Home / Animais / Como o Ornitorrinco Nasce? Como os Ornitorrincos Mamam?

Como o Ornitorrinco Nasce? Como os Ornitorrincos Mamam?

Um dos animais mais diferentes que encontramos na natureza é o ornitorrinco. Com um corpo coberto de pelos e uma aparência meio esquisita, ele é um mamífero. Mas engana-se quem pensa que ele nasce como a maioria dos animais que também possuem essa condição. Acompanhe nosso artigo e conheça um pouco mais sobre esse bicho tão exótico.

Características do Ornitorrinco

O nome científico desse animal é Ornithorhynchus anatinus e ele pode ser considerado um dos bichos mais diferente que encontramos na natureza. Os seus membros são curtos e eles possuem uma cauda e um bico muito parecido com o que encontramos nos patos. Às vezes eles lembram um castor, mas com um focinho muito mais longo.

Possuem habilidades incríveis na água e conseguem se locomover muito bem nos mergulhos. Além disso, possuem atividade mais intensa durante a noite quando procuram alimento dentro da água. Seus pratos favoritos são pequenos animais aquáticos como insetos, caramujos, lagostim e camarões.

São animais nativos da Austrália e muito versáteis, já que conseguem se adaptar tanto em regiões em que as temperaturas são altas, quanto nas áreas em que o frio é intenso e ocorre a presença de neve.  Os ornitorrincos precisam consumir diariamente muita comida para que possam sobreviver saudáveis, assim, eles estão sempre em busca de um “lanchinho”.

Como os Ornitorrincos Nascem?

Mesmo sendo mamíferos, os ornitorrincos nascem por meio de ovos. O período de reprodução acontece entre os meses de junho até outubro e após a fecundação o ovo é colocando dentro de um buraco profundo que também possui acesso a água. A fêmea põe cerca de 3 ovos que parecem muito com os ovos dos répteis.

Com o passar dos dias, os filhotes vão amadurecendo e criando uma espécie de bico que rompe os ovos. Ao sair da casca, o que acontece aproximadamente em uma semana, os pequenos ainda não conseguem enxergar e não possuem pelos pelo corpo. São animais frágeis que precisam de todo cuidado da mamãe ornitorrinco para se desenvolverem.

Filhotes de Ornitorrinco
Filhotes de Ornitorrinco

Por meio de uma membrana que protege suas narinas, ouvidos e olhos, os ornitorrincos consegue fazer mergulhos e permanecer dentro da água por até dois minutos sem respirar. É pelo seu bico que eles conseguem localizar se as presas estão ou não se aproximando, estimando até mesmo se a distância e a direção em que elas se movimentam.

Como os Ornitorrincos Mamam?

Sim, eles mamam! Mesmo nascendo de ovos esses animais são mamíferos. O mais interessante é que as fêmeas dessa espécie não possuem mamas. Mas como o leite é repassado para os filhotes? Os ornitorrincos possuem glândulas responsáveis pela produção do leite que ao escorrer pelos pelos do animal acaba formando uma espécie de “poça” para que os filhotes se alimentem.

Ou seja, os filhotes lambem o leite que sai dos poros da barriga da ornitorrinco fêmea. Os novos integrantes da família permanecem dentro do ninho até o período em que são desmamados e saem em busca do seu próprio alimento.

Outro fato muito interessante sobre essa espécie é sua capacidade de produzir um veneno muito tóxico. É por meio de esporões que os ornitorrincos matam as suas presas. Apenas os machos possuem a capacidade de produção da toxina e ela acontece de forma mais intensa no ciclo de reprodução do animal. Alguns estudos destacam que esse veneno pode ser uma forma de destaque entre os machos.

Curiosidades e Outras Informações Sobre os Ornitorrincos

Ornitorrinco Nadando
Ornitorrinco Nadando

Para encerram confira um resumo sobre as principais características desse animal e algumas curiosidades incríveis sobre essa espécie tão exótica:

  • Os ornitorrincos possuem características que lembram tanto os répteis quanto as aves. A espécie pertence a classe dos mamíferos e é nativa de terras australianas. Assim, são animais dotados de pelos e glândulas que produzem o alimento dos filhotes.
  • Seu nome científico é Ornithorhynchus anatinus.
  • São terrestres, mas possuem hábitos aquáticos muito evoluídos. É exatamente na água que eles buscam suas presas (em sua maioria pequenos animais aquáticos).
  • Suas patas auxiliam bastante nos mergulhos. Uma membrana protege os olhos, ouvidos e narinas no ambiente aquático.
  • Mesmo sendo mamíferos, esses animais não possuem mama. O líquido produzido pela glândula é colocado para fora do corpo por meio da barriga da fêmea e sai pelos poros do ornitorrinco.
  • Os machos são capazes de produzir um poderoso veneno e injetar nas presas através de esporão. Em contato com os seres humanos o veneno é capaz de causar muita dor e desconforto, já em animais menores ele pode ser fatal. Para ter uma ideia de como ele é perigoso, estudos indicam que o veneno produzido pelo ornitorrinco macho possui mais de setenta toxinas distintas.
  • Uma curiosidade sobre os ornitorrincos é que os estudiosos encontraram vestígios de um “parente” do ornitorrinco que viveu muitos anos atrás. Ele era maior que o ornitorrinco e provavelmente foi completamente extinto do planeta. Interessante, não é verdade?

Portanto, se ainda restam dúvidas, saiba que existe sim um animal que é mamífero mas também nasce de ovos.  Porém, diferente da maioria dos mamíferos, eles não possuem mamas e alimentam os seus descendentes por meio de poros que existem no seu abdômen os quais jorram o leite.

Encerramos nosso artigo por aqui e esperamos que você tenha aprendido um pouco sobre esse animal. Não deixe de acompanhar novos conteúdos aqui no Mundo Ecologia, ok? Será sempre um prazer receber a sua visita por aqui! Que tal compartilhar essa curiosidade nas suas redes sociais? Até a próxima!

Veja também

Iguana Comendo

Alimentação da Iguana: O Que Ela Come?

As  iguanas  são animais muito impressionantes que ganharam espaços como animais de estimação em muitos lares. Seja de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *