Home / Plantas / Calorias do Mangostão: Ele Faz Bem Pra Saúde?

Calorias do Mangostão: Ele Faz Bem Pra Saúde?

O mangostão (nome científico Garcinia mangostana) é uma fruta tropical nativa do sudeste asiático (mais precisamente da Malásia e Tailândia). Teria chegado ao Brasil na década de 1940 e, atualmente é cultivado nos estados de São Paulo (porção oeste), litoral da Bahia e Pará.

Possui benefícios para a saúde conhecidos desde o século 18, o que possibilita que a fruta faça parte da medicina tradicional de muitos países asiáticos.

Além do alto valor nutricional, possui baixo valor calórico, uma vez que 100 gramas da fruta contêm apenas 63 calorias. A concentração de sais minerais e vitaminas também é considerável.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre as características da frutas, seus benefícios e informação nutricional detalhada.

Então venha conosco e boa leitura.

Características do Mangostão

O vegetal em si pode alcançar alturas de até 10 metros. Possui folhas grandes, duras, de textura brilhante e cor verde-escuro. As flores possuem cor vemelho-escuro e também são grandes.

Em relação ao fruto, este é esférico, possui uma casca espessa com coloração que varia do vermelho ao castanho-escuro, com disposição de algumas manchas de cor amarela. A polpa é de cor branca, mole, suculenta e de sabor delicado, disposta em vários bagos. Cada bago contém uma semente oleoginosa firme e de textura lisa.

Características do Mangostão

O vegetal pode levar um período estimado entre 8 a 15 anos para frutificar. Quando produtivo, o período de safra é observado entre os meses de Fevereiro e Abril.

É importante lembrar que, como essa planta é uma árvore tropical, deve ser cultivada em condições de alta temperatura. A média climática ideal está compreendida entre 25 e 35 °C.

Informação Nutricional do Mangostão

Cada 100 gramas da fruta contém 63 calorias; 15,6 gramas de carboidratos; 0,5 gramas de proteínas; 0,4 gramas de gordura total; e a incrível marca de 5,10 gramas de fibras.

Em relação à concentração de vitaminas, a mesma proporção de 100 gramas contém 31 µg de ácido fólico; 0,286 miligramas de Niacina; 0,032 miligramas de ácido pantotênico; 0,041 miligramas de Piridoxina; 0,054 miligramas de Riboflavina e a mesma concentração para a Tiamina; 35 IU de vitamina A; e 7,2 miligramas de vitamina C.

Em relação à concentração de eletrólitos e minerais, em 100 gramas da fruta estão presentes 7 miligramas de Sódio; 48 miligramas de Potássio; 5,49 miligramas de Cálcio; 0,069 miligramas de Cobre; 0,17 miligramas de Ferro; 13,9 miligramas de Magnésio; 0,10 miligramas de Manganês; 9,21 miligramas de Fósforo; e 0,12 miligramas de Zinco.

Em relação aos fitonutrientes, estão presentes 1 µg de Alfa-caroteno; 16 µg de Betacaroteno e 9 µg de Beta-criptoxantina.

Benefícios do Consumo de Mangostão

Os benefícios inerentes ao consumo da fruta são inúmeros. Compostos polifenóis encontrados na fruta, e conhecidos como xantonas, possuem ação antioxidante, retardando o envelhecimento e evitando doenças degenerativas tais como o câncer, condições cardiovasculares e deterioração mental ou física. As propriedades anticancerígenas estão relacionadas principalmente à prevenção contra o câncer de cólon.

O extrato da fruta possui propriedades antialérgicas e anti-inflamatórias, razão pela qual vem sendo utilizado por muitos anos em países do Sudeste Asiático para esta finalidade.

O poder protetor que os componentes do mangostão desempenham no sistema cardiovascular também é incrivelmente relevante. O consumo da fruta auxilia no alívio dos sintomas de um acidente vascular cerebral, assim como nos quadros de infarto agudo do miocárdio. Os altos níveis de Magnésio presentes no mangostão também auxiliam no controle da frequência elétrica do coração, o que implica em frequência cardíaca e pressão arterial fisiologicamente estáveis.

Os diversos nutrientes minerais e vitaminas também beneficiam o sistema imunológico. O baixo valor calórico e excelente teor de fibras auxiliam na perda de peso, assim como na regulação do sistema digestivo.

A combinação das propriedades anit-inflamatórias, antifúngicas, antibacterianas, antioxidantes e antialérgicas presentes no mangostão auxiliam na redução do envelhecimento da pele, inflamações da pele, quadros como eczema, infecções bacterianas e alergias. É possível encontrar no mercado produtos derivados da fruta com propriedades anti-acne.

O pericarpo e a casca da fruta aliviam significativamente quadros como disenteria e diarreia. As raízes do mangostão, na forma de chá, auxiliam a regular o ciclo menstrual das mulheres.

Sugestões de Consumo do Mangostão

A fruta in natura pode ser consumida como sobremesa, assim como o seu suco. Assim como os frutos, as sementes também são comestíveis, podendo ser consumidas após fervura ou torrefação. Comercialmente, também é possível encontrar comprimidos e cápsulas de mangostão.

O mangostão na forma de cápsulas recebe o nome de garcinia.

É importante considerar que, apesar do fruto ser considerado de fácil transporte, o mangostão não possui um tempo de vida útil muito longo. O fruto é capaz de se manter fresco durante duas semanas, sem perder o sabor e valor nutricional original. O armazenamento na geladeira pode prolongar um pouco a sua conservação.

A utilização da casca, juntamente com a polpa, durante o preparo do suco é uma sugestão para melhor aproveitamento das propriedades da planta.

Para o suco, os ingredientes necessários são de 2 a 3 pedaços de mangostão, com 200 ml de água e duas colheres de mel ou açúcar (esse quantidade pode ser diminuída, caso a pessoa queira perder peso). O mangostão escolhido para o preparo do suco deve ser maduro e livre de resinas, é importante lavá-lo de modo a assegurar a remoção de sujeiras da casca. A casca extraída, assim como a polpa, deve ser inserida no liquidificador juntamente com os outros ingredientes e batidos até que fiquem homogêneos. Sugere-se armazenamento na geladeira em recipiente bem fechado.

Para o preparo do chá, basta ferver a casca e as folhas em água. Para aqueles que desejam emagrecer, é importante saber que o chá de mangostão tem o seu efeito potencializado quando combinado com outros chás. Sugere-se associação com o chá de folha de urucum, assim como com o chá de cavalinha, chá de oliveira, entre outros.

*

Agora que você já conhece informações de grande relevância sobre a composição nutricional e propriedades do mangostão; o convite é para que continue conosco e visite outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da botânica, zoologia e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Embrapa. Cultivo do Mangostão no Brasil. Disponível em: < https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/386456/cultivo-do-mangostao-no-brasil>;

Mundo Boa Forma. Mangostão Emagrece? Benefícios e Como Tomar. Disponível em: < https://www.mundoboaforma.com.br/mangostao-emagrece-beneficios-e-como-tomar/>;

Wikipédia. Mangostim. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Mangostim>.

Veja também

Como Fazer Muda de Amarílis? Como Cultivar? Como Reproduzir?

A amarílis é uma flor bastante alta, cuja haste, muito resistente e alongada, tem a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *