Home / Animais / Centopeia Preta: Características

Centopeia Preta: Características

Sendo do mesmo filo que as aranhas e escorpiões (os artrópodes), não é de admirar que as centopeias (ou simplesmente lacraias) causem tanto repulsa. Além da aparência um tanto quanto assustadora mesmo, elas possuem veneno em seus ferrões, e são animais bastante agressivos.

Dentre tantas espécies de centopeias, a que possui uma coloração preta se destaca por ser muito comum de ser encontrada, principalmente em troncos de árvores.

Vamos conhecer um pouco mais desses animais.

Características Principais

A lacraia de coloração preta (no Brasil, uma boa representante é a Otostigmus scabricauda), como qualquer outra espécie de centopeia que se preze, é um animal peçonhento, porém, ao contrário do que se possa imaginar, o seu veneno não é tão perigoso assim para o ser humano (pelo menos, podemos dizer que não é fatal), apesar do local da picada ficar com um edema de proporção considerável, e a própria dor da “mordida” desse bicho ser muito incômoda.

A lacraia da espécie Otostigmus scabricauda habita a Mata Atlântica brasileira, e tirando a parte do sua coloração (corpo preto, e patas tendo ao ruivo), essas centopeias possuem praticamente as mesmas características do que tantas outras centopeias ao redor do mundo.

Um bom exemplo disso é o seu corpo, longo e achatado, com segmentos, onde, pra cada segmento, há um par de pequenas patas. O nome “centopeia”, inclusive, significa “100 pernas”, apesar disso variar muito. Algumas espécies possuem apenas 15 pares de pernas; outras, 177!

Habitat

A centopeia preta gosta de esconderijos que ofereçam proteção, não somente contra predadores, mas também contra a desidratação do próprio corpo. E, elas saem de suas tocas justamente à noite, que é quando aproveitam para caçar e para acasalar. As lacraias também possuem hábitos noturnos para procurarem novas moradias, que podem ser pedras, cascas de árvores, folhas no solo e até troncos em descomposição. Elas ainda podem construir um sistema de galerias, com uma câmara especial, onde se escondem a qualquer sinal de perigo.

Além disso, podem se alojar em hortas, canteiros de jardins, vasos, xaxins, entulhos, sob tijolos ou simplesmente em qualquer área de nossas residências onde tenha ausência de luz solar, e a presença de muita umidade. É justamente a lacraia da espécie Otostigmus scabricauda uma das que mais provocam acidentes no país.

Além de hábitos noturnos, a centopeia é solitária e carnívora. Ou seja, não anda em grupos, e come, essencialmente, animais vivos, que são caçados e mortos por ela.

Reprodução

Filhote de Centopeia Preta
Filhote de Centopeia Preta

As lacraias fêmeas produzem cerca de 35 ovos, que são colocados na terra durante o verão. Ela, então, enrola-se em volta deles por cerca de quatro semanas. Após esse período, os filhotes que nascem são idênticos às mães, e nessa etapa da vida, são bastante vulneráveis, sendo presas fáceis para predadores como corujas, ouriços e sapos.

Estima-se que as lacraias adultas vivam até os 6 anos de idade.

Mecanismo de Defesa

Por ser um animal tão pequeno e que pode facilmente servir de alimento para inúmeros outros animais em seu habitat, a centopeia preta (assim como todas as outras centopeias) possui um mecanismo de defesa bem eficaz.

No final de seu corpo, no último segmento, ela possui um par de presas que servem tanto para agarrar as suas vítimas, como também serve para intimidar os predadores (elas inclinam a parte traseira de seu corpo pra frente, fazendo menção de que são maiores do que realmente são).

Centopeia Preta na Mão de um Homem
Centopeia Preta na Mão de um Homem

Porém, o grande diferencial está em suas presas que se localizam na parte dianteira do corpo, perto de suas “bocas”. É através dessas presas que elas mordem e injetam veneno em suas presas, capaz de paralisá-las. Em nós, seres humanos, esse veneno não é letal, mas, pode causar edemas no local da mordida e até febre, mas nada de muito grave.

Porém, é sempre a mesma questão: trata-se de um animal selvagem. Caso se sinta ameaçada, a centopeia preta irá atacar para se defender.

Evitando Centopeias em Casa

Para evitar o aparecimento desses bichos em sua residência, a questão é bem simples: as centopeias pretas adoram umidade e locais escuros, portanto, manter lugares como quintais, jardins, sótãos, garagens e depósitos sempre limpos, livres de folhas ou qualquer tipo de entulho é a primeira e mais eficaz medida a se tomar.

Vai manusear materiais de construção que estejam a algum tempo encostados num canto? Então, use luvas de raspas de couro e calçados, pois esses materiais (em especial, tijolos) podem servir facilmente de abrigos para a lacraia preta.

Paredes e muros precisam ser devidamente rebocados para evitarem frestas ou rachaduras que possam servir de moradia para esses animais. Nesse sentido, usar telas em ralos do chão, pias ou tanques também ajuda bastante.

É preciso também acondicionar lixos em recipientes fechados. Caso contrário, isso atrai baratas, além de outros insetos, que servem de alimento predileto para as lacraias.

Mantenha também camas e berços longe das paredes, mesmo que elas não tenhas frestas, pois isso pode facilitar ataques de qualquer tipo.

E, claro, antes de usar calçados, roupas e toalhas em geral, examine-as antes do uso, pois esse animal pode estar escondido nelas.

Mitos e Verdades

Um dos mitos mais difundidos em relação às lacraias (inclusive, as de coloração preta aqui no Brasil) é que elas transmitem alguma espécie de doença. Não é verdade. Mesmo que sejam animais agressivos, com uma picada bastante dolorosa, as centopeias não matam (literalmente) as pessoas.

Em alguns lugares da Coreia e da Indochina, por sinal, as centopeias são secas ao sol para serem consumidas (acredite se quiser!) como remédios. Inclusive, pesquisas recentes mostram que o veneno desses bichos pode ser usado como um potente analgésico.

Em suma: a centopeia (preta, inclusive) não é nenhum vilão, mas, também deve-se evitar perturbar esse animal quando encontrado. Afinal, é bom ressaltar que a lacraia é responsável por se alimentar de insetos que poderiam se tornar facilmente pragas em determinadas regiões. Eliminar esses animais, com certeza, causaria em desequilíbrio ecológico nítido.

Portanto, se puder evitar que esses animais invadam sua casa ou terreno, evite, para não ter que matar esses bichos, que, mesmo com uma aparência nada boa, ainda são são importantes em seu ambiente natural.

Veja também

Galinhas Ornamentais Gigantes e em Miniatura

Já ouviu falar das chamadas galinhas ornamentais? Também chamadas de exóticas, elas nada mais são …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *