnica do furão, como o seu peso, altura, tamanho e verá várias imagens.

História

O furão, hoje, é um animal domesticado, mas a origem da sua domesticação é pouco incerta de acordo com os cientistas.

Acredita-se que, de acordo com pesquisas arqueológicas, em 1500 a.C. foram encontrados vestígios de furões.

É muito provável que os europeus começaram a domesticar os furões, pois nessa época era muito comum a domesticação de gatos, então os furões também iriam servir como uma proteção contra roedores que acabavam com as plantações de cereais.

Existem dois descendentes muito prováveis do furão: o toirão (Mustela putorius) e a doninha-espetes (Mustela eversmman). Ou, ainda, que a origem tenha sido a partir de um acasalamento híbrido entre essas duas espécies.

Apesar disso, as três espécies possuem tanto semelhanças como também algumas diferenças únicas.

Com um corpo magro, alongado e cheio de curiosidade, o furão era muito utilizado como um animal de caça, entrando em tocas, abrigos e buracos que abrigavam, principalmente, os animais que eram considerados pragas, como os coelhos e outros roedores.

Em alguns países, ainda hoje, o furão é usado como um caçador, como é o caso do Reino Unido e da Austrália.

No entanto, em muitos outros países, a prática é considerada totalmente ilegal, pois não há informações suficiente sobre o que aconteceria no equilíbrio ecológico caso os furões comecem a se disseminar em abundância.

Os furões começaram a ganhar enorme popularidade nos EUA, no ano de 1975, quando uma veterinária e cantora, chamada Wendy Winstead, começou a comercializar os furões e também aparecer em suas apresentações de TV com seus animais do lado.

Peso, Altura e Tamanho

Pertencendo à família dos Mustelídeos, e sendo um animal carnívoro e mamífero, o nome científico do furão é Mustela putorius furo.

Sua classificação científica geral é:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Mammalia
  • Ordem: Carnivora
  • Família: Mustelidae
  • Género: Mustela
  • Espécie: Mustela putorius
  • Subespécie: M. p. furo
Furao em seu Habitat

Os furões possuem uma expectativa de vida entre 3 até 10 anos, em alguns casos, muito raro, os furões podem chegar a viver até os 13 anos de idade.

Quando medido, sem contar a sua cauda, o furão possui cerca de 38 cm de comprimento, e o seu peso, bem leve, varia entre cerca de 0,7 até, no máximo, cerca de 2 quilos.

Por ser muito pequeno, a altura de um furão não deve ultrapassar nem os 10 cm. Diferente dos texugos, ou outros Mustelídeos, o furão é caracterizado por ser menor, mais longo e esguio.

Quando chegam entre 8 até 12 meses de vida, os furões atingem sua maturidade sexual, e o período de acasalamento começa nos meses de março até setembro.

A gestação dos furões fêmeas dura cerca de 40 até 44 dias, e os filhotes de furão, nascem pesando cerca de 5 até 15 gramas. Os filhotes, no nascimento, são cegos, surdos e sem pelos. O total desmame do furão ocorre com 7 até 9 semanas.

Alimentação

Os furões são animais totalmente carnívoros, e precisam ter uma alimentação correta, e com alta quantidade de proteínas e de gordura. Então, frutas, cereais ou vegetais nunca devem ser dados aos furões.

Em lojas especializadas, ou em sites de internet, existem diversos tipos de rações ou comidas específicas para o furão. Em casos de falta de ração específica, as rações ou petiscos para gatos podem ser dadas aos furões, já que há enorme quantidade de proteína.

Se possível, e de preferência, as comidas dos furões devem possuir uma quantidade de 32 até 38% de proteína e gordura deve possuir entre 15 até 20%.

Os furões, apesar de serem carnívoros, são também muito curiosos e conseguem entrar em muitos lugares, então é comum que ele coma uva passa, amendoim e cereais, mas esses tipos de comida devem ser evitados ao máximo, pois podem dificultar a capacidade de digestão.

As rações e comidas processadas estão sendo cada vez mais evitada em regiões da Europa, pois elas possuem muito carboidrato e açúcar, e rações com base em carne de galinha, camundongos e ratos, estão sendo cada vez mais produzidas, tanto na Europa como também nos EUA.

Domesticação

Quando se trata de domesticação, os furões são animais muito carinhosos, cheios de energia, curiosidade e estão sempre vigiando o ambiente onde vive.

Os furões são muito parecidos com os gatos, e contanto que ele recebe os cuidados, afeto e atenção necessária, ele será muito apegado ao dono, e vai se entregar totalmente as brincadeiras.

Em locais como os EUA e também a França, o furão já está em terceiro lugar como animais de estimação, ficando atrás apenas do cachorro e do gato.

Dentro de casa e apartamentos, os furões precisam de muito cuidado. Por serem pequenos, podem entrar facilmente em locais como armários, atrás da geladeira, embaixo do fogão, entre outros, e isso pode acarretar em vários acidentes com choque, queimadura ou o furão ficar preso.

Por isso, é importante tomar muito cuidado, e o furão deve sempre ficar em locais apropriados para ele, e o dono deve sempre revisar a casa, afim de evitar acidentes.

No mercado, existem milhares de gaiolas, barracas, redes, entre outros, que podem servir de moradia para os furões. No entanto, ao contrário dos cachorros e dos gatos, o senso de direção no furão é muito baixo, e ele pode encontrar dificuldades em voltar para a casinha.

E aí, deu vontade de ter um furão como animal de estimação? Deixe nos comentários o que você achou!

Veja também

Curiosidades Sobre o Gato Mourisco e Fatos Interessantes

A fauna é a parte da Ecologia que engloba todos os animais existentes na natureza, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *