Home / Plantas / O Cultivo do Algodão: Plantio e Colheita

O Cultivo do Algodão: Plantio e Colheita

O algodão é uma planta que tem forte representatividade na economia de muitos Países, principalmente na economia do Brasil, que em determinado momento após sua colonização passou a plantar e exportar algodão para a Europa.

No Brasil colonial, o algodão passou a ser plantado pela necessidade de suprir a embalagem de sementes como o café e outros produtos como o açúcar e também de vestir os escravos, onde o algodão era plantado, colhido e manufaturado pelos próprios escravos.

Como o território era muito grande e o número de escravos quase maior ainda, a plantação de algodão no Brasil cresceu exponencialmente, ainda mais quando a Europa estava em um estágio têxtil que demandava muito dessa matéria-prima.

Atualmente o Brasil está listado como o quinto maior produtor de algodão do mundo, ficando atrás dos Estados Unidos, Paquistão, Índia e China.

O auge do Brasil na produção e venda de algodão aconteceu durante os períodos de guerras de independência dos Estados Unidos, onde tanto indústrias norte-americanas quanto indústrias inglesas e europeias importavam algodão da América do Sul.

Nesse artigo será abordado o cultivo do algodão, desde o plantio até a colheita, seja para quem está interessado em plantar essas sementes assim como para quem gostaria de saber como funciona o processo.

Antes de tudo, gostaria de conhecer mais sobre o algodão? Então clique em alguns de nossos outros artigos disponíveis aqui no site Mundo Ecologia:

Algodão: Conheça Mais Sobre o Plantio

O algodão é uma planta como outra qualquer, que necessita de cuidados para poder crescer e se desenvolver até no final florescer e fornecer a fibra do algodão, que é a matéria-prima que veste o mundo que conhecemos.

Plantar algodão é uma arte que requer cuidados excessivos e também paciência e dedicação.

O Brasil, como dito anteriormente, é listado como quinto maior produtor de algodão do mundo, o que indica que o solo é apropriado para essa cultura.

Na verdade, o Brasil é um País apropriado para se plantar tudo o que existe no mundo, já que a riqueza que temos é incomparável.

Se sua ideia é fazer parte desses produtores, siga nossas dicas e prepare um terreno apto ao desenvolvimento e crescimento dessas tão requisitadas sementes, além de programar as rotações e estações de plantio.

Cultivo de Algodão
Cultivo de Algodão
  • 1º Passo – Programar Rotação

A rotação de plantio é um processo muito interessante para fazer com que o solo esteja sempre apto e não acabe ficando infértil. Portanto, programe um outro tipo de semente para plantar após a colheita do algodão, assim você evitará possíveis erosões e morte dos nutrientes do solo a longo prazo.

  • 2º Passo – Análise do Solo

Antes de se pensar em fazer um plantio, é necessário analisar o terreno e a qualidade do solo para evitar problemas posteriores.

Ás vezes um solo pode simplesmente parecer ser rico por ser bonito, mas uma análise deve ser feita para checar se o algodão será uma boa opção, já que o mesmo requer um local plano, arejado, seco, de fácil evasão de água e que se mantenha seco por longos períodos.

  • 3º Passo – Correção e Adubação do Solo

Junto com a análise do solo, a correção e a correta adubação devem ser feitas para que o solo se torne apto o suficiente para poder dar uma boa produção de algodão.

Por isso uma análise de NPK deve ser feita por um profissional ou por alguém que entenda um pouco sobre a qualidade do solo.

Confira: Como Fazer um Teste de pH Caseiro?

  • Passo – Limpeza e Manutenção do Solo

A planta do algodão é tão sensível quanto à fibra de algodão depois colhida, ou seja, é uma planta que necessita de cuidados, caso contrário, não conseguirá se desenvolver. Essa limpeza consiste em se obter um solo limpo para plantio, onde não haja absolutamente nada plantado e livre de ervas daninhas. Mesmo após o plantio, a manutenção deve ser feita com constância.

Nessa parte, use herbicidas para um controle mais eficaz, tanto antes de plantar quando após o plantio das sementes.

  • 5º Passo – Espaçamento das Sementes

Na hora de realizar o plantio das sementes é necessário ter uma noção do tamanho que a planta atingirá, não obstante ser um espaço suficiente para que possa se realizar a colheita sem danificar as demais ao redor.

  • 6º Passo – Selecione o Melhor Tipo de Algodão

Na hora de selecionar as sementes de algodão, consulte as sementes ideias que estão mais aptas ao clima, tipo de solo e região em que serão plantadas.

Cultivando
Cultivando

Às vezes não é possível plantar algodão em um terreno 100% selecionado para o plantio de algodão, por isso existem variedades que podem ser mais propensas a crescer e se desenvolver em determinadas áreas.

Algumas espécies de algodão branco transgênicos, por exemplo, são mais resistentes a herbicidas e também mais resistentes à falta de oxigênio proveniente de terrenos úmidos.

Algodão: Conheça Mais Sobre a Colheita

A colheita de algodão deve ocorrer cerca de 6 meses após o plantio se tal plantio tenha sido promovido da forma correta. Nesse período as cápsulas do algodão já estarão abertas e as fibras expostas.

A ideia de colheita manual do algodão deve ser feita em dias ensolarados, pois assim a luz solar e os raios ultravioletas irão nutrir as fibras e as mesmas serão mais resistentes e também mais maleáveis. Evite a colheita em dias chuvosos, pois a água diminui consideravelmente a fibra de algodão em tamanho e qualidade.

Muitas vezes nem todas as cápsulas de algodão se abrirão consecutivamente, ou seja, do plantio total uma porcentagem ainda estará em processo de maturação, portanto, não colha e nem force as cápsulas entreabertas.

Por isso é importante colher todo o algodão sadio e uniforme e após a colheita feita, utilizar maturadores para influenciar o processo de crescimento do plantio restante até o próximo plantio.

Veja também

Tudo Sobre a Planta Cíclame: Características da Flor e Fotos

Cíclame, também conhecida como cyclamen ou cíclame-da-pérsia, é uma planta que tem origem nos continentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *