Home / Plantas / Larva Azul na Couve Flor

Larva Azul na Couve Flor

A couve flor não é apetitosa só para nós. Essa tenra hortaliça tem diversos tipos de insetos e pragas que não a resistem e infestam lavouras. São dos mais variados que podemos imaginar.

A Couve Flor no Brasil e suas Pragas

Em nosso país, as principais pragas a atacar nossas hortaliças brassicas, incluindo a couve flor são: os pulgões ( de cores predominantes verdes e pretas com uma parte branca, costumam formar uma colônia nas folhas); as lagartas (o curuquerê e a lagarta rosca, bem como a lagarta falsa medideira, são pragas provenientes dos ovos colocados por borboletas e mariposas respectivamente.

O curuquerê e a lagarta falsa medideira são de coloração predominantemente esverdeada e a lagarta rosca com uma coloração creme acinzentada. Todas danificam drasticamente as folhas); as traças das crucíferas (também vindo dos ovos de mariposas, são pequeninas larvas num tom de verde bem clarinho que até o estágio de pupa danificam a epiderme inferior das folhas); as brocas da couve (mais uma lagarta verde amarronzada vinda de ovos de mariposa que comem as hastes das folhas); os besouros (geralmente pequenos insetos verdes com manchas amarelas conhecidos como patriotas); a mosca branca (pequenos insetos parecidos com moscas que sugam as folhas e defecam nelas, produzindo toxinas prejudiciais a planta).

Como Combater as Pragas

O uso de produtos químicos envolve conhecimento técnico e devido treinamento para a segurança da lavoura e dos consumidores, bem como do próprio agente a manusear os produtos. Para o cultivo familiar, com pequenas lavouras, existem métodos de pulverização eficazes que podem ser adotados. Há diversos itens que adicionados a água, com medidas e preparos adequados, que se mostram eficientes na expulsão e extermínio de todas essas pragas em sua totalidade.

Pode se criar um pulverizador com a cavalinha em planta verde ou mesmo seca fervida em água, extratos de sementes de nim na água também apresentam ótimos resultados, outro bom e econômico pulverizador caseiro pode ser feito com a mistura de sal, vinagre e detergente na água. Pulverize sua planta quando você notar as pragas pela primeira vez e repita as aplicações pelo menos uma vez por semana até que as pragas desapareçam. Para que as pragas venham a sentir os efeitos do tratamento, é necessário cobrir completamente todas as partes da sua planta com a pulverização. Procure repetir o processo no início da noite, quando as pragas estão se alimentando mais ativamente.

Todas as pragas comuns das lagartas podem ser tratadas com pesticidas contendo bacillus thuringiensis, uma bactéria que atinge as lagartas sem prejudicar os insetos benéficos. Seguindo as instruções no rótulo do produto, misture de 1 a 4 colheres de chá dele em cada galão de água. O uso deste pesticida tem por objetivo inibir a alimentação das lagartas; elas param de comer as plantas e em até 72 horas no máximo começam a morrer, liberando mais dessas bactérias para infectar outras pragas que surgirem.

A Larva Azul da Couve Flor

Essa praga também é resultado da postura dos ovos de mariposa, mas não aqui no Brasil. As mariposas típicas em nosso país que produzem as pragas citadas acima são: a agrotis ipsilon, uma mariposa marrom de manchas negras com asas brancas e marrons, produtora da lagarta rosca; a chrysodeixis includens, uma mariposa marrom cinzento com duas manchas prateadas na asas, produtora da lagarta falsa medideira; a plutella xylostella, também conhecida como mariposa diamante e produtora da traça das crucíferas; e a hellula phidilealis, uma mariposa de coloração parda com raiados cremes e produtora da broca da couve.

A mariposa produtora da tal larva, ou lagarta, azul chama-se evergestis rimosalis. É uma mariposa da família Crambidae. É encontrado na maior parte do leste dos Estados Unidos .  A envergadura é de cerca de 25 mm. As asas dianteiras são de cor palha, marcadas com azeitona ou marrom-arroxeado e atravessadas por linhas transversais estreitas. As asas traseiras são transparentes e esbranquiçadas.. Sua aparência é um pouco semelhante a mariposa produtora da broca da couve e suas larvas são igualmente danosas as brassicas.

Mariposa Responsável pela Larva Azul

 

Apesar de sua origem norte americana, tem sido feitos relatos sintomáticos dessas pragas em lavouras européias e sulamericanas, inclusive aqui no Brasil. Conhecido como repolho de listras cruzadas, seus ovos são depositados de 3 a 25 lotes em vez de isoladamente. Os ovos são amarelos, achatados e fixados às superfícies das folhas inferiores. As larvas crescem entre 2 a 3 semanas e dão forma a lagartas cinza-azuladas na parte superior e verde por baixo, com numerosas faixas pretas nas costas e uma linha amarela em cada lado. A lagarta madura tem cerca de 0,6-0,7 cm de comprimento. A pupa é marrom-amarelada, contida em um pequeno casulo coberto de areia. Tem 2 a 3 gerações por ano e são mais abundante nos plantios no final da estação.

Seus danos a couve flor em nada diferem das que já citamos aqui. As larvas produzem pequenos buracos nas folhas até que apenas as veias permaneçam ou atinjam botões e brotos terminais ou possam se enterrar nas cabeças. Eles preferem botões terminais e também podem se enterrar no centro de desenvolvimento de cabeças de repolho. Plantas com larvas são muitas vezes completamente desintegradas.

Eliminando as Pragas

O combate e controle dessa praga é exatamente a mesma que pode ser aplicada a todas as pragas conhecidas e já mencionadas. Não há segredos. Impedir a fêmea adulta de botar ovos na planta é a maneira mais fácil de lidar com essa praga na planta. A pequena mariposa marrom tem olhos negros e manchas escuras nas pontas das asas, e avistando uma dessas perto da sua horta deve provocar uma ação de proteção. Cobrir plantas com capas de fileira impedirá que a fêmea prenda seus ovos em uma fonte de alimento. Remoção de lagartas individuais à mão, assim como ovos não eclodidos, também pode limitar os danos aos cultivares, mas este método de mão-de-obra intensiva só é adequado para pequenos plantios mesmo. Se uma infestação já começou, sprays inseticidas podem ajudar a controlar uma população, especialmente em uma lavoura maior de hortaliças.

Talvez hajam ainda outros tipos de pragas desconhecidas aqui no Brasil, mas populares e incômodas pelas lavouras do mundo afora. Você conhece alguma? Em caso afirmativo, faço contato conosco, apresentando sugestões ou fazendo perguntas a respeito. Nossa redação terá uma grande satisfação de pesquisar as novidades!

Veja também

Cravo do Maranhão

Plantas em Extinção na Caatinga

Este grande cerrado no nordeste do Brasil fornece habitat para uma variedade de espécies de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *