Home / Animais / Reprodução Dos Felinos E Período De Gestação

Reprodução Dos Felinos E Período De Gestação

Uma das famílias mais conhecidas do mundo é a dos felinos. Eles se caracterizam por diversas características únicas. No post de hoje iremos falar um pouco mais sobre os felinos, sua reprodução e o período de gestação. Continue lendo para descobrir mais!

Características Gerais Dos Felinos

Os felinos, também chamados de felidae, são animais mamíferos digitígrados, que fazem parte da ordem dos carnívoros. Dentro dos felídeos, há outra distinção, duas subfamílias que incluem as espécies mais diferentes. A primeira é a Pantherinae, essa inclui animais como os tigres, leões, onças pintadas e leopardos. E a segunda é a Felinae, que inclui guepardos, linces, jaguatiricas e gatos domésticos.

A família dos felinos surgiu durante o período oligoceno, há mais ou menos 25 milhões de anos. Durante a pré-história, existia uma outra terceira subfamília que se chamava Machairodontinae. Nessa família encontrávamos os felídeos dentes de sabre, tais como o Smilodon. Infelizmente eles foram extintos. Hoje em dia, existem 41 espécies de felídeos diferentes. Eles foram evoluindo no Eocénico a partir dos Viverravidae, que deu a origem às hienas, civetas e outros animais. O primeiro felídeo verdadeiro foi o Proailurus. Ele viveu na Europa há 30 milhões de anos, e são muitas as diferenças, principalmente na dentição entre ele e os atuais.

O primeiro grupo moderno de felinos foi a subfamília Acinonychinae, que inclui as chitas modernas. A subfamília Felinae, surgiu em torno de 12 milhões de anos atrás. Os linces apareceram na América do Norte há 6,7 milhões de anos mais ou menos, e depois foram se espalhando para a Europa e Ásia. É importante ressaltar que todos os felídeos são carnívoros, sem exceção nenhuma.

São espécies bastante solitárias, exceto pelos leões que costumam ficar em bandos. Só costumam estar com outros da sua espécie quando há muita disponibilidade de comida e quando está na época de reprodução. Os gatos domésticos quando vivem em condições selvagens também podem formar suas colônias por sobrevivência. São animais bem discretos, com hábitos noturnos e vivem em ambientes inacessíveis para vários outros animais.

Seus corpos são extremamente ágeis e flexíveis, e suas pernas bem musculosas. A cauda é grande, medindo em torno de um terço e metade do comprimento do corpo. Algumas exceções são o lince pardo, que tem a cauda curta e o gato maracajá que tem a cauda mais longa que o corpo. Possuem garras retráteis e o crânio permite a fixação de músculos próximos da mandíbula.

Seu tamanho é bem variado, a menor espécie é o gato bravo de patas negras, que mede em torno de 35 centímetros de comprimento, enquanto que a maior é o tigre, que pode medir em torno de 350 centímetros de comprimento. Sua pelagem é bem distinta também, podendo ser mais fina ou mais grossa. Depende muito do habitat em que ele está inserido. A maioria deles também possuem certas marcas de pelagem.

Uma curiosidade interessante é que na língua dos felídeos, há papilas salientes, que conseguem raspar a carne, ajudando a retirar ossos e também trabalham na autolimpeza. Seus olhos são relativamente grandes, e servem para fornecer visão binocular. A visão noturna deles também é ótima, especialmente por serem animais noturnos. Para conseguir tal proeza, seus olhos são cerca de seis vezes mais sensíveis do que os dos humanos em relação a luminosidade. As orelhas são grandes e bem sensíveis a qualquer tipo de som, conseguindo identificar até mesmo pequenos roedores.

Reprodução E Período De Gestação Dos Felinos

Não há como fazer uma generalização real da reprodução dos felinos. Isso porque ela varia muito de espécie para espécie, principalmente entre espécies silvestres e domésticas. Em alguns casos, há reprodução mais de uma vez por ano, já em outros a cada três anos somente. De qualquer forma, podemos levar em conta alguns pontos principais que ocorrem em todos os animais dessa família. Em felídeos que vivem livremente, a sazonalidade reprodutiva dependo do fotoperíodo e também da questão da disponibilidade de alimentos na natureza. Normalmente, as espécies que moram em regiões de clima temperado possuem uma sazonalidade de reprodução muito mais nítida e regrada que as de regiões tropicais.

O ciclo reprodutivo feminino é dividido em diversas fases. O primeiro se refere quando as fêmeas começam a se esfregar com a cabeça e o pescoço em locais diferentes nos machos. Tudo isso para apresentar um comportamento afetivo, que é bem discreto e não permite o macho chegar muito longe. A segunda fase é quando começam comportamentos mais perceptíveis para chamar para o acasalamento, como vocalização, agachamentos e outros. Após essa fase, a fêmea começa a ovular e o acasalamento realmente ocorre.

O tempo de duração da gestação vai variar de espécie para espécie. Os filhotes normalmente não são numerosos, apesar de haver algumas exceções. A maioria dá luz para dois ou três filhotes no máximo. O estudo dos gatos domésticos, que são os felídeos bem mais próximos e acessíveis que temos, está permitindo estudarmos em relação a reprodução dos felinos em geral. Isso vai contribuir para que possamos trabalhar em tirar felinos que estão na lista de ameaçados de extinção e lidar com isso da melhor forma possível, sem afeta-los.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre os felinos, sua reprodução e o tempo do período de gestação deles. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre felinos e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Ciclo de Vida do Pepino-do-Mar: Quanto Tempo Ele Vive?

Os pepinos-do-mar são os principais representantes da comunidade conhecida como Holothuroidea. Essa é uma comunidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *