Home / Animais / Cisne Pequeno ou Cisne da Tundra: Características e Fotos

Cisne Pequeno ou Cisne da Tundra: Características e Fotos

Dentre todos os cisnes sobreviventes nos dias de hoje, o cisne da tundra ou cisne pequeno faz jus ao seu nome comum, pois é mesmo o menor dos cisnes. Nada que o torne menos notável, no entanto!

Cisne Pequeno ou Cisne da Tundra: Características e Fotos

O cisne pequeno ou cisne da tundra, dependendo da subespécie, varia em comprimento entre 115 a 150 cm, com uma envergadura entre 168 a 211 cm e peso entre 3,5 e 9,5 kg. A fêmea é geralmente menor que o macho. A cor muda do nascimento à idade adulta.

Em espécimes adultos destes cisnes pequenos, a subespécie da América do Norte difere drasticamente da subespécie da Eurásia, principalmente devido à cor do bico: o primeiro apresenta seu exterior superior quase totalmente preto, com uma pequena parte amarela adjacente aos olhos, enquanto o segundo apresenta a cor preta somente em dois terços do bico a partir da parte terminal, com uma cor amarela muito mais larga perto dos olhos.

No cisne pequeno adulto norte americano, a extensão do amarelo no bico próximo ao olho pode ser pequena ou mais extensa, permanecendo consideravelmente menor que a do cisne pequeno eurasiano; nas amostras da subespécie com a menor extensão amarela, a cor geral do bico é muito semelhante à do cisne trombeteiro adulto, que no entanto tem a parte externa do bico superior quase totalmente preta e uma parte fina vermelho no bico inferior.

Ao mesmo tempo, a coloração do bico do cisne pequeno adulto da subespécie eurasiana é muito semelhante à do cisne bravo adulto, no entanto, no último, a parte totalmente preta está presente apenas no final do bico, para rapidamente diluir na parte central a favor de uma parte amarela mais larga, que também continua aos olhos.

Além das diferenças de coloração do bico, o cisne pequeno da subespécie eurasiana é, no entanto, visivelmente menor que o cisne bravo, assim como o cisne pequeno da subespécie norte americana também é visivelmente menor que o cisne trombeteiro.

Subespécies e Distribuição Geográfica

Como já foi possível perceber até aqui, o cisne pequeno ou cisne da tundra possui duas subespécies, que vivem em partes diferentes do hemisfério norte principalmente. As subespécies e suas regiões típicas de habitat são os seguintes:

Cygnus columbianus columbianus: este é o que chamamos até aqui de cisne pequeno subespécie da América do Norte, aninhando-se no Alasca e no Canadá. Esta subespécie do cisne pequeno, ou cisne da tundra, aninha-se nas costas do norte do Alasca e Canadá e inverna migrando para os Estados Unidos, Canadá e México.

Cygnus Columbianus Columbianus

Cygnus columbianus bewickii: este é o que chamamos até aqui de cisne pequeno subespécie da Eurásia, situado nos países da Eurásia do norte, da Rússia siberiana à península de Kola. Esta subespécie do cisne pequeno, ou cisne da tundra, aninha-se na Rússia e inverna migrando para Grã-Bretanha, Dinamarca, Holanda, China e Japão.

Cygnus Columbianus Bewickii

Outras subespécie relatada mas não oficialmente classificadas chama-se cygnus columbianus atlanticus. Alguns escritores, especialmente chineses e japoneses, também consideram o cygnus columbianus bewickii uma espécie separada, e consideram as espécies invernais na China e no Japão como uma subespécie separada, classificando como cygnus columbianus jankowski ou cygnus bewickii jankowski.

Comportamento, Dieta e Reprodução

O cisne pequeno também é conhecido como cisne da tundra justamente porque costuma habitar em zonas úmidas na tundra das regiões árticas, bem como lagos, lagoas e rios. Só aglomeram-se para as migrações de inverno que ocorre em setembro e outubro. Nestas ocasiões, o cisne da tundra vive em grupos familiares maiores, principalmente perto da costa, mas é principalmente encontrado em água doce e salobra.

Fora essas ocasiões migratórias, o cisne pequeno ou cisne da tundra vive sozinho ou em pares. O cisne da tundra é um animal aquático, portanto, se alimenta principalmente de folhas, brotos e raízes de plantas aquáticas, especialmente de plantas do gênero potamogeton, e de gramíneas, mas também de bivalves como mexilhões e insetos, como as libélulas ou larvas de libélulas na água.

Os cisnes pequenos ou cisnes da tundra vivem de forma sociável durante os meses de inverno. Durante a época de reprodução, por outro lado, são muito territoriais. Ele tem laços familiares muito fortes e se junta a um único cisne a vida toda. Os casais se formam com dois ou três anos de idade e a época de reprodução começa no final de maio.

O ninho é feito de gramíneas e musgo em terreno elevado, muitas vezes em ilhas ou perto da água. A fêmea põe de dois a sete ovos brancos ou de de cor creme claro por ninhada na primavera e incuba por 30 a 32 dias, enquanto o macho guarda o ninho. Os filhotes nascidos ficam nos ninhos onde são criados por cerca de nove a dez semanas, mas permanecem juntos com os pais durante todo o inverno e durante o vôo de volta para a área de reprodução.

Situações de Ameaça e Status de Conservação

A população mundial de cines da tundra, ou cisnes pequenos, é estimada em 300.000 aves. A espécie não é considerada ameaçada de extinção em escala global, mas localmente pode ser vítima de diversas situações que põem sua existência em risco, como envenenamento por chumbo aviário, por exemplo, ou por ingerir pellets de chumbo ou equipamento de pesca como alimentos.

Os cisnes da tundra ou cisnes pequenos são caçados em alguns estados dos EUA. Embora existe teoricamente um controle rigoroso da caça, são permitidos em oito estados: Utah, Nevada, Montana, Alasca, Carolina do Norte, Dakota do Norte, Dakota do Sul e Virgínia. Cisnes jovens e pássaros migratórios são às vezes capturados por coiotes (canis latrans), lobos (canis lupus) ou águias reais (aquila chrysaetos).

Além de tentarem sobreviver aos caçadores, os cisnes ainda padecem de outros problemas com a caça, no entanto, pois muitas vezes morrem aves de envenenamento por chumbo de munição de espingarda, que absorvem com a comida do fundo das águas. Apesar de tudo isso, porém, os estoques da espécie estão estáveis ​​no geral, e aumentaram novamente desde meados do século 20.

O cisne da tundra sofre também com a destruição de seu ambiente natural; na Europa, e particularmente no sul central, é muito raro e é uma espécie protegida. O cisne pequeno pode ser criado e reproduzido com sucesso por seres humanos, geralmente como um animal de curral, animal em parques e jardins botânicos.

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *