Home / Animais / Maracanã-De-Colar Ou Ararinha-De-Colar Com Fotos

Maracanã-De-Colar Ou Ararinha-De-Colar Com Fotos

Não podemos negar que a nossa fauna de aves é simplesmente fascinante, com espécimes belíssimos, e muitas vezes, raros. Um bom exemplo disso é a maracanã-de-colar ou ararinha-de-colar, um pássaro bem exótico, e que merece ser conhecido.

Principais Aspectos Da Maracanã-De-Colar

Essa é uma ave curiosa até no seu nome científico. Em Primolius auricollis, o “Primolius” é, na verdade, uma homenagem a Pietro Conte Primoli di Foglia. Bem, pra quem não sabe ele foi o do ornitólogo francês Charles Bonaparte. Já, a outra parte do nome científico dessa ave vem da junção de dois nomes em latim. O primeiro é “aurum”, e significa ouro. O outro, por sua vez, é “collis” com ”collum”, e significam, respectivamente, colar e pescoço.

Trata-se de um pássaro que mede em torno de 40 cm, pesando entre 240 e 260 g. Só não confunda a maracanã-de-colar com outro pássaro bem similar, que é a maracanã-de-cabeça-azul. A diferença está justamente no “colar amarelo-dourado” da primeira, que fica localizado em sua nuca. Além disso, a maracanã-de-colar possui uma pele branca em sua face, e a base do seu rabo é laranja. Já, em pleno voo, dá pra notar penas amarelas debaixo de sua asa. Destaque-se também a testa e o bico, ambos de coloração negra.

É muito observada em casais, às vezes, ao lado de outra ave bem exótica, a maracanã-do-buriti. Quando está para entardecer, a maracanã-de-colar se reúne em bandos bem numeroso, onde todos buscam um lugar em comum para passar a noite, já que um maior número de aves significa maior segurança para elas. Mesmo assim, não é uma ave muito vista na natureza, e alguns trabalhos estão sendo feitos para se obter maiores dados sobre elas.

Outros Hábitos Conhecidos Dessa Ave

Sabe-se também que a maracanã-de-colar gosta de se alimentar de frutos, flores e até mesmo de sementes, principalmente daquelas que caem no solo. Não chega a ter um cardápio tão diversificado, mas, a alimentação básica que ela tem é o suficiente, principalmente se o local onde estiver for repleto de árvores frutíferas.

A reprodução dela também não se diferencia de outras aves da mesma família, nidificando em ocos de troncos de árvores. E, quanto mais alto estiver esse oco, melhor para a segurança da ninhada. A reprodução da maracanã-de-colar se dá, geralmente, no final do ano, mais precisamente, no mês de dezembro.

Em termos de habitats naturais, ela reside numa variedade considerável de ecossistemas. Incluem-se aí capões e matas de galeria. Porém, ela é bastante comum também em áreas agrícolas, especialmente, se estiverem bem acima do nível do mar, de 600 a 1700 m. É sabido também que essa ave adentra em cerrados, matas secas e ainda em carandazais localizados no oeste de Mato Grosso. Como dá pra perceber, é um tipo de ave migratório, que não se importa em fazer grandes deslocamentos de um lugar para o outro. Quando isso ocorre, costuma voar em grandes bandos.

Maracanã-De-Colar - Casal
Maracanã-De-Colar – Casal

Falando em migração, no que diz respeito à sua distribuição geográfica, a maracanã-de-colar pode ser encontrada no Pantanal de Mato Grosso, além de também poder se encontrada no norte da Ilha do Bananal (que fica exatamente na região do Araguaia). Além desses lugares, a ave é frequente em Goiás, Tocantins e no sul do Pará, e, fora do Brasil, pode ser localizada na Bolívia, no norte do Paraguai e mais no noroeste da Argentina. Como se vê, uma ave latino-americana total.

Como Se Dá a Conservação Da Maracanã-De-Colar?

Atualmente, essa ave (ao contrário de tantos outros pássaros exóticos da nossa fauna) não está ameaçada de extinção, apesar de ser um animal comum de ser criado em gaiolas por aí. Mesmo que a população global ainda não tenha sido devidamente quantificada (algo que está sendo feito em projetos paralelos, muitas vezes, de preservação de outras espécies), acredita-se que a maracanã-de-colar seja uma espécie bastante comum na natureza.

Porém, nem sempre a vida foi fácil para esses animais. Pra se ter uma ideia, no início da década de 1980, mais precisamente na Bolívia, a captura de pássaros em cativeiros atingiu a marca de 3200 aves por ano. Somente na Bolívia! Felizmente, nos dias de hoje, tanto nesse país, como no restante de toda a América Latina, existem leis ambientais que protegem a fauna desses lugares.

Quatro Maracanã-De-Colar na Árvore
Quatro Maracanã-De-Colar na Árvore

É bom deixar claro, no entanto, que a população dessa ave é considerada baixa em países como o Paraguai e no norte da Argentina. Ainda assim, nos últimos anos, tem havido um relativo crescimento populacional desses pássaros nesses países, graças aos esforços das autoridades.

Como É a Personalidade Da Maracanã-De-Colar Em Cativeiro?

A maracanã-de-colar é uma ave encantadora e inteligente. Ela possui muita personalidade, e até pelo fato de ser um pouco menos do que papagaios e outras espécies dessa família, trata-se de um animal fácil de cuidar, ainda que necessidade de cuidados básicos e toda a atenção que o criador puder oferecer.

Maracanã-De-Colar Em Cativeiro
Maracanã-De-Colar Em Cativeiro

Assim como outras aves imitadoras, a maracanã-de-colar também tem a capacidade de imitar alguns tipos de sons. Obviamente que nem se compara à capacidade dos papagaios, por exemplo, mas, ainda assim, o dono desse animal pode, com relativa facilidade, ensinar sua ave a assobiar e outras coisas do tipo.

A reprodução em cativeiro também se dá de maneira bastante simples, com ela acontecendo entre a primavera e o início do verão. Em geral, as fêmeas colocam cerca de 4 ovos, cujo período de incubação é de, pelo menos, 27 dias. Com cerca de 2 meses de vida, os filhotes já começam a voar e a ficar mais independentes. Nessa fase, inclusive, os filhotes já são bem semelhantes aos pais, com a exceção que suas caudas são um pouco mais curtas.

Maracanã-De-Colar Fotografada de Perto
Maracanã-De-Colar Fotografada de Perto

Com relação à alimentação que deve ser dada para essa ave quando estiver em cativeiro, o ideal é ir dosando um pouco de sementes de girassol (até para que ela tenha uma boa reserva de gordura), complementando com algumas frutas, preferencialmente, pela manhã.

Ah, e é sempre bom lembrar que você precisa adquirir todo e qualquer animal silvestre em estabelecimentos autorizados pelo IBAMA, pois essa é a certificação de que você não está alimentando o comércio ilegal dessas aves.

Veja também

Ficha Técnica do Polvo: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

As famosas criaturas oceânicas que têm as cabeças bulbosas e oito braços são cheias de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *