Home / Animais / Qual a Velocidade do Jacaré na Terra e na Água?

Qual a Velocidade do Jacaré na Terra e na Água?

Os jacarés são considerados como excelentes nadadores. A sua velocidade na água é de 32,18 km.

O jacaré tem uma alta capacidade de adaptação à água do mar, havendo relatos de exemplares que nadaram cerca de 1.000 quilômetros no oceano!

Quando em terra firme, o jacaré pode correr a uma velocidade de 17,7 km/h. Embora causem medo, é de se admitir que os jacarés são répteis bastante interessantes e autênticos.

São animais gigantes, pertencentes a ordem Crocodylia, que surgiram na Terra há mais de 200 milhões de anos. São seres repletos de surpresas.

Para Conhecer mais Obre Esse Animal tão Temido, Continue Lendo e Confira Aqui Diversas Curiosidades.

  • Espécies de jacaré: há dois tipos – os americanos e os chineses – sendo ambos do gênero Alligator. Os jacarés encontrados em solo (e água) brasileiras pertencem ao gênero Caiman. Os mais representativos são o jacaré-do-pantanal e o jacaré-do-papo-amarelo. Mas também há o denominado jacaretinga, jacaré-açu, jacaré-anão e jacaré-coroa.
  • Tamanho: são animais que tem seu crescimento estendido por toda a vida. Os jacarés americanos podem chegar a até 3,4 metros de comprimento, podendo pesar quase meia tonelada. Os chineses geralmente são menores, chegando a cerca de 1,5 metros de comprimento, e pesando cerca de 22 quilos.
  • Habitat: vivem basicamente em locais alagados, tais como pântanos (como o Pantanal Matogrossense, por exemplo), lagoas e rios. Durante o dia eles geralmente passam sob o sol, com a boca aberta. Assim facilita a absorção do calor. A noite é hora de caçar, mas na água dessa vez.
  • Dieta: são animais carnívoros, com hábitos vorazes, mantendo uma alimentação diversa. Alimenta-se de peixes, caramujos, tartarugas, iguanas, cobras, pássaros e algumas espécies de mamíferos, como búfalos e macacos. Opta por indivíduos mais fracos, velhos ou doentes, realizando uma espécie de seleção natural. Esse é um atributo importantíssimo no controle ecológico de outras espécies.
  • Reprodução do jacaré:no início da estação de reprodução – entre os meses de janeiro e março – os machos berram para atrair fêmeas. A garganta tem um componente infra-sônico, que pode fazer com que a superfície da água em torno ondule e dance. Outros rituais de namoro incluem bater na cabeça da superfície da água, focinho e esfregar as costas e soprar bolhas.
  • Dentes…muitos dentes:  eles têm entre 74 e 80 dentes em suas mandíbulas a qualquer momento e, à medida que os dentes se desgastam e/ou caem, eles são substituídos. Um jacaré pode passar por mais de 2.000 dentes em sua vida.
  • Estrategistas: incrivelmente encontramos relatos de que esses animais utilizem “ferramentas”. Jacarés americanos foram flagrados usando iscas para caçar pássaros. Eles equilibravam paus e galhos em suas cabeças, atraindo pássaros à procura de material para construção de seus ninhos. Assim, se tornavam presas vulneráveis.
  • Nadar, correr e rastejar: jacarés têm dois tipos de caminhadas. Além de nadar, jacarés andam, correm e rastejam em terra. Eles têm uma “caminhada alta” e uma “caminhada baixa”. A caminhada baixa é extensa, enquanto na caminhada alta o jacaré levanta a barriga do chão.
  • Engenheiros do ecossistema:desempenham um papel importante em seus ecossistemas alagados, criando pequenos lagos conhecidos como “buracos de jacaré”. Nestas depressões, ocorre a retenção de água que, na estação seca, serve de habitat para outros animais.
  • Jacarés são predadores que também comem frutas: os jacarés são oportunistas carnívoros, comendo peixes, anfíbios, répteis, pássaros e mamíferos. O que eles comem é, em grande parte, determinado pelo seu tamanho.
Jacaré na Terra

No entanto, foi relatado a um certo tempo que eles também se alimentam de frutas cítricas diretamente das árvores. A explicação para isso? O alto valor nutricional desses alimentos, a ingestão de fibras e outros componentes que ajudam na digestão de toda a carne consumida por esses animais. Consumindo frutas, inevitavelmente, acabam por auxiliar na dispersão de sementes pelo habitat que exploram.

  • Mamães dedicadas: com ninhos feitos de vegetação, gravetos, folhas e lama perto de um corpo de água, as fêmeas mantém o zelo por seus ovos em ninho construindo sempre à beira da água.

Um fato curioso é que, à medida em que a vegetação, ainda fresca, se decompõe, ela aquece o ninho e mantém os ovos quentes.

O número de ovos em uma ninhada é afetado pelo tamanho da mãe, idade, estado nutricional e genética. Varia entre 20 a 40 ovos por ninho.

O jacaré fêmea fica próximo do ninho durante o período de incubação, que leva em média 65 dias. Assim, protege seus ovos de intrusos.

Estando prontos para eclodir, os jovens jacarés fazem barulhos estridentes de dentro dos ovos. Esse é o sinal para que a mãe comece a tirá-los do ninho, e carregá-los até água, nas mandíbulas. Mas o cuidado não termina ai. Ela pode proteger sua prole por até um ano.

  • Determinação do sexo: diferente dos mamíferos, os jacarés não possuem heterocromossomo, que é o cromossomo sexual. A temperatura na qual os ovos se desenvolvem determina o sexo do embrião. Ovos expostos a temperaturas acima de 34°C originam machos. Enquanto aqueles a 30° C originam fêmeas. Temperaturas intermediárias produzem ambos os sexos.
  • Sons:os jacarés têm uma variedade de chamadas diferentes para declarar território, sinalizar problemas, ameaçar concorrentes e encontrar parceiros. Embora não tenham cordas vocais, os jacarés soltam uma espécie de “berro” bem alto, quando sugam ar para os pulmões e sopram em rugidos intermitentes.
Jacaré na Água

Porém, por causa da caça ilegal e da destruição de seu habitat, os jacarés chegaram a estar na lista de animais ameaçados. Hoje, porém, existem fazendas que criam jacarés em cativeiro para obtenção de produtos como carne e couro.

  • Longevidade: jacarés são animais bem longevos, vivendo incríveis 80 anos.

Esse animais têm demonstrado boa adaptação à vida no planeta.  Aliás, sobreviveram aos fenômenos de extinção dos dinossauros.

Mas o homem, através de ações exaustivas sobre  habitat (poluição dos recursos hídricos e desmatamento), e caça excessiva, coloca em risco a sobrevivência desses animais. Embora seja considerado ameaçado de extinção, estão sendo feitos vários esforços para a recuperação de área degrada, visando à recuperação do equilíbrio no ecossistema.

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *