Home / Animais / Como Ter Uma Jiboia Legalizada em Casa? Quanto Custa?

Como Ter Uma Jiboia Legalizada em Casa? Quanto Custa?

As pessoas em geral possuem um grande interesse por animais de estimação, por mais que esses animais nem sempre sejam tão convencionais. Assim, com o tempo foi se tornando cada vez mais comum ver famílias inteiras com animais tidos como anormais para o lar, como porcos ou até mesmo galinhas.

De toda forma, ainda assim ter esse tipo de bicho de estimação não é exatamente algo terrível. Isso porque muitas pessoas optam por animais ainda mais esquisitos para a grande maioria. Portanto, um ótimo exemplo disso são as pessoas que cuidam de jiboias em sua casa, utilizando a cobra como companhia.

Por mais que tudo isso possa parecer bastante surreal e até mesmo inacreditável, tem crescido o número de pessoas que desejam ter cobras em seus lares, algo que exige um certo trâmite burocrático para que o animal esteja dentro das normas de regulação vigentes.

De uma maneira geral, o IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) atua de forma bastante combativa contra as ilegalidades envolvendo animais em todo o Brasil. Portanto, o órgão acaba sendo responsável pela captura de inúmeros animais criados em condições extremas de perigo, o que pode prejudicar tanto o animal em questão como as pessoas que estiverem por perto.

Dessa forma, é muito importante que o IBAMA dê um parecer favorável a você em relação à sua cobra de estimação, já que, para ter qualquer réptil de estimação no Brasil, é preciso que o órgão ofereça a sua permissão.

Assim, ter uma cobra legalizada nada mais é do que possuir o registro do animal do IBAMA, o que, em geral, as lojas especializadas nas vendas de animais já possuem. Caso a loja ainda não tenha feito o registro do animal, é aconselhável que você não compre o seu novo bichinho de estimação e procure por outro estabelecimento.

Detalhes do Registro Legal de Uma Jiboia

Logo, para ter uma jiboia é necessário que o órgão responsável pela defesa dos animais silvestres tenha consciência de que você possui o animal e, ademais, de que você guarda as condições necessárias para ter um animal desse tipo. Assim, uma jiboia legalizada virá com um pequeno chip, que serve para que o IBAMA possa fazer o acompanhamento do animal em qualquer parte do mundo.

Esse chip contém informações da cobra e ajuda a fazer com que o órgão possa acompanhar, de fato, o animal. Além disso, a posse de animais silvestres, sem autorização prévia do IBAMA, é crime sujeito a penalidades.

Portanto, se você deseja comprar uma cobra ou até mesmo qualquer outro réptil para ter em casa, é muito importante que realize todas as etapas legais e tenha o seu direito reconhecimento pelo IBAMA. Um detalhe interessante é que, antes de 1997, ter uma cobra em casa simplesmente não era permitido no Brasil.

Dessa maneira, todas as pessoas que criavam exemplares desse animal estavam cometendo crime. Com o tempo e muita discussão por direitos reconhecidos, contudo, foi possível tornar legal a criação em cativeiros de cobras. Entretanto, para que a cobra possa ser criada em cativeiro, é preciso que o a animal não seja peçonhento. Nesse caso, apenas as jiboias e algumas outras poucas espécies de cobras podem ser criadas em casa.

Onde Deixar a Jiboia de Estimação

Se você planeja ter uma cobra de estimação, certamente já deve ter em mente onde manterá o animal. Isso porque, diferentemente de um cachorro ou um gato, a cobra não pode ficar solta pela casa. Assim, o animal também não pode ser mantido em caixas simples de madeira ou papelão, ambientes que não são feitos para a criação de cobras e que podem atrapalhar o desenvolvimento do animal em muitos pontos.

Um ponto muito importante a ser considerado nesse momento é que as cobras regulam a sua temperatura interna a partir da temperatura externa do local onde vivem, o que faz com que o animal tenha de viver em um local que possa oferecer tudo o que o animal precisa para sobreviver.

Jiboia de Estimação

No caso da jiboia, a cobra é originária da região da Floresta Amazônica, o que faz com que o animal esteja acostumado a temperaturas altas, em cerca de 30 graus Celsius, além de muita umidade. Assim, o local em que a jiboia será mantida em sua casa deverá ter mais ou menos o mesmo clima citado, para que a jiboia não sofra muito e não sinta as alterações.

Alimentação da Jiboia

A alimentação é uma parte muito importante da vida das jiboias, já que esse tipo de animal possui características naturais de caça e, assim, acaba por ser bastante agressivo quando se trata de buscar por comida.

Em geral, as cobras podem ser alimentadas com ratos, camundongos ou pequenas aves. O período de alimentação desse tipo de animal pode variar, com intervalos de 5 a 10 dias entre as alimentações – vale lembrar que as cobras levam um certo tempo para realizar o processo de digestão. Além disso, é importante que a cobra tenha um abrigo no local onde vive, um ambiente mais fechado ou até mesmo escuro.

Nesse local o anima poderá relaxar, o que fará com que se sinta ainda mais em casa. Em caso contrário, muitas vezes a exposição contínua da jiboia ao ambiente faz com que a cobra passe a ter inúmeros problemas físicos, além de desgaste emocional, que podem levar à morte.

Mais Informações Sobre as Jiboias

É sempre importante saber mais a respeito das jiboias, que são animais relativamente simples de cuidar, embora exijam coisas que nem sempre as pessoas estejam acostumadas. De toda forma, é importante que você tenha muito cuidado ao manusear a cobra, pois esse tipo de animal nem sempre lida muito bem com o contato.

Ademais, é chave que a umidade seja controlada de modo adequado, a fazer com que a jiboia possa realizar as suas trocas de peles sem maiores problemas e, além disso, que possa realizar o controle da sua temperatura interna. Vale lembrar que, se não puder realizar o controle da temperatura corretamente, a jiboia possui grande chance de morrer.

Veja também

Saiba Tudo Sobre Cabrito

Tudo Sobre o Cabrito: Características, Nome Científico e Fotos

Cabras, bodes e cabritos são os correspondentes macho, fêmea e filhote do mesmo mamífero ruminante. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *