Home / Plantas / Historia da Capuchinha, Origem da Planta e Significado

Historia da Capuchinha, Origem da Planta e Significado

Os jardineiros aconselham plantar uma grande capuchinha no jardim ao lado do repolho. Em seguida, as pragas do repolho recorrerão ao seu aroma e consumirão capuchinha, sem prestar atenção às cabeças do repolho.  verdade que não é uma isca para pragas, mas suas folhas, caules, flores e frutas são comestíveis e contêm substâncias inerentes à família do repolho. O sabor das folhas e flores jovens se assemelha a agrião ou salada de mostarda e frutas em conserva verdes substituem alcaparras. A capuchinha tem várias propriedades curativas. 

 A seguir, algumas curiosidades sobre a capuchinha e dicas de como cultivar.

  • A capuchinha floresce profusamente em um local ensolarado e prefere solos moderadamente férteis. Na sombra parcial, sua floração não será tão magnífica e perceptível.
  • A capuchinha é semeada em meados de maio diretamente no jardim, 2-3 em 20-40 cm cada e as sementes emergem dentro de uma a duas semanas. As mudas são regadas moderadamente e alimentadas com uma solução fraca de fertilizantes complexos.
  • No final do verão, você pode desenterrar as capuchinha e colocá-las em uma area em uma sala protegida. Os arbustos florescem até outubro.

A capuchinha é uma planta herbácea delicada. Sua origem é a América Latina. Brotos flexíveis, como uma videira, se espalham pelo chão ou galho, formando um arbusto. Na jardinagem doméstica, a capuchinha gostava de grandes flores brilhantes e facilidade de cuidados. E o fato de ser comestível e ter propriedades medicinais torna a planta simplesmente insubstituível. Uma flor comestível e medicinal, com enorme significado para a cultura brasileira.

Descrição

A capuchinha é uma flor anual ou perene. As hastes longas e flexíveis podem crescer até 2-3,5 m. A parte aérea forma processos laterais. Toda a vegetação é coberta com as próximas folhas pecioladas de uma forma dividida em lobos, tireóide ou palma. A borda da folha é sólida, ligeiramente ondulada. Veias mais claras divergem do centro da chapa para as bordas, como raios. Folhas lisas são verde claro.

No início do verão, a capuchinha floresce grandes flores em forma de gramofone. Crescem individualmente em pedicelos longos, nas axilas das folhas. O cálice consiste em cinco pétalas, o mesmo número de estames e ovário. As flores bissexuais exalam um aroma agradável e intenso, embora um pouco duro. As pétalas podem ter cores amarela, laranja, rosa, framboesa e escarlate. Mudando um ao outro, os botões encantam os olhos até o início do outono.

A polinização é realizada por vários insetos, e na natureza também beija-flores. Depois disso, uma fruta é presa – um aquênio. Amadurece, abre e é dividido em 3 sementes separadas. Sementes arredondadas com sulcos longitudinais à distância lembram pequenos capacetes. No gênero capuchinha, mais de 80 espécies de plantas podem ser contadas. Graças aos criadores, muitas variedades decorativas apareceram.

Métodos de Criação

A maneira mais conveniente de propagar a capuchinha é semear. Eles podem ser semeados imediatamente em campo aberto após a geada sair no final de maio. Para fazer isso, prepare sulcos com uma profundidade de 1,5 a 2 cm e uma distância de 25 a 30 cm. Organizar sementes grandes uniformemente não é difícil. É melhor colocar 2-4 sementes juntas para formar uma roseta exuberante. Eles são cobertos com uma pequena camada de terra e com um forte filme de resfriamento. As sessões se tornam visíveis após 10 a 15 dias. As mudas florescem em 1-1,5 meses.

Para obter uma floração mais precoce, a capuchinha é semeada em mudas em abril. Em vasos de turfa com solo arenoso de turfa, são distribuídas 2-3 sementes. São enterrados 2 cm e os recipientes são mantidos em local bem iluminado, com temperatura de + 20°C. É importante monitorar a iluminação. Com sua escassez, as plantas são muito longas e doentes.

Para preservar os sinais varietais de plantas altamente decorativas, a capuchinha é propagada por estacas. Na maioria das vezes, esse método é praticado por criadores em condições de estufa. Adultos, brotos bem germinados com 3-4 folhas são cortados.  Estacas enraizadas na areia molhada ou na água. Com o advento das raízes, as flores são plantadas em solo preparado em recipientes ou em terreno aberto. Deve-se tomar cuidado para não danificar o delicado sistema radicular durante o plantio.

Plantio e Cuidado ao Ar Livre

Plantação de Capuchinha
Plantação de Capuchinha

No jardim para capuchinha, você precisa escolher o local mais iluminado com solos bem drenados e levemente ácidos. A presença de cal é contra-indicada nas plantas. Eles são plantados em campo aberto no início de junho. Para não danificar um sistema radicular muito delicado, o plantio é realizado em conjunto com vasos de turfa. A terra deve ser moderadamente fértil. Com uma grande proporção de fertilizantes orgânicos, as folhas e os brotos crescem melhor, mas a floração se torna menos exuberante. A proximidade das águas subterrâneas é inaceitável, pois as raízes são vulneráveis ​​à podridão.

o plantar flores, elas mantêm uma distância de 20 a 40 cm. Imediatamente após o procedimento, o solo é adubado, as ervas daninhas não incomodam tanto e, após a rega, uma crosta densa não se forma. É necessário regar a capuchinha frequentemente, mas para que a água tenha tempo de sair. As folhas grandes evaporam muita umidade, e um rizoma subdesenvolvido não pode extrair água das profundezas. Com o início do período de floração, a rega é um pouco reduzida.

Liana é propensa a criar massa verde, a fim de obter uma floração abundante, são introduzidos suplementos minerais com alto teor de fósforo e potássio. As sementes amadurecem rapidamente e se espalham independentemente no chão. Isso leva à auto-semeadura descontrolada. Para combater esse fenômeno, as flores desbotadas são imediatamente cortadas.

No outono, a rega começa a ser reduzida e, quando o solo seca, as capuchinha são destruídas, pois não suportam o inverno em campo aberto. O local foi desenterrado e liberado para o jardim de flores no próximo ano.

Todas as partes da planta exalam um odor específico, mas não repulsivo, para os seres humanos. Ao mesmo tempo, o aroma é desagradável para os insetos; portanto, a capuchinha é um inseticida e as pragas não o incomodam. Também não é muito sensível a doenças, apenas em caso de violação da tecnologia agrícola podem ferrugem, podridão cinzenta, mosaico de folhas, manchas. Os brotos e as folhas afetadas precisam ser cortados e destruídos. O resto da planta é tratada com fungicida.

Vaso

A capuchinha pode ser usada não apenas para o paisagismo do jardim, mas também para decorar uma varanda ou alpendre. Para isso, uma planta com brotos caídos é plantada em uma panela. Cuidar disso não é muito diferente. O recipiente deve ser largo e não muito profundo.

A capuchinha é colocada em um local bem iluminado ou em uma varanda aberta. Liana ou é pendurada em uma panela ao ar livre, ou com mais frequência na sala arejada. A planta é regada regularmente e alimentada duas vezes por mês com uma composição para floração.

No outono, as capuchinha internas ficam mais longas com flores abundantes. Pode ser cultivada como uma planta perene. No inverno, as plantas são transferidas para uma sala fria (+15 ° C) e regadas moderadamente. Na primavera, as hastes podem se esticar e praticam podas e estacas radicais.

Uso de Plantas

No projeto paisagístico, a capuchinha é usada para jardinagem vertical e horizontal. Forma uma cobertura verde contínua no solo ou treliça. Flores e folhagens de capuchinha são usadas na culinária para a preparação e decoração de saladas, sanduíches, sopas. Os folhetos têm sabor semelhante ao das folhas de agrião. Eles têm um sabor amargo e refrescante. As flores secas têm um aroma intenso e são usadas em um buquê de chá. Os frutos da planta são em conserva, lembram o gosto das alcaparras.

As propriedades curativas da capuchinha são muito grandes. É um antibiótico à base de plantas e contém um rico complexo vitamínico. Eles usam decocções e tinturas de álcool que bebem para fortalecer o sistema geniturinário, combater resfriados e amigdalites e tratar o escorbuto. Enxaguar os cabelos com caldos para fortalecê-los e limpar a pele problemática do rosto.

As contra-indicações à capuchinha são limitadas à limitação da ingestão de pessoas propensas a alergias. Além disso, o consumo excessivo irrita o trato gastrointestinal e as mucosas.

Veja também

Cacto do Peru: Características, Como Cultivar e Fotos

Pode até não parecer, mas nem todo cacto é igual. Na verdade, existem inúmeras espécies …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *