Home / Animais / Ciclo De Vida Do Orangotango: Quantos Anos Eles Vivem?

Ciclo De Vida Do Orangotango: Quantos Anos Eles Vivem?

Apesar de terem muitas semelhanças à nós, algumas espécies de grandes primatas estão com os dias contados quando o assunto é expectativa de vida. Dentre as espécies ameaçadas de extinção, se encontra o Orangotango. Mas, caso levem uma vida normal sem ameaças exteriores, quantos anos essa espécie de primata vive? Quais são suas outras características? É o que você irá descobrir no seguinte artigo!

Grandes Primatas

Dentre as espécies próximas ao Orangotango, estão as quatro espécies do grupo dos Grandes Primatas. Por serem similares em diversas características, se enquadram na família Hominidae (Hominídeos), que é parte da ordem dos Primatas (Primates). Dentro desta família, se dividem em duas subfamílias, Ponginae e Homininae. Dentre as espécies existentes, além do Orangotango, estão:

  • Gorilas (Gorilla)
  • Chipanzés (Pan)
  • Bonobo (Pan)
  • Seres-Humanos (Homo)

Além destas quatro espécies de Grandes Primatas, existiram diversas outras, que foram extintas ao longo das eras.

O Orangotango

Esse primata hominídeo conhecido cientificamente como Pongo pygmaeus, faz parte da sub-família Ponginae, que inclui os gêneros Pongo, Gigantopithecus e Sivapithecus. As duas últimas se encontram extintas, sendo o gênero Pongo – e por consequência, o Orangotango – o único existente dessa sub-família. 

Os Orangotangos são originários do continente asiático, sendo a única espécie de Grandes Primatas que vivem nesse continente. Seu nome tem origem de duas palavras do Malaio (proveniente da Malásia), que querem dizer “pessoa da floresta”. São encontrados em florestas da Indonésia, das ilhas de Bornéu e do Sumatra. Dentre os Orangotangos, existem 3 espécies deste animal:

  • Orangotango-de-tapanuli (Pongo tapanuliensis)
  • Orangotango-de-bornéu (Pongo pygmaeus)
  • Orangotango-de-sumatra (Pongo abelii)

Morfologia

Este grande primata tem um corpo forte, com seus membros de locomoção (braços e pernas) bastante robustos, porém, são dobradiços. Seu tamanho pode variar, dependendo do local onde vive. Orangotangos que vivem na Sumatra podem chegar a 1,5 m, enquanto os que vivem em Bornéu, atingem até 1,90 m de altura. Machos são maiores que as fêmeas. Enquanto elas pesam cerca de 45 kg, eles podem chegar a pesar 120 kg.

Como todo mamífero, seu corpo é coberto de pelos, sendo as palmas da mão, solas do pé e o rosto, totalmente lisos. Geralmente seu pelo tem textura lisa e eriçada, que podem ser de coloração cinzenta ou castanho-avermelhada. Suas mãos e pés são grandes, o que facilita na hora de colher alimentos e se locomover.

Seu rosto se assemelha bastante ao dos chimpanzés: olhos e orelhas pequenos (como os humanos); mandíbula proeminente, jogada para a frente; o nariz achatado, com narinas bem abertas; boca larga e arcada dentária completa (com caninos maiores). Seu tronco apresenta uma barriga saliente e bastante adiposa.

Diferente das fêmeas, os machos quando adultos, apresenta nas laterais, uma extensa bolsa gordurosa. A medida que envelhecem, essa bolsa cresce. Também têm a pelagem mais densa e possuem barba.

Habitat e Comportamento dos Orangotangos

Orangotango na Árvore
Orangotango na Árvore

Em meio às florestas asiáticas, os orangotangos machos preferem levar uma vida solitária, sendo que machos e fêmeas se encontram somente para copular. Já as fêmeas, podem estar acompanhadas de outras fêmeas ou demais crias. 

Machos adultos são extremamente territoriais. Para reforçar sua autoridade e dominância, têm o costume de derrubar árvores podres (para fazer barulho) e emitir uma espécie de “grito” para avisar de sua presença a outros machos e prováveis fêmeas sexualmente ativas. Na companhia de fêmeas, quando se deparam com outro macho, se irritam e partem para a briga em defesa de seu domínio e das fêmeas conquistadas.

São considerados os maiores arborícolas do mundo, passando grande parte de seu dia trepado em árvores a procura de alimento e locais para descansar; somente descem das copas de árvores, quando sentem máxima necessidade. No alto das árvores, os orangotangos têm o costume de construir camas, feitas de galhos e folhas intercruzados, que impressionantemente suportam seu peso. Uma arte digna de um grande artesão.

Reprodução e Ciclo de Vida dos Orangotangos

A reprodução destes primatas ocorre de maneira bastante lenta e dificultosa. Neste caso, são as fêmeas quem decidem com que macho vão copular, o que acarreta grandes brigas entre os machos. Para as fêmeas, quanto mais velho for o macho, maior a chance de ser escolhido. Ainda que a escolha do coito seja pela fêmea, assustadoramente existem casos de estupro. Porém, o ato é ferozmente combatido pela fêmea, de igual para igual.

Após o coito, o macho se separa da fêmea, não tendo papel na criação dos filhotes. Já a mãe tem um papel muito importante no desenvolvimento do pequeno orangotango, se dedicando totalmente a ele durante, em média, 8 a 9 anos: intervalo de tempo ao qual se aventura a uma nova gestação. 

Após ser fecundada, a gestação da fêmea primata dura nove meses (o mesmo tempo que os demais grandes primatas), sendo que somente um pequeno orangotango é gerado a cada gestação. Quando nascem, ficam grudados na mãe em seus quatro primeiros meses de vida, se alimentando somente com a amamentação. Tanto machos quanto fêmeas mamam até os 6 anos de idade. 

O orangotango permanece com a mãe durante muitos anos, período no qual aprende a sobreviver: a mãe tem a responsabilidade de ensinar o modo de construir seus ninhos (camas de folhas e ramos), quais alimentos ingerir e como se defender de ameaças. Após um tempo, quando atingem a maturidade sexual (por volta de 7 a 8 anos), os machos abandonam as mães. As fêmeas, porém, permanecem com ela até atingir a adolescência (muitas vezes presenciam a mãe gerar um novo filhote, aprendendo também a cuidar de uma prole).

Geralmente, orangotangos vivem de 30 a 40 anos, sendo que em cativeiro, sua expectativa de vida aumenta, podendo viver até os 50 anos.

Alimentação dos Orangotangos

Normalmente se alimentam durante a maior parte do dia, tendo como horário restrito a refeição, na parte da manhã.

A dieta destes animais é praticamente resumida a ingestão de frutas, como figos. Além delas, este primatas também se alimentam de sementes, casca de árvore, folhas e flores, insetos, ovos e pequenos pássaros.

Alimentação dos Orangotangos
Alimentação dos Orangotangos

Preservação dos Orangotangos

Atualmente, os orangotangos estão criticamente ameaçados de extinção segundo a lista vermelha da IUCN (União Internacional Para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) das espécies ameaçadas de mamíferos. 

As principais causas são pela influência humana: o grande número das caças ilegais; a destruição de seu habitat, devido aos desmatamentos das florestas. Porém, um grande fator que beneficia esta triste realidade, é a baixa taxa de natalidade da espécie.

Veja também

Meu Cachorro Está Estranhando Todo Mundo. E Agora?

Os cachorros ganharam enorme importância na vida das famílias brasileiras. Esses animais se tornaram tão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *