Home / Plantas / Clusia Planta: Preço, Mudas, Onde Encontrar e Como Conseguir

Clusia Planta: Preço, Mudas, Onde Encontrar e Como Conseguir

Clúsia é um arbusto perene para árvores grandes, nativo dos neotrópicos da província de Yucatan, México, sul da Colômbia e do Escudo da Guiana. Também é indígena das Bahamas e Ilhas Virgens, das Grandes Antilhas, da República Dominicana e da Florida e, claro, do Brasil.

Descrição da Planta Clúsia

Clúsia é um gênero de plantas dicotiledôneas da família clusiaceae. Compreende 140 a 150 espécies originadas na América tropical e subtropical. São plantas arbustivas, trepadeiras de pequeno a médio porte ou árvores cuja altura pode até ultrapassar os 20 m, com folhagem perene. Alguns começam sua vida como uma espécie epífita, nascida nas fendas de uma velha árvore e depois desenvolvendo longas raízes que descem ao solo e invariavelmente sufocam e matam a árvore hospedeira, semelhante aos figos estranguladores.

As folhas são subsésseis, cuneiformes para obovoides, de 5 a 20 cm de comprimento e 5 a 10 cm de largura, com textura couriácea e uma margem inteira. As flores são brancas a esverdeadas, apenas brancas, amarelas ou rosa, com 4 a 9 pétalas, muitos estames em números variáveis, sem estilo. A fruta é grande e capsular, globosa, marrom-esverdeada, valvular e coriácea que se abre para liberar 7 a 9 sementes vermelhas e carnudas. As plantas contêm látex de várias cores em caules, folhas e frutas.

Clúsia Planta: Onde Encontrar e Como Usar

As espécies podem ocorrer em pontos isolados na Florida e seguem do sul do México ao sul do Brasil, podendo ser encontradas desde o nível do mar a até altitudes superiores a 3500 m no norte dos Andes. As características das plantas do gênero possuem grandes correspondências entre si, qual vegetação neotropical e podem até ser dominantes, como costuma ser visto nas florestas montanhosas das Grandes Antilhas.

Quase todas as espécies do gênero podem ser encontradas em florestas tropicais de terras baixas ou montanhosas, com exceção de algumas encontradas em habitats mais secos, como o bioma caatinga brasileiro, matagal das Caraíbas e vales secos inter-andinos. Várias espécies são tipicamente predominantes em solos rochosos, tipo mesetas ou inselbergs (monadnocks) graníticos. Outras são plantas arbustivas espalhados no páramo. Existem espécies invasoras também no Havaí e no Sri Lanka, e possivelmente em outros lugares.

A fama de durabilidade e resistência da madeira de clúsia costumeiramente é usada na construção de telhados. O látex e a resina floral considerada anti-sépticas vem sendo utilizados para cicatrizações. Às vezes, o látex seco é aproveitado para servir de incenso em cerimônias religiosas. Mas o uso mais comum de espécies clúsias tem mesmo sido para fins de adorno e ornamentação em ambientes domésticos principalmente nos países de clima tropical. As mais usada para fins de ornamentação são clusia rosea, clusia major e clusia orthoneura.

Clúsia Planta: Ecologia

A polinização envolve uma variedade de animais diferentes e vários tipos de situações. A resina floral ocorre em muitas, provavelmente na maioria das espécies de clúsia. A resina é produzida pelos estames (por estames estéreis, chamados estaminódios, em flores pistiladas) e é coletada pelas abelhas que a utilizam na construção de ninhos. O néctar é mais comum em espécies montanhosas, como clusia clusioides, e essas flores são visitadas por insetos, como mariposas e vespas, e às vezes por morcegos ou beija-flores.

Ecologia da Clúsia Planta
Ecologia da Clúsia Planta

Em flores sem néctar ou resina, a polinização pode ser realizada por besouros que comem pólen, que visitam também as flores pistiladas, como observado em clusia criuva. Clusia blattophila é polinizado por baratas atraídas por um fluido contendo feromônio produzido pelas flores. As sementes são dispersas pelos pássaros e talvez, em alguns casos, por pequenos mamíferos.

As plantas de clúsia fornecem excelentes locais de nidificação para alguns insetos. Por exemplo, clusia grandiflora, uma espécie comum nas florestas da Guiana, é um local atraente para as vespas de polistes pacificus construírem seus ninhos de seda porque as formigas arbóreas, que frequentemente atacam essas vespas, normalmente não residem nessas espécies de árvores.

Clúsia Planta: Dicas de Mercado

Clúsia fica bem em um ponto leve a meia sombra na casa ou no escritório. Esta bela planta clúsia caseira prefere ficar em uma janela no norte, leste ou oeste (pela geografia do hemisfério norte). Clúsia precisa de pelo menos 5 horas de sol por dia. Se você colocar a planta perto de uma janela voltada para o sul, coloque-a de 2 a 3 metros da janela; caso contrário, a planta receberá muita luz solar direta.

Recomenda-se uma temperatura diurna mínima de 18 a 22 graus Celsius e uma temperatura noturna mínima de 15 graus Celsius. A clúsia sofre pouco com folhas descoloridas. Se houver muita água, as folhas podem ter bordas marrons ou amarelas. Nesse caso, dê menos água. Se houver muita luz solar, as folhas ficarão mais amarelas. Coloque a clúsia um pouco mais longe da janela.

Por ser uma planta tropical, é importante manter sempre o solo levemente úmido. Você pode deixar a planta secar um pouco antes de regá-la novamente, certifique-se de que as raízes não permaneçam na água por causa da podridão das raízes que ocorre no período de crescimento que vai de março a agosto (setembro a fevereiro no hemisfério sul), um pouco mais de água do que no inverno.

Pulverize a clúsia ocasionalmente para remover o pó das folhas e evitar vermes. De preferência 2 vezes por mês. A pulverização também promove a qualidade e o valor ornamental da planta da casa. Devido ao seu hábito de crescimento compacto, você não precisa podar a clúsia. Para manter o valor ornamental da planta, é aconselhável remover folhas velhas e/ou mortas.

O repotting da clúsia é recomendado uma vez a cada dois anos em um recipiente maior. O melhor período para repotting é primavera ou imediatamente após a compra da planta. Um vaso maior estimulará o crescimento e a vantagem é um buffer maior do solo, para que a água se espalhe mais e haja menos chance de podridão das raízes. Sempre pegue uma panela 20 a 25% maior.

Clúsia não é suscetível a doenças. Estas são quase inexistentes. Se uma planta é movida e/ou há uma mudança de luz ou temperatura, a folha da clúsia pode cair ou pode descolorir. Sem medo, quando a planta estiver acostumada a sua nova localização, ela simplesmente se recuperará. Você pode encontrar mudas da clúsia nas principais casas de plantas de sua região e os valores variam conforme região e variedade da planta.

Veja também

Tudo Sobre a Planta Cíclame: Características da Flor e Fotos

Cíclame, também conhecida como cyclamen ou cíclame-da-pérsia, é uma planta que tem origem nos continentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *