Home / Animais / Cágado Tracajá: Características, Nome Científico e Fotos

Cágado Tracajá: Características, Nome Científico e Fotos

Assim como as tartarugas e jabutis, os cágados também pertencem à ordem taxonômica Testudines e contam igualmente com a presença de um casco.

O tracajá (nome científico Podocnemis unifilis) é uma espécie de cágado famoso na Amazônia, com distribuição nas bacias hidrográficas da porção Norte da América do Sul. Algumas dessas bacias hidrográficas incluem as bacias de Orinoco e do Amazonas. Especificando os países no qual este animal pode ser encontrado, estão a Bolívia, Venezuela, Guiana, Colômbia, Peru, Equador, Bolívia e toda a Amazônia brasileira.

É um animal que vive bastante, possuindo expectativa de vida superior a 60 anos de idade- sendo que alguns indivíduos podem inclusive ultrapassar os 90 anos de idade. Todavia, ainda é bastante alvo de caça predatória, com objetivo de consumo de sua carne e até de seus ovos pelos ribeirinhos.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a espécie.

Então venha conosco e boa leitura.

Diferença Entre Tartarugas, Jabutis e Cágados

A primeira diferença é que os jabutis são quelônios terrestres, ao passo que, os cágados são semiaquáticos e as tartarugas são aquáticas. No caso das tartarugas, estas saem para o meio terrestre apenas para desovar ou, esporadicamente, para tomar sol.

Em relação às diferenças anatômicas, o jabuti é obviamente mais alto e mais pesado e, dessa forma, movem-se mais lentamente. Tartarugas e cágados, por sua vez, contam com cascos mais hidrodinâmicos. Todavia, estes cascos são mais achatados para os cágados.

Quando tartarugas ou jabuti precisam retrair o pescoço para o interior do casco, o fazem verticalmente; em contraposição aos cágados, que realizam movimentação lateral.

As tartarugas contam com as patas em formato de pá ou remo- conformação especialmente útil para auxiliar na natação.

Os cágados possuem dedos com membranas, assim como um pescoço ligeiramente mais longo.

Cágado Tracajá: Classificação Taxonômica

A classificação científica para o cágado tracajá obedece à seguinte estruturação:

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Reptilia;

Ordem: Testudines;

Família: Podocnemididae;

Gênero: Podocnemis;

Espécie: Podocnemis unifilis.

Todas as espécies da ordem Testudines possuem o casco como característica representativa. A porção dorsal deste casco recebe o nome de carapaça, e é formado em meio à junção das costelas e coluna vertebral. No caso da porção ventral, esta recebe o nome de plastrão e é formada com junção da clavícula e interclavícula. Ao todo, essa ordem é formada por 14 famílias e 36 espécies.

A família taxonômica Podocnemididae possui representantes distribuídos geograficamente na América do Sul e em Madagascar. O gênero Podocnemis corresponde à um dos 3 gêneros de cágados da sua família taxonômica.

Cágado Tracajá: Características, Nome Científico e Fotos

Características do Cágado Tracajá
Características do Cágado Tracajá

O cagado tracajá possui o nome científico Podocnemis unifilis. Suas características  físicas incluem carapaça e pele de cor negra, contando com a presença de manchas amarelas na cabeça. A média de peso oscila entre 9 a 12 quilos. O comprimento de um indivíduo adulto pode alcançar 45 centímetros.

Cágado Tracajá: Comportamento

Em relação aos hábitos alimentares, o tracajá é considerado um cágado onívoro. Na sua dieta estão inclusos caramujos, frutos, insetos, assim como vegetais aquáticos. Quando está em cativeiro, pode alimentar-se de qualquer coisa que lhe seja oferecida, desde que o alimento esteja fracionado.

Em relação aos hábitos reprodutivos, a reprodução ocorre uma vez ao ano. Cada postura conta com o quantitativo de 15 a 30 ovos. Os locais dessas posturas são as margens dos rios e braços fluviais.

Após a postura, a eclosão dos ovos ocorre decorridos 90 a 220 dias. Curiosamente, a temperatura do meio externo e arredores dos ovos influencia no sexo dos filhotes.

Cágado Tracajá: Conhecendo Outras Espécies de Seu Gênero Taxonômico

O gênero Podocnemis conta com 6 espécies presentes na atualidade e 3 espécies extintas. As 6 espécies viventes são o Irapuca (nome científico Podocnemis erythrocephala); a tartaruga-da-Amazônia (nome científico Podocnemis expansa); a tartaruga-plana (nome científico Podocnemis vogli); a Pitiú (nome científico Podocnemis sextuberculata); a Arapuça (nome científico Podocnemis lewyana); e, é claro, nosso querido Tracajá (nome científico Podocnemis unifilis).

As 3 espécies já extintas, cuja existência só foi constatada com a descoberta de registros fósseis, são o Podocnemis bassleri, o Podocnemis medemi e o Podocnemis pritchardi.

Irapuca

Este cágado é considerado um dos menores de sua região. O comprimento máximo já observado para um indivíduo foi de 32,2 centímetros. Todavia, os machos são menores e possuem um comprimento médio estimado em 24,4  centímetros.

Tal como ocorre com outros representantes de seu gênero, a irapuca também conta com pele e carapaça negros, acompanhados pela presença de manchas amarelas. Todavia, além do seu tamanho, as manchas vermelhas na cabeça; assim como as suas manchas no casco fornecem um diferencial a mais.

As fêmeas possuem peso médio de 2 quilos; ao passo que os machos possuem média em 1 quilo.

Possui dieta herbívora, composta por vegetais aquáticos, assim como por suas sementes e frutos. Contudo, também pode consumir esporadicamente camarões, peixes e moluscos.

Seu hábitat é constituído referencialmente por rios de águas escuras, mas ocasionalmente também pode ser encontrado em rios de águas claras da bacia Amazônica.

A maturidade sexual chega apenas aos 9 anos de idade. O período reprodutivo ocorre em períodos diferentes para a bacia do Tapajós e bacia do Rio Negro, correspondendo ao início do mês de Dezembro e ao período entre Agosto e Novembro, respectivamente.

A temperatura também pode definir o sexo dos filhotes. Em cada postura, são liberados de 4 a 18 ovos.

Tartaruga-da-Amazônia

A tartaruga-da-Amazônia também pode ser chamada pelos nomes de jurará-açu e araú. É uma espécie bastante grande e os maiores exemplares podem medir mais que 90 centímetros de comprimento.

A porção dorsal de seu casco conta com uma coloração preto acinzentado; enquanto que, na porção ventral, há tonalidade amarela com presença de manchas escuras.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre o cágado tracajá e outras espécies de cágados; nossa equipe o convida para continuar conosco e visitar também outros artigos do site.

Esse espaço é seu, então sua visita é sempre bem-vinda.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

FERREIRA, R. Eco. Aprenda a diferença entre cágados, jabutis e tartarugas. Disponível em: <https://www.oeco.org.br/dicionario-ambiental/28110-aprenda-a-diferenca-entre-cagados-jabutis-e-tartarugas/>;

Tartarugas AVPH. Irapuca. Disponível em: <https://www.tartarugas.avph.com.br/irapuca.htm>;

Tartarugas AVPH. Tracajá. Disponível em: <http://www.tartarugas.avph.com.br/tracaja.php>;

Wikipédia. Podocnemis. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Podocnemis>;

Wikipédia. Podocnemis unifilis. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Podocnemis_unifilis>;

Veja também

Lebre na Natureza

Tudo Sobre a Lebre : Características, Nome Cientifico e Fotos

Hoje vamos trazer mais um animal incrível e cheio de curiosidades super interessantes para os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.