Home / Animais / Felinos Americanos: Nomes, Características e Fotos

Felinos Americanos: Nomes, Características e Fotos

Os felinos americanos geralmente possuem nomes exóticos, características físicas e biológicas bastantes singulares, além de outras inúmeras peculiaridades – como essas que podemos ver nessas fotos.

Eles são membros ilustres dessa rica, exuberante, imensa e extravagante família Felidae. Como a quase lendária onça-pintada (a Panthera-onca), por exemplo, que nas florestas e matas brasileiras possui o status de verdadeiro ente mítico.

Além da indomável e incomum Leopardus pardalis, conhecida simplesmente como “jaguatirica”, e que ninguém em sã consciência tem a pretensão de querer domesticar.

Mas nas florestas e matas brasileiras (e de boa parte da América do Sul) também desliza, insinuante, a terrível Onça-parda (a Puma-concolor), que se não bastasse o fato de ser um superpredador, também não deixa nada a desejar quando o assunto é a beleza e exuberância das suas formas.

O continente americano é, sem dúvida, um “reino” que abriga alguns dos mais belos exemplares de felinos do planeta.

Por aqui eles encontram as condições ideais para as suas sobrevivências: a exuberância oferecida pela Floresta Amazônica, trechos importantes de Mata Atlântica, além de água, espaço, presas em abundância, entre outras características que, por mais que tentemos, não conseguimos (ao menos ainda) destruir por completo.

Mas o objetivo desse artigo é fazer uma lista com alguns dos mais belos exemplares de felinos que podem ser encontrados apenas no continente americano. Todos eles com as suas respectivas fotos, características, nomes científicos, entre outras particularidades que possam contribuir para caracterizar, ainda mais, algumas das mais belas e incríveis representantes dessa família.

Felinos Americanos: Nomes, Características E Fotos

1.Onça-Pintada

Onça-Pintada
Onça-Pintada

Do alto dos seus mais de 1,82 m de comprimento e 170 kg, a Panthera-onca (o nome científico da onça-pintada) é nada mais nada menos do que o maior felino do continente americano!

É uma espécie quase mítica, a percorrer o habitat não menos mítico e misterioso da Floresta Amazônica, do Pantanal Mato-grossense e do que ainda resta de Mata Atlântica.

Essa espécie possui incríveis habilidades, como a sua capacidade de subir e descer de árvores tal como faz um ágil e esperto roedor, ou mesmo como uma espécie qualquer de lagarto – além de ser uma nadadora de fazer inveja a muitos animais aquáticos!

A onça-pintada é um superpredador, solitário, com hábitos crepusculares, e que possui garras capazes de fazer grandes estragos até mesmo à estrutura quase intransponível de algumas das mais imponentes espécies de árvores do seu habitat natural.

2.Gato-Mourisco

O gato-mourisco ou Herpailurus yagouaroundi (seu nome científico), é outra que está entre as mais exóticas espécies de felinos americanos; e como podemos ver nessas fotos, as suas características e singularidades não nos desmentem.

Eles podem ser encontrados desde o sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina, onde também recebem nomes como: eirá, gato-preto, maracajá-preto, onça-de-bode, entre outras denominações.

O Herpailurus yagouaroundi possui hábitos diurnos, corpo curiosamente alongado, entre 50 e 70 cm de comprimento, entre 3,6 e 9 kg de peso, além da preferência pelo ambiente bastante seguro do solo, onde costuma perseguir as suas presas.

3.Jaguatirica

A Jaguatirica é o Leopardus pardalis, uma espécie com características físicas bastante discretas, já que dificilmente ultrapassa os 92 cm de comprimento e 15 kg de peso.

Essa é outra fera da natureza, com hábitos essencialmente noturnos. É durante esse período em que elas saem para a caça de pequenos mamíferos, veados, javalis, roedores, entre outras espécies de médio e pequeno porte.

O ambiente rico e deslumbrante do Cerrado, do Pantanal e da Caatinga são apenas alguns dos habitats que têm o prazer de abrigar esse membro ilustre da família Felidae, e que, graças à beleza da sua pelagem, já foi um dia considerado “vulnerável” pela IUCN, mas hoje uma espécie descrita como “pouco preocupante”.

4.Lince-Vermelho

Também conhecido como “lince-pardo”, o Lynx rufus (seu nome científico) é uma espécie originária das florestas e das planícies desérticas dos Estados Unidos, mas que também pode ser avistada nas extravagantes florestas temperadas do Canadá – e até mesmo atingir algumas regiões semi-desérticas do norte do México.

O lince-vermelho, apesar do nome, possui uma pelagem entre o castanho e o acinzentado, com rajadas pretas nas laterais. Eles costumam medir entre 48 cm e 1,2 m de comprimento, entre 6,2 e 18,1 kg de peso (machos) e entre 5,4 e 15,3 kg de peso (as fêmeas).

Com hábitos crepusculares, esse animal costuma aguardar o momento certo do dia, quando sentem-se mais à vontade para sair à caça (geralmente entre 4 e 5 horas da tarde até a meia-noite) de diversas espécies de cervídeos, mustelídeos, javalis, porcos-do-mato, entre outras espécies de médio e pequeno porte.

5.Onça Parda

Esse é outro singular felino americano. Seu nome científico é Puma concolor. Ele possui todas as características que são típicas do seu gênero, além de algumas peculiaridades físicas, como vemos nessas fotos.

A onça-parda (ou simplesmente “puma”, como também é conhecida) é uma espécie robusta, capaz de atingir os respeitáveis 1,1 m de comprimento e até 102 kg de peso.

É a espécie que distribui-se em maior abundância nesse lado ocidental do planeta, podendo ser encontrada nas florestas temperadas e regiões montanhosas do Canadá (especialmente na British Colúmbia) até o Chile, Brasil, Venezuela, entre outras regiões próximas.

São geralmente regiões semi-desérticas, matas fechadas, florestas densas ou áreas agrícolas, que podem servir de abrigo para essa espécie tipicamente noctívaga, ágil, feroz, entre outras características de um predador dos mais implacáveis das Américas.

6.Gato-dos-Pampas

Entre os felinos considerados tipicamente americanos, está o Leopardus pajero (o nome científico do gato-dos-pampas).

Além de possuir características físicas interessantíssimas (como podemos ver nessas fotos) ele chama a atenção por dar preferência por um ambiente aberto e com quase nenhuma árvore.

O gato-dos-pampas é um felino de pequeno porte, que dificilmente ultrapassa 1 m de comprimento e 6,5 kg de peso.

Ele tem preferência pelos espaços aberto dos pampas gaúchos, dos cerrados mineiros, além de savanas, bosques, áreas de lavouras, entre outras regiões semelhantes.

Sua distribuição abrange praticamente toda a América do Sul e parte da América Central, onde eles, como típicos animais crepusculares (ou noturnos), possam encontrar as suas principais presas, entre as quais, pequenos roedores, lagartos, anfíbios, entre outra espécies de pequeno porte.

Essa foi a nossa lista com alguns dos mais belos exemplares de felinos americanos. Mas, e a sua? Deixe-a na forma de um comentário, logo abaixo. E continue compartilhando, questionando, discutindo, refletindo, enriquecendo e aproveitando-se das nossas publicações.

Veja também

Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

As chinchilas constituem várias espécies de roedores comuns à mesma família taxonômica, a qual é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *