Home / Animais / Elefante do Ceilão: Comportamento, Reprodução e Fotos

Elefante do Ceilão: Comportamento, Reprodução e Fotos

Sri Lanka é uma ilha de muitas maravilhas, em vários sentidos. Na riqueza de sua cultura, nas tradições históricas e lendárias, nas paisagens diversificadas e impressionantes e, é claro, no principal personagem icônico dessa preciosa ilha do Oceano Índico: o elefante de Ceilão.

O Elefante de Ceilão

Sri Lanka abriga o maior rebanho de elefantes do mundo. Em todo o globo atualmente, só existem vivas e preservadas três espécies de elefantes, sendo a espécie asiática dividida em três subespécies. Entre elas a espécie elephas maximus maximus, o elefante de Sri Lanka. Nessa ilha, os elefantes são reverenciados há centenas de anos. O maior gênero das subespécies asiáticas é um elefante de pele mais lisa e escura, num tom marrom acinzentado e manchas pigmentadas na barriga, na tromba ou tronco, no rosto e nas orelhas. Suas costas são meio arqueadas e seu tronco é rígido e comprido, terminando em “um só lábio” superior. Suas orelhas são menores como as do elefante da floresta, com bordas dorsais de laterais dobradas.

É relativamente menor que o elefante africano, podendo chegar a altura média de 2,5 a 3 metros e a um peso médio de 4 a 5 toneladas. O macho da espécie costuma ser o maior e mais pesado, numa proporção perceptível. A formação corporal do macho em relação a fêmea também é visível. O macho costuma ter uma visível saliência acima dos olhos e seu dorso é mais arredondado, curvando-se gradualmente na traseira. A fêmea é mais reta e mais quadrada.

Na ilha, o elefante de Ceilão habita as florestas tropicais, com suas várzeas e pradarias mas pode ser visto frequentemente passeando pelas terras cultiváveis. É sociável, com um grupo familiar que podem chegar a até 15 indivíduos de fêmeas e seus filhotes, sempre liderados por uma matriarca. Os elefantes machos, pra variar, são solitários. é mais fácil sempre vê-los vagando sozinhos, raramente acompanhados. Sua socialização só é mesmo comum em época de acasalamento.

Comportamento Social

A sonorização impressiona sempre quando agrupados. Trombetear agudos, rumores baixos ou gritantes associados a gestos e sinalizações diversas é comum quando reunidos. Essas comunicações sonoros de variadas frequências é parte de um sistema de infra som latente nos elefantes, e pode viajar quilômetros.

Sua peregrinação em busca de comida é grande, até porque comem muito. Um elefante adulto pode consumir mais de 150 quilos de alimentos em um só dia. O cardápio envolve uma grande variedade de vegetação, incluindo gramas, folhas, cascas de árvore e frutos.

Época de Reprodução

A fêmea elefante costuma chegar a fase fértil por volta dos 9 a 12 anos de idade. Já os machos atingem sua maturidade sexual entre os 14 e 16 anos de idade, com raras exceções. Porém, existe uma espécie de hierarquia entre a espécie que compromete o acasalamento para o elefante jovem. Muitos machos só iniciam o acasalamento após os 20 anos de idade. No  periodo de acasalamento, há sempre um macho dominante responsável por essa criação e isso torna esse período agressivo, podendo surgir embates ferozes entre machos sexualmente ativos. Há uma tendência porém da autoridade do maior e mais antigo ser respeitado.

Quando atingem a maturidade sexual, a fêmea entra em ciclo de cio a cada 3 meses, tornando-se receptivas ao acasalamento. Esse ciclo só cessa quando engravida e aí entra o ciclo de gestação que, no elefante, dura 22 meses, o mais demorado entre os mamíferos. O parto é quase sempre de um filhote apenas. Muito raramente ocorre de uma fêmea engravidar de gêmeos. Esse filhote nasce já pesando em média 100 quilos e com uma altura de um metro em média.

Embora já nascem praticamente andando, esses filhotes ficam totalmente dependentes da mãe pelos primeiros cinco anos de vida. Mas é comum que as outras fêmeas do grupo sejam cooperativas no cuidado e proteção dos filhotes uma das outras. A amamentação é puxada, com um consumo acima de dez litros de leite por dia.

O Elefante de Ceilão e a Ilha

O elefante é naturalmente inteligente e sensitivo. Existem suposições de que podem pressentir eventos da natureza. Diz-se, por exemplo que, quando um tsunami atingiu a ilha, os elefantes já haviam se deslocado antes para o interior da ilha, mesmo aqueles que circulavam habitualmente a região costeira. O tato é um sentido poderoso nos elefantes. Percebe-se sua capacidade de comunicação através de expressões corporais, usando a cabeça, a cauda, o tronco e as orelhas.

Casal de Elefantes de Ceilão
Casal de Elefantes de Ceilão

No decorrer da história, a medida que essa capacidade de discernimento do elefante foi percebida pelo homem, passaram a ser domados e domesticados, sendo treinados para várias atividades ao longo dos anos. Há milênios que os homens vem escravizando os elefantes para transporte de cargas e pessoas, números circenses, transposição de obstáculos, obras de construção, performances religiosas ou culturais, guerras, etc.

Atualmente, no Sri Lanka, os elefantes ainda são usados em cerimônias, especialmente nos festivais religiosos em templos budistas por toda a ilha. Destaque para o famoso ‘Kandy Esala Perahera’ que realizam todo ano no Templo da Relíquia do Dente Sagrado, em Kandy. É uma festividade antiga que remonta aos primórdios da civilização da ilha, em que vários elefantes, de preferência os maiores e mais majestosos que puderem selecionar, são ornamentados com muito brilho, com suas presas lustradas. A espécie com a melhor presa recebe o destaque carregando um símbolo estandarte valioso da cerimônia, o Caixão da Relíquia Sagrada.

O elefante de Ceilão é também parte integrante do ecoturismo da ilha, recebendo atualmente uma infinidade de turismo em áreas de preservação e zoológicos. Na ilha os turistas fotografam, participam de safáris nos parques e até montam em elefantes para passeios curtos. São muitos os pontos turísticos que apresentam elefantes como atrações, sendo os principais (mais conhecidos e procurados) os Parques Minneriya, Udawalawe, Yala e Kaudulla.

Destacamos como de maior interesse ecológico o Orfanato de Elefantes Pinnawala, pelo fantástico trabalho que desenvolvem, ao cuidar de manadas de filhotes órfãos que não são devolvidos a selva e do Elephant Transit Home que também recolhe filhotes  órfãos mas os reabilita para logo os devolverem ao seu habitat natural.

Os Riscos de Sobrevivência

Uma das grandes atrações do elefante de ceilão são suas presas. Os dentes incisivos dos machos se desenvolvem em protuberantes presas que podem chegar a medir quase 2 metros de comprimento, dando aos machos privilegiados uma verdadeira sensação de poder majestoso entre a espécie. Nem todos os machos desenvolvem essas presas e nunca as fêmeas. Atualmente, somente cerca de 3% do total de indivíduos da espécie hoje no Sri Lanka possuem presas.

A Ásia já foi o lar de numerosos elefantes com presas majestosas, e até mais longas e pesadas, mas lamentavelmente sua população decai nas últimas décadas em proporções alarmantes. Só no Sri Lanka a população de elefantes caiu quase 65% nos 20 anos. Hoje, o elefante do Sri Lanka é protegido por lei e quem matar um elefante na ilha é condenado à morte.

Filhote de Elefante de Ceilão Junto a Mãe
Filhote de Elefante de Ceilão Junto a Mãe

Mas não é só a caça predatória a responsável pelo declínio da espécie. Esse animal gigante depende de uma vasta e ampla área como habitat, com quantidade abundante de alimento e água para sustentar toda essa massa pesada. A degradação e a fragmentação de seu habitat, com o elefante perdendo grandes áreas para casas e lavoura é um enorme e recorrente problema na ilha. Mesmo com a lei, a intolerância do homem para com o elefante costuma causar grandes transtornos com pessoas atacando os elefantes e vice versa. Na falta de habitat natural, é normal que elefantes invadam plantações de banana, cana de açúcar e outras variedades da ilha, trazendo situações de desconforto e muitos conflitos.

Uma vez encontrada em toda a ilha em forma de lágrima na parte inferior da ponta sul da Índia, esses elefantes agora estão sendo empurrados para áreas menores, à medida que as atividades de desenvolvimento limpam as florestas e interrompem suas antigas rotas migratórias. De acordo com o último censo de elefantes realizado pelo Departamento de Conservação da Vida Selvagem, o Sri Lanka é hoje o lar de apenas 5.879 elefantes. Uma pena já que há séculos atrás, a população de elefantes era mesmo numerosa nessa ilha.

Pequena População de Elefantes de Ceilão Tomando Banho
Pequena População de Elefantes de Ceilão Tomando Banho

Recentemente um elefante albino foi avistado no Parque Nacional de Yala, no Sri Lanka. Uma aparição que para muitos nativos é considerado de mau presságio. A considerar a realidade da população de elefantes hoje em comparação com o que já foi um dia, o mau presságio talvez seja mesmo para a própria espécie.

Veja também

Qual O Significado do Texugo? O Que Eles Representam?

O significado ou importância dos texugos (o que eles representam) dentro de um ecossistema está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *