Home / Plantas / História do Bambu, Significado, Origem da Planta e Fotos

História do Bambu, Significado, Origem da Planta e Fotos

A história do bambu data de muitos séculos atrás. A planta, bastante conhecida no mundo inteiro, tem registros de mais de sete mil anos. Não é à toa que temos tantos produtos feitos com ele, como flechas, papel, materiais de construção e livros.

Devido às suas origens, à maneira atual como é usada e à sustentabilidade econômica da planta, o bambu é um excelente recurso. Se você deseja saber mais acerca do assunto, não deixe de ler todo o artigo.

O Que É Bambu?

O bambu pertence à subfamília Bambusoideae da família perene da grama Poaceae (Gramineae). Foi o botânico alemão Charles Kunth que publicou suas descobertas taxonômicas pela primeira vez em 1815. De todas as gramíneas, o bambu é o maior e o único que pode se diversificar na floresta.

Embora a planta seja uma grama, muitas das espécies maiores de bambu lenhoso têm aparência de árvore. No entanto, existem algumas diferenças essenciais entre gramíneas e árvores.

Os bambus não possuem uma camada de câmbio vascular e células de meristema no topo do colmo (caule). O câmbio vascular é a camada perpetuamente crescente do tronco de uma árvore sob a casca que faz com que ela aumente de diâmetro a cada ano. As células do meristema fazem a árvore crescer mais e mais alto.

Os bambus, por outro lado, não aumentam em diâmetro ou altura. Um único colmo de bambu atinge a altura máxima em apenas uma estação de crescimento. Ele persiste por vários anos, aumentando gradualmente o número de ramos laterais, mas não se ampliando.

Outra diferença importante é que os bambus não têm casca como as árvores. Eles têm folhas protetoras ao redor do colmo (bainhas do colmo) em seus estágios iniciais de desenvolvimento.

Origem da Planta

A história do bambu compreende sua origem. Embora a planta cresça em todo o mundo, exceto nos lugares com climas extremamente frios, acredita-se que tenha se originado na China. Foi lá que se registrou o primeiro uso para produzir itens diários. Essa grama alta e saudável foi usada para tantos produtos quanto eles conseguiram gerenciar, pois era um recurso rapidamente renovável.

As espécies que conhecemos hoje evoluíram de gramíneas pré-históricas entre trinta e quarenta milhões de anos atrás. Isso foi muito depois da extinção dos dinossauros. Tornou-se, então, a principal fonte de alimento para animais herbívoros, eventualmente se tornando uma fonte de alimento também para o ser humano moderno.

Uso Atual do Bambu

Na história do bambu temos o histórico dos seus usos. As principais pesquisas à respeito não começaram até 1920, quando foi estudada a história da planta. Mostrou que existem espécies nativas em quase toda parte.

Agora é amplamente utilizado em paisagismo, sendo que cresce em dois estilos, aglomerado e em execução. Isso é o que o torna uma planta generalizada, que pode facilmente dominar um jardim se não for cuidada adequadamente.

Embora o bambu tenha sido usado com frequência no hemisfério oriental como moradia por séculos, agora só está se tornando popular na parte ocidental do mundo. Cada vez mais arquitetos estão vendo a beleza e a inteligência no uso para estruturas e outros materiais de construção. Assim, bambus estão se tornando famosos na construção de edifícios.

Muda de Bambu
Muda de Bambu

Sustentabilidade Econômica

Ao longo da história do bambu tem-se notado uma grande utilização. Não apenas por causa da resistência do material, mas também pelas perspectivas renováveis.

Através da história, a madeira tornou-se cada vez mais escassa, simplesmente porque a produção de uma árvore crescida pode levar até sessenta anos. Depois, outros sessenta anos para uma substituição. Espécies de bambu iguais à altura e largura de uma árvore levam apenas sessenta dias para amadurecer completamente.

O bambu também é fácil de cultivar, por causa dos sistemas radiculares. As espécies em execução são especialmente fáceis de cultivar, pois produzem vários rebentos por vez, ocupando o máximo de espaço possível. Ele também é difícil de se livrar, a menos que seja completamente lavrado.

Para o futuro, imagina-se que a planta será usada nos próximos anos em tudo, desde alojamentos até lençóis. E ainda mais à medida que mais informações forem aprendidas sobre este incrível material.

História do Bambu

O bambu é a planta que mais cresce no mundo. As espécies mais altas podem crescer mais de 41 cm por dia. Isso é quase 3 m em 1 semana. Os bambus atingem sua altura total e maturação em apenas uma estação de crescimento, com algumas variedades chegando a mais de 36 metros.

Todo o bambu é oco. As hastes são compostas por várias seções estanques ao ar, tornando-o muito leve e forte. Este é um recurso renovável. Quando colhida, a massa cresce automaticamente novos brotos na estação seguinte. Isso substitui totalmente a quantidade colhida, eliminando a necessidade de replantar mudas de árvores, como nas florestas do hemisfério norte. O mesmo grupo pode ser re-colhido em 1 a 6 anos, dependendo do tipo de bambu.

Os chineses, os inventores do papel, usaram a polpa interna do caule de bambu para fazer alguns dos primeiros papéis de todos os tempos. O uso como material de construção é particularmente prevalente nos climas tropicais, onde sua abundância e utilidade o tornam ideal.

Bambu no Vaso
Bambu no Vaso

Com seus compartimentos ocos e estanques, o bambu é uma escolha natural para a construção de jangadas (um dos primeiros usos). Os pescadores ainda hoje usam. Na construção de barcos, tem sido feito mastros, barreiras, remos e trilhos a cordas e velas.

Os japoneses usavam bambu rachado para fazer um barco parecido com uma cesta de pesca. Enquanto isso, os vietnamitas fizeram um tipo similar de barco de bambu entrançado.

A maioria dos brotos pode ser consumida. Em épocas de floração maciça, as sementes são usadas como grãos. Além de ser uma fonte de alimento, continua sendo usada para modelar uma infinidade de utensílios de cozinha. Hoje, o bambu ainda é usado para fabricar móveis, prateleiras para vinho e roupas, telas, luminárias, etc.

Desde que os humanos fizeram música pela primeira vez, o bambu passou a ter utilidade em instrumentos, como:

  • Flautas;
  • Xilofones;
  • Gongos;
  • Tambores;
  • Etc.

Como é possível ver, as possibilidades são infinitas – até foram usadas como reforço de concreto.

Agora você já sabe que a história do bambu compreende desde a antiguidade. A planta vem servindo para aumentar o conforto e bem-estar, continuando a dar sua contribuição centenária, ainda crescendo em importância.

Veja também

Frutas que Começam com a Letra H: Nome e Características

As frutas são alimentos extremamente populares. Variam entre os sabores adocicado, cítrico, travoso e amargo. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *