Home / Animais / Urubus Comem Carne Humana?

Urubus Comem Carne Humana?

Assim como seus parentes Abutres, os Urubus causam certo receio e nojo da maior parte da população. O maior motivo é sua alimentação bem diferente, que apesar de causar espanto de primeira, na verdade é muito importante para o meio ambiente como um todo e nos afeta diretamente.

Então com o tipo de alimentação carnívora, fica a questão se assim como os Abutres, os Urubus comem carne humana? E como eles fazem isso? Viemos responder todas essas perguntas através desse post.

Apesar de serem facilmente confundidos com os Abutres, existem algumas diferenças entre os dois, que vai principalmente de suas características físicas. Seus corpos e penas tendem a ser o que mais os diferem, já que seus hábitos, seja de alimentação quanto outros de sobrevivência são quase iguais.

Urubus Comem Carne Humana?
Urubus Comem Carne Humana?

Os Urubus

Eles são de porte médio e grande, com asas longas e largas. Sua cabeça não tem penas e seu pescoço costuma também não ter. Isso é para evitar que as bactérias e fungos que estão na carne podre fiquem em seu corpo atraindo moscas.

Existe uma confusão entre cientistas para determinar se elas são ou não do grupo de Aves de Rapina. Muitos consideram que sim, outros por determinadas características diferentes entre elas, consideram que não. De qualquer forma, uma grande diferença além de sua alimentação, é o fato que os Urubus não possuem garras. Suas unhas são lisas o que os impedem de caçar, por isso que comem animais já mortos, pela sua incapacidade de caça.

No Brasil há algumas subespécies e raças de Urubus espalhados. Podemos encontrar o urubu-rei que é como se fosse o líder e que tem o maior poder hierárquico de todos os outros urubus. Ele também se diferencia de outras espécies, pois é o único que é mais colorido. Os outros mais famosos são o urubu-de-cabeça-preta e o urubu-de-cabeça-vermelha.

Há também os condores, que são bem parecidos tanto com os urubus quanto com os abutres, entretanto possuem um porte maior que ambos. Apenas de vista e sem muito conhecimento fica até difícil saber diferenciar esses três animais necrófagos.

A Alimentação dos Urubus

A alimentação dos urubus se baseia em carne de animais que já estão em processo de decomposição. Por isso, é comum que quando há carne podre, por perto eles estarão.

O motivo de se alimentarem de carne podre é para evitar que inimigos ou predadores os ataquem. Eles comem carne de animais mortos sejam elas já podres ou ainda frescas, entretanto a escolha de esperar e come-las depois de um tempo é mais por sobrevivência.

Para conseguir comer e aguentar todas essas toxinas que podem estar nos corpos podres, o sistema imunológico dos urubus são extremamente preparados e diferentes. Seu estômago produz um suco gástrico muito poderoso que consegue neutralizar bactérias presentes nessas carnes. Seu corpo também produz anticorpos que quase nenhum outro animal produz, capazes de os deixa-los imunes a certas doenças que outros animais, como nós, se decidissem fazer esse tipo de dieta, pegaríamos.

Urubus Comem Carne Humana?

Nós, como já sabemos, somos mamíferos, logo não deixamos de ser animais. A alimentação dos urubus é a partir de animais, então consequentemente a resposta é sim.

Urubus comem carne humana, sim. Entretanto, é uma coisa bem mais rara. Existem vários motivos para isso ser raro. Um dos maiores é que enterramos corpos diretamente abaixo da terra ou os cremamos. A coisa mais rara é deixarmos corpos jogados ao ar livre, sendo assim difícil de eles acharem corpos humanos por aí.

Existem também outros motivos que cientistas ainda tentam compreender. Junto com seus parentes Abutres, os Urubus parecem ter certo receio de se alimentar de carne humana. Experimentos foram feitos em cativeiros e apontam que eles preferem outras carnes do que a nossa, e só as comem caso não haja outra opção. Eles começam pelas genitálias, abrindo o corpo e passam dias limpando, para que depois possam comer a carne.

É um processo bem estranho, e não há fotos, vídeos e outros tipos de documentos que mostrem como é todo o processo já que na natureza é algo raro. Como cientistas fizeram testes em laboratórios e lugares mais fechados, utilizaram de pedaços de carne, não diretamente o corpo inteiro, pois seria errado.

Importância Ambiental dos Urubus

Com fatos tão nojentos para nós, principalmente o fato de ele comer carne humana, tendemos a odiá-los e desejar que não existam mais. Entretanto, é preciso entender o grande papel que animais como os Urubus tem no meio ambiente.

Todo minuto tem vários animais morrendo ao redor do mundo, seja por caça, morte natural ou algo do tipo. Mesmo quando a morte é para servir de comida a outro animal, ele não costuma comer tudo, deixando ali então carne e carcaça que atraem moscas, mau cheiro, doenças e várias outras coisas ruins.

É aí que entra o papel do Urubu. Ele serve como uma espécie de faxineiro, que come e limpa todos esses restos de carne podre. Evitando propagações de doenças, e eliminando matéria orgânica em decomposição. Um trabalho então que afeta diretamente a nós, já que sem eles para fazer essa faxina, teríamos um mundo com mau cheiro e carne podre espalhada por todos os lugares. Fora um aumento de doenças e vírus.

Urubu Pousado
Urubu Pousado

Por isso é ideal não os envenenar ou caça-los, como alguns países e regiões estão fazendo. Países no Oriente Médio estão envenenando carnes podres antes de eles comerem, para que os urubus acabem morrendo. Apesar de acharem estar fazendo algo bom, só estão acumulando mais matéria orgânica no planeta e permitindo que doenças e vírus possam se desenvolver de forma mais fácil. Devemos sempre lembrar que sem eles, a vida na Terra seria muito mais difícil e desagradável.

Leia também um pouco mais sobre abutres e urubus: Abutres comem carne humana? e Urubus comem outros Urubus mortos?

Veja também

Curso de Banho e Tosa

Qual o Valor de um Curso de Banho e Tosa? Onde Fazer?

A necessidade de salões e empresas de cuidados profissionais está crescendo e com uma população …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *