Home / Animais / Qual a Diferença Entre Mosquito e Pernilongo?

Qual a Diferença Entre Mosquito e Pernilongo?

Mosquito e pernilongo podem ser expressões sinônimas para um mesmo inseto em algumas literaturas. Todavia, em outras fontes é possível encontrar diferenciações entre estes dois conceitos. Essas diferenças envolvem tanto sutis características físicas quanto fatores comportamentais. No entanto, tanto mosquitos quanto pernilongos pertencem à ordem taxonômica Diptera.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre essas classificações.

Então venha conosco e boa leitura.

Classe Taxonômica Insecta

A classe Insecta corresponde ao grupamento com maior diversidade do planeta, uma vez que tais espécies correspondem a mais de 70% de todas as espécies de seres vivos já descritos.

Não há um consenso entre os pesquisadores a respeito do quantitativo preciso das espécies de insetos. Todavia, estimativas apontam um número provável de 5 a 30 milhões, dos quais, aproximadamente 1 milhão já teria sido devidamente catalogada.

Taxonômica Insecta
Taxonômica Insecta

Características em comum entre esses invertebrados envolvem a presença de um exoesqueleto quitinoso; corpo dividido em 3 áreas (ou tagmas); duas antenas; olhos compostos; e presença de 3 pares de patas articuladas. Em relação aos tagmas, estes correspondem à cabeça, tórax e abdômen.

Ordem Taxonômica Diptera

Este grupamento taxonômico é considerado a quarta maior ordem em termos de diversidade. Conta com cerca de 150 mil espécies, as quais estão agrupadas em 158 famílias. 8,7 mil dessas espécies podem ser encontradas em território brasileiro. Alguns dos representantes famosos incluem os pernilongos, borrachudos, mutucas, mosquitos, moscas e varejeiras.

Características em comum entre as espécies incluem a presença de apenas 1 par de asas para o voo. Assim como os demais insetos, possui um segundo par de asas, no entanto, o mesmo está reduzido e modificado em estruturas chamadas de halteres, as quais também auxiliam no voo (no caso, indiretamente, pois estão relacionadas ao controle de equilíbrio).

Os insetos dípteros possuem ciclo de vida com metamorfose completa e, com isso, percorrem todos os estágios (ou seja, ovo, larva, pupa e adulto).  Esta característica permite que sejam classificados como insetos holometábolos.

Qual a Diferença Entre Mosquito e Pernilongo?

Pernilongos também podem chamados de mosquito, todavia, esta segunda terminologia é mais utilizada para referir-se aos mosquitos transmissores de doenças (como é o caso do Aedes aegypti).

Para certas literaturas, o mosquito frequentemente também está ligado a uma espécie em particular (como é o caso do Culex quinquefasciatus), embora esta espécie também possa estar relacionada à transmissão de elefantíase e febre do Bilo Ocidental.

Existem algumas diferenciações relevantes entre o Aedes aegypti e o Culex quinquefasciatus que devem ser consideradas. A primeira espécie possui um tom monocromático marrom e tamanho estimado entre 3 a 4 milímetros; já o mosquito da dengue possui cor na cor preta com listras brancas (padrão ‘zebrado’) e comprimento compreendido entre 5 a 7 milímetros. Esta diferença no comprimento pode aparecer pequena em termos de teoria, mas, na prática, representa que o mosquito da dengue possui quase o dobro do comprimento de um pernilongo comum.

Outras diferenças podem estar ligadas a fatores comportamentais, como é o caso do horário de alimentação; barulho e velocidade de voo; assim como os efeitos locais da picada.

O mosquito da dengue normalmente ‘ataca’ entre o início do dia e fim da tarde; ao passo que o C. quinquefasciatus procura por alimento a partir das 18 horas até o decorrer da noite. O voo e os sons também são diferenciados, o A. aegypti é mais silencioso e voa com certa agilidade; ao passo que, os ‘pernilongos’ podem ser mais barulhentos e mais lentos.

O mosquito da dengue, ao picar, não costuma deixar marcas ou rastros no local, padrão distinto do C. quinquesfaciatus (o qual deixa a pele avermelhada, com coceira e irritação).

Existem Outros Mosquitos Transmissores de Doenças? Quais São Eles?

Além do famoso mosquito Aedes aegypti (transmissor de dengue, Zika e chikungunya), outros mosquitos famosos na transmissão de doenças são o Aedes albopictus (o qual também pode transmitir a dengue- assim como a febre amarela); o mosquito Anopheles (vetor do protozoário Plasmodium– causador da Malária); o mosquito flebótomo (vetor do protozoário Leishmania chagasi); assim como os mosquitos Haemagogus e Sabethes (transmissores de Febre Amarela).

Leishmania Chagasi
Leishmania Chagasi

Apesar de, ser referido como pernilongo em algumas fontes, o mosquito transmissor de elefantíase e Febre do Nilo (no caso, o Culex quinquesfaciatus) também está incluso neste contexto. Neste caso, as doenças são causadas por diferentes agentes etiológicos, tais como o parasita Wulchereria bancrofti (para a elefantíase); e o arbovírus Flavivírus (para a febre do Nilo).

Como Prevenir a Infecção por Aedes Aegypti?

Entre as doenças causadas pela picada de mosquitos, a dengue é caracterizada como o quadro com maior incidência. Tal doença representa um dos principais problemas de saúde pública, não apenas no Brasil, como também no mundo. Alguns artigos publicados entre os anos de 2013 a 2015, apresentaram o quantitativo de 390 milhões de infecções anuais no globo; além da estatística de que 70% da população mundial estaria em risco de contrair a doença.

A melhor forma de prevenir contra a dengue é evitar a proliferação do mosquito, através da eliminação de possíveis criadouros, ou seja, locais que possam armazenar água parada (tais como entulhos no quintal, pneus, garrafas, bordas de vasos de plantas; assim como caixas d’água desocbertas; ou piscinas sem manutenção). Os pratos colocados abaixo do vaso das plantas devem ser preenchidos com areia, de modo a absorver a água que possa acumular nesta área. Tanques utilizados para armazenar água devem ser lavados semanalmente. As lajes de casa também não devem ser negligenciadas, uma vez que podem criar pequenas poças de água após um período chuvoso.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre o tema, que tal continuar por aqui conosco para visitar também outros artigos do site ?

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Dexter Latina. Você sabe a diferença entre o pernilongo e o mosquito da dengue ? Disponível em: < http://www.dexterlatina.com.br/voce-sabe-a-diferenca-entre-o-pernilongo-e-o-mosquito-da-dengue/>;

EMBRAPA. Ordem Diptera. Disponível em: <https://www.embrapa.br/cerrados/colecao-entomologica/diptera>;

Ministério da Saúde. Dengue: sintomas, causas, tratamento e prevenção. Disponível em: <https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/dengue>;

Super Interessante. Quantas espécies de insetos existem no mundo ? Disponível em: <https://mundoestranho.abril.com.br/materia/quantas-especies-de-insetos-existem-no-mundo>;

UNIPRAG. Que mosquito me picou ? Diferenças entre os espécies de mosquito. Disponível em: <https://uniprag.com.br/blog/que-mosquito-me-picou-conheca-as-diferencas-entre-os-especies-de-mosquitos/>;

Wikipédia Diptera. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Diptera>;

Veja também

Por que os Equinodermos Tem Esse Nome?

O filo Echinodermata teria surgido no período pré-histórico Cambriano ou Câmbrico (o qual, na escala …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *