Home / Plantas / Bananeira Leque de Jardim

Bananeira Leque de Jardim

Hoje gostaria de abordar um assunto mais voltado a ornamentações de jardins, por assim dizer. Dentre várias espécies de plantas que podem ser utilizadas para este fim, escolhi falar hoje sobre a “Bananeira leque”, falando um pouco sobre de onde ela veio, como cuidar, dentre outras informações e com dicas de como plantá-la. Mas, acima de tudo, dizer qual é realmente o seu nome, pois muitas pessoas se confundem quanto a isso. Vamos começar?

Qual o Verdadeiro Nome da “Bananeira Leque de Jardim”?

O nome real desta planta é Ravenala madagascariensis, a qual também pode ser conhecida como “Árvore-do-viajante”, ou ainda, como bananeira leque, ela é uma planta categorizada como rizomatosa com um porte arbóreo e semi-lenhosa, além de que ela possui um aspecto escultural muito peculiar, próprio das “estranhas” e belas plantas existentes em Madagascar.

Ela possui folhas enormes, como as folhas das bananeiras, e daí o porquê do nome “bananeira leque”, e são sustentadas por longos e fortes pecíolos dispostos em leque. Entre os pecíolos, essa planta é capaz de acumular uma grande quantidade de água da chuva, a qual serve para matar a sede dos viajantes, e eis a razão pela qual ela ganhou o título que recebeu como a “Árvore dos Viajantes”.

Além do fato, desta planta ser confundida também com uma palmeira, a “árvore do viajante” pertence à família das estrelítzias. Ela possui as inflorescências bastante semelhantes os presentes na estrelítzia, as quais surgem entre os pecíolos, sendo apresentadas em flores de coloração branca-creme e que são bem vistosas.

Linda Ravenala em Calçada de Uma Residência
Linda Ravenala em Calçada de Uma Residência

As plantas podem chegar a uma altura de aproximadamente 10 metros e apresentam um aspecto sensacional para um jardim, porém, esse tipo de planta não se enquadra em qualquer jardim, pois elas precisam de espaço para crescerem bonitas, e claro, serem apreciadas da forma que elas realmente merecem. Os locais mais apropriados para se ter essas plantas é em gramados bem cuidados, sendo mais apropriada para grandes jardins residenciais, fazendas e parques.

Esta planta é considerada um dos símbolos de Madagascar, sem falar que ela é muito útil para os nativos, que podem extrair dela uma gordura sólida encontrada no seu caule e daí eles fazem coberturas com as suas folhas fibrosas. O cultivo dela deve ser sob sol pleno, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente.

Ela é uma planta essencialmente tropical, que é nativa de florestas quentes e úmidas, não muito favorável a tempos de frio intenso e geadas. Quando ocorrem ventos fortes, as suas folham são rasgadas devido a intensidade, o que acaba deixando-as feias. Ela é uma planta que precisa de adubações mensais ricas para que possa crescer vigorosamente.

A floração ocorre no outono e os frutos que se seguem são cápsulas marrons, com sementes de arilo azul iridescente, atraentes para os pássaros. A árvore-do-viajante é polinizada por morcegos e lêmures.

Um Pouco mais Sobre os Cuidados com a Árvore-dos-Viajantes

Como dito anteriormente, o clima ideal para ela é o tropical, ou mesmo o subtropical. Além disso, o seu cultivo deve ser em áreas que recebam bastante sol. Elas, assim como outras plantas, precisam estar em solo fértil, o qual deve ser rico em matéria orgânica, o qual deve ser bem drenado, mas ainda mantido úmido. Esse tipo de planta não pode ser mantida em solo encharcado.

Uma possibilidade ainda para essas plantas é a de se plantar em vasos, o que deve acrescer ainda mais os cuidados, principalmente durante o seu crescimento, de forma a manter o solo sempre bem drenado, deixando a água do vaso escoar, sem a colocação de prato, isso tudo para evitar acúmulo de água e causar uma possível podridão radicular. Sempre que possível, realizar a limpeza da planta, removendo as folhas secas e os brotos, para que ela fique uma planta única e majestosa.

Uma dica com relação a fertilização dela é que ela se adapta bem com fertilizantes ricos em nitrogênio, elemento este que é estimulante na produção e crescimento saudável das folhas. As possíveis alternativas para o fertilizante a ser utilizado, podem ser a uréia ou o NPK na sua formulação 20-10-10.

Como Pode ser Plantada uma Ravenala com o Broto?

A principal forma de plantar é pelas sementes, as quais demoram bastante para germinar. Além disso, também é comum dividir os brotos que crescem na base da planta, gerando novas mudas a partir deles.

Muda de uma Ravenala
Muda de uma Ravenala

Para poder plantar uma muda de ravenala a partir dos brotos existentes, é preciso separar apenas aqueles que saem da planta maior. O processo seria o mesmo para retirar mudas de uma bananeira, o qual mostrarei os passos a seguir, que são:

  • Após recolher o broto, deve-se abrir uma valeta ao lado do broto até o ponto que identifique a ligação dele com o caule principal.
  • Nesse ponto, use um facão para separar o broto e mantenha as raízes que vêm juntas para facilitar o processo de adequação da muda.
  • Em seguida, após a extração do broto, deve-se remover as folhas e deixar apenas o cartucho central (que parece uma folha enrolada).
  • Faça o plantio em uma nova cova ou em um vaso preparado com terra bem estercada.
  • Depois de finalizar o plantio, regue diariamente, mas sem encharcar a terra adubada do vaso.
  • Caso a escolha de plantio da ravenala ser em um local definitivo, faça uma cova grande de 50x50x50 centímetros e aplique um bom esterco.

Como pode ser Plantada com Base nas Sementes de Ravenala?

Com relação a plantar as sementes de ravenala, o processo de geminação é o seguinte:

  • É preciso deixar as sementes mergulhadas por 48 horas em água morna.
  • Depois, pode se pegar vaso grande ou saco de mudas com capacidade de pelo menos 3 litros para plantá-las.
  • As sementes devem ficar a aproximadamente 1 cm da superfície.
  • Após isso, mantenha o substrato sempre úmido, mas não encharcado.
  • A temperatura ideal para a geminação é de 25º C a 30º C.
  • Para substrato, o ideal seria utilizar um material com boa areação, o que pode ser sugerido 50% de fibra de coco.
  • Por fim, é aguardar a germinação, a qual irá ocorrer em poucas semanas.

E então? Gostou de saber sobre a ravenala? Essa planta exótica que muitos conhecem por bananeira leque, só tem esse nome por causa das suas folhas serem parecidas as folhas da bananeira, o que não é o caso dela ser uma, já que as espécies são diferentes. Além disso, acrescentei ainda umas dicas importantes com relação as mudas, caso você queira ter uma dessas plantadas no seu jardim. Até o próximo artigo!

Veja também

Clúsia Flor Vermelha: Curiosidades, Habitat, Podar e Fotos

A clúsia é uma planta muito usada nas composições paisagísticas. Pode ser conhecida também como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *