Home / Plantas / Como Plantar Amora para Bicho da Seda?

Como Plantar Amora para Bicho da Seda?

As espécies vegetais existentes em nosso mundo são muito interessantes, já que a partir delas podemos produzir os mais diversos tipos de produtos e até mesmo outros elementos que não existiam anteriormente, já que tudo irá depender da maneira com que você utiliza as espécies.

É interessante notarmos que muitas coisas que utilizamos no dia a dia vêm das plantas, como por exemplo tudo o que é feito de trigo e também algumas coisas mais chiques e com um preço muito maior, como por exemplo os tecidos feitos de seda amados ao redor de todo o mundo.

Apesar de muitas pessoas não saberem, a verdade é que a seda é um tecido de origem completamente vegetal, o que explica exatamente o seu preço tão elevado quando comparamos com outros tipos de tecido. E oque muitas outras pessoas também não sabem é que existe toda uma cultura de cultivo de seda ao redor do mundo.

Portanto, neste artigo falaremos um pouco mais sobre a prática da sericultura. Continue lendo o artigo para entender o que é a sericultura, qual a sua finalidade e também como você pode plantar amora para o seu bicho da seda!

O Que É Sericultura?

Existem diversas culturas que podem ser cultivadas com o passar do tempo pelo ser humano, e é exatamente por isso que as pessoas que cultivam tendem a procurar culturas que podem ser mais lucrativas, principalmente quando esse cultivo não é feito apenas por hobbie.

Basicamente, a sericultura nada mais é do que o cultivo e criação dos bichos de seda, que obviamente começarão a desenvolver a seda com o passar do seu crescimento, o que é algo muito interessante para todos os cultivadores.

Assim, é interessante notarmos que no caso da sericultura você estará cuidando de um cultivo e ao mesmo tempo desenvolvendo duas coisas diferentes: primeiro o bicho da seda, e depois a própria seda por si só.

Portanto, agora você já sabe exatamente o que é uma sericultura. O mais interessante é que esse é um ramo muito esquecido da zootecnia, e por isso todo o tipo de visibilidade é muito importante.

Sericultura
Sericultura

Importância da Sericultura

Agora que você já entendeu exatamente o que é uma sericultura, não há nada melhor do que entender um pouco mais sobre qual é a importância dessa cultura para o mundo como um todo, já que muitas vezes isso pode não estar tão claro assim.

Basicamente, a sericultura é essencial para que o comércio de seda exista ao redor de todo o mundo, já que se ninguém criar e cultivar os bichos da seda, não existirá mais seda no mundo. Isso pode até parecer algo sem tanto significado, mas a verdade é que o mercado da seda movimenta muito dinheiro todos os anos, e por isso ele é muito importante.

Além disso, é interessante para o cultivador criar os bichos da seda, já que assim existe uma maior variabilidade genética na plantação e, caso alguma praça de vegetais apareça, existe sempre a chance de que algumas espécies saiam vivas, já que diferentes espécies agem de maneira diferente para cada tipo de situação.

Portanto, agora você provavelmente entende um pouco mais o porquê das pessoas decidirem cultivar os bichos da seda, não é mesmo?

Plantando Amora Para Bicho Da Seda

Muitas pessoas podem não saber, mas o bicho da seda possui sim um alimento de sua preferência que faz com que ele se desenvolva mais rápido: a amora.

O primeiro passo para qualquer sericultura bem desenvolvida é o plantio de diversas amoreiras, já que dessa maneira os bichos da seda poderão se alimentar nelas e a produção de seda ficará muito maior do que se o animal não realmente comesse aquilo.

Porém, é claro que tudo depende da maneira com que você faz esse plantio, já que a amora possui uma maneira ideal para que o bicho da seda coma bem.

Plantação de Amora
Plantação de Amora

Assim, vamos falar agora um pouco mais sobre como plantar a amora da maneira correta para que o seu bicho da seda consiga se alimentar da forma com que ele gosta ao mesmo tempo em que também estará produzindo bastante seda.

Como Plantar Amora

Saber como plantar uma espécie específica que você quer cultivar é essencial para que você consiga desenvolver a planta de maneira mais saudável e acabe fazendo com que toda a sua sericultura fique ainda mais bonita do que o esperado.

Assim, vamos ver agora algumas dicas ideais para que você consiga plantar o seu pé de amora da maneira mais saudável possível para que seus bichos da seda consigam se alimentar da melhor maneira.

  • Altitude

Muitas pessoas podem não saber disso, mas a verdade é que a altitude é algo essencial para que sua planta se desenvolva da maneira correta. Isso porque a altitude influencia de maneira direta na pressão que a amoreira sofre, e isso acaba fazendo com que ela se desenvolva mais ou menos. Assim, podemos dizer que a altitude ideal para o desenvolvimento correto da amora é aquela entre os 400m e 800m.

  • Temperatura

Fazer com que a planta fique na temperatura correta é essencial para que ela não desenvolva fungos e não acabe morrendo com o passar do tempo, que é justamente o que acontece quando as espécies ficam em temperaturas muito diferentes de seu habitat natural. Assim, podemos dizer que o pé de amora sempre deve estar em um local com temperatura entre 20ºC e 30ºC, nunca mais ou menos do que isso.

  • Terra e substrato

É interessante que você pegue uma terra muito fértil e um substrato orgânico e seco para a sua amora, dessa forma a base da sua planta (nesse caso a terra) fará com que ela fique ainda mais saudável e cresça de maneira cada vez mais rápida!

Logo, essas são algumas dicas de cultivo essenciais para que você plante o seu pé de amora da melhor maneira possível e, consequentemente, consiga também criar os seus bichos da seda.

Quer saber mais sobre outras plantas? Leia aqui mesmo em nosso blog: Tudo Sobre a Cinerária – Características, Nome Científico e Fotos

Veja também

Qual Planta Serve Para Inflamação?

As plantas são usadas, desde muito tempo atrás, para curar diversos problemas de saúde. Assim, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *